22/03/2017

[ RESENHA ] O Temor do Sábio (Segundo Dia)

Título: O Temor do Sábio ( A Crônica do Matador do Rei #2)
Autor: Patrick Rothfuss
Páginas: 960
Editora: Arqueiro
Estrelas: 5/5
Quando é aconselhado a abandonar seus estudos na Universidade por um período, por causa de sua rivalidade com um membro da nobreza local, Kvothe é obrigado a tentar a vida em outras paragens.Em busca de um patrocinador para sua música, viaja mais de mil quilômetros até Vintas. Lá, é rapidamente envolvido na política da corte. Enquanto tenta cair nas graças de um nobre poderoso, Kvothe usa sua habilidade de arcanista para impedir que ele seja envenenado e lidera um grupo de mercenários pela floresta, a fim de combater um bando de ladrões perigosos.Ao longo do caminho, tem um encontro fantástico com Feluriana, uma criatura encantada à qual nenhum homem jamais pôde resistir ou sobreviver – até agora. Kvothe também conhece um guerreiro ademriano que o leva a sua terra, um lugar de costumes muito diferentes, onde vai aprender a lutar como poucos.Enquanto persiste em sua busca de respostas sobre o Chandriano, o grupo de criaturas demoníacas responsável pela morte de seus pais, Kvothe percebe como a vida pode ser difícil quando um homem se torna uma lenda de seu próprio tempo.
 


 *Essa Resenha pode conter Spoiler do Livro Anterior.

Em uma bela manhã qualquer, Bast se encontrava em pleno tédio e após polir a mesa para ter algo para fazer, ele contempla a prateleira de bebidas decidindo tomar alguns goles. E ao provar cada novo sabor, cantava uma canção. Kote estava descendo as escadas e demonstra um olhar mais curioso do que acusatório ao ver seu aprendiz bebendo pela manhã. Os dois começam a conversar sobre Bast, que com sua incrível força por ser um Encantado, havia conseguido impedir o mercenário que estava possuído por Troca- Pele, demônios que podiam possuir um ser humano, na noite passada. Com a morte de Shep, um dos jovens que sempre ouvia as histórias do velho Cob na Pousada, Kote decide que o melhor era tornar o lugar mais seguro para que ninguém mais morresse, e pede para Bast cuidar disso.

Depois de fazer e assar o pão, limpar a lareira, polir o chão e entre outras tarefas. Kote percebe que não tem mais nada para fazer e começa a contemplar sua espada pendurada em um suporte que dizia Insensatez. Lembrando-o de seu passado, ela não era bonita, porém despertava um ar ameaçador a quem a olhasse.

Até que Graham, um dos jovens que visitava a Pousada, bate na porta. Ele fica surpreso por ver que a Pousada iria funcionar normalmente mesmo com o ocorrido da noite passada. Os dois conversam sobre as mudanças quem vem ocorrendo na cidade, era como se a morte estivesse à espreita. Kote com o ar cansado dá um conselho ao rapaz para que se preparasse para o pior, Graham assente e vai embora. Com a morte de Shep, as pessoas começam a ficar mais temerosas, querendo se prevenir fazendo seus testamentos caso a morte os alcançasse.  E como não havia muitas pessoas que preparavam esse tipo de coisa, elas iam para a Pousada Marco do Percurso falar com o Cronista.

Kote continuava com seu olhar triste e distante enquanto preparava as maçãs para fazer uma torta. Músculos de um guerreiro, não de um simples hospedeiro eram visíveis enquanto ele trabalhava. Algumas horas depois, o Cronista está desperto e Bast chega com ramos de azevinho para que pudessem se proteger dos Troca-Pele. O Cronista não estava muito convencido de que iria dar certo e para lhe botar medo, Bast finge estar possuído e o faz correr apavorado. Kote não deixa de achar a situação divertida e ri, Bast fica feliz, pois não via o amigo rir fazia muito tempo. Como recompensa, ele dá o ramo encantado com seu poder para o Cronista se proteger. Porém, ele também o relembra do acordo que fizeram, o Cronista deveria fazer Kote relembrar quem ele realmente é.

Aaron e Carter precisavam de comida para viajar e pedem ajuda ao hospedeiro. Pois, se não encontrassem um cavalo para a viagem, eles iriam se alistar no exército para ganhar o soldo do Rei. Que permitia que ganhassem dinheiro suficiente enquanto trabalhavam para o Rei. Kote fica com raiva, pois não queria que Aaron se alistasse em uma Guerra que era sua culpa e tenta convencê-lo a ficar, dizendo que era o verdadeiro Kvothe e que se ele ficasse, iria contar o que realmente aconteceu. Contudo, sua farsa de hospedeiro estava tão impregnada na mente dos cidadãos que o rapaz não acreditou. Pegando os alimentos, Aaron vai embora sorrindo pensando ter sido apenas uma brincadeira para fazê-lo ficar.

Bast tenta consolar o amigo, mas Kvothe sorri com amargura, encerrando o assunto.
Após reler o que o Cronista escreveu no primeiro dia. Com olhos aguçados, luminosos e um sorriso familiar do jovem que fora antes, Kvothe inicia a continuação de sua incrível, fascinante e empolgante história.

"Não há nada mais difícil no mundo do que convencer alguém de uma verdade desconhecida."

Nesse segundo dia, Kvothe contará como se tornou de um jovem estudante de arcano e músico para herói, amante, guerreiro e assassino. Como se tornou aliado de um nobre depois de salvá-lo da morte iminente, como ajudou mercenários na busca pelo ouro do nobre e que por coincidência, ou não, também reencontra o Chandriano, sua fuga milagrosa das garras de uma criatura encantada chamada Feluriana, que mesmo sendo a mulher mais bela, poderia tanto tornar real as fantasias de um homem quanto enlouquecer a sua mente e depois matá-lo. Kvothe não apenas conhece, mas também se torna parte da cultura ademriana, um antigo povo guerreiro que se comunicam e lutam de um modo totalmente diferente. Kvothe se torna famoso por suas aventuras, fazendo novos amigos e inimigos, chegando mais perto de encontrar respostas sobre o Chandriano e treinando sua mente adormecida para evocar o nome do vento.

" Há três coisas que todo sábio teme:  o mar na tormenta,  uma noite sem luar,  e a ira de um homem gentil."

No segundo livro percebemos que Kvothe precisa realmente de um empurrãozinho para voltar a ser como era antes e conforme vamos lendo, o modo de como ele está agindo, a cada dia mais distante, triste e praticamente sem vontade de viver, a não ser para cuidar da Pousada. É como se os seus poderes e sua força estivessem sumindo aos poucos. Mas não completamente, pois ao contar a sua história, é como se sua mente estivesse acordando aos poucos.

Além de eu estar com uma grande ressaca literária, estou muito ansiosa pelo terceiro volume. Porém, infelizmente não sabemos quando o autor irá nos agraciar com a continuação dessa maravilhosa história, só podemos esperar que seja tão incrível quanto os outros dois. E não tenho dúvidas quanto a isso! Não tenho contras, pois a história continua tão fascinante quanto o primeiro volume, contendo tanto aventuras quanto problemas para Kvothe, e eu estou cada vez mais apaixonada por esse personagem haha. Patrick Rothfuss é um gênio e aguardo ansiosamente a continuação! Vale à pena conferir!


19 comentários:

  1. Fiz uma leitura rápida porque não queria ler spoiler.
    Esse personagem da capa é a cara do Link, do Legend of Zelda hehehe

    Vou anotar sua dica e procurar o livro 1 e depois venho ler essa resenha.
    Um grande beijo,
    Hugo.
    Raposa Cultural

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Eu ainda não fiz a leitura do primeiro livro, mas acho a história bem instigante. Fiz a leitura da sua resenha por alta com medo de pegar spoiler, mas vi que você gostou muito da continuação mesmo com ressaca literária, isso é sinal que a história é realmente boa e eu estou torcendo junto com você para que a continuação seja melhor ainda! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Não conhecia essa série, mas confesso que a premissa me é atrativa. Confesso tb que li sua resenha em partes, pq não queria pegar muito spoiler. Dica anotada. Vou pesquisar um cadinho mais sobre, quem sabe...

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Eu li a resenha do primeiro livro da série esse semana (não sei se foi aqui) e contei o meu medo de começa lá pelo seu tamanho que é de certa forma "extravagante". Eu sou muito fã do gênero que o mesmo aborda e sei que as chances de eu odiar são mínimas, mas não sei se começo ou não. Enfim, é uma pena que o outro livro ainda não foi lançado mas espero que não demore para que isso aconteça. Até mais ver
    Bjsk

    ResponderExcluir
  6. Apesar de gostar bastante das publicações da Arqueiro eu não conhecia esse título. A arte da capa é linda!Quando estamos com ressaca literária depois de ler um livro, significa que ele foi muito bom! Espero que lancem logo o próximo, é horrível ter que esperar o lançamento de um próximo volume.
    memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oiiii tudo bem??

    Ainda não li o primeiro, então li com muito cuidado pra evitar spoillers hauahuahua, que bom que gostou, estou passando por uma ressaca literária meio extensa, desde o fim do ano passado.
    Como essa serie ainda não terminou não tenho coragem de iniciar ainda, apesar de já ter os livros.
    Mas adorei sua resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  8. Oiii!!

    Ai MEUDEUS! Espero que o autor traga o próximo volume logo! É pessimo ficar com essa curiosidade, né?
    Gostei da sua resenha! E estou ansiosa pra vc!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Olá! Não conhecia o livro e gostei muito da premissa, curto demais o gênero! Percebi que tem uma boa trama e bastante ação. Dica mais do que anotada, sempre é bom encontrar livros assim, beijos!

    ResponderExcluir
  10. Só ouço elogios para com esta série e a cada resenha lida, mas interessada eu fico. Que bom que a leitura está sendo prazerosa e espero que o ultimo volume, feche com chave de ouro esta experiencia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oiii Jenifer, tudo bem?
    Menina eu tenho bastante vontade e curiosidade de realizar a leitura desse livro, fico feliz que tenha trazido a resenha para nós e em breve pretendo comprar assim que der.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Eu vou comprar os dois livros novamente só porque adorei o primeiro e estou louca para ter tempo para me deliciar com o segundo volume e ficar desesperada para o terceiro haha.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Confesso que à primeira vista me assustei com o número de páginas, rsrsrsrs. Sua resenha está muito bem escrita e apesar de eu não ser fã desse gênero de leitura, fiquei impressionada com as suas considerações.
    "Há três coisas que todo sábio teme: o mar na tormenta, uma noite sem luar e a ira de um homem gentil." (Amei essa frase).
    PS: Se tiver oportunidade conhecerei a obra lembrando da sua recomendação.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá
    Bom, não conhecia os livros então fiquei meio perdida no enredo, e mesmo perdida fiquei cheios para sabe algumas coisas e o que acontece no volume anterior. FICO feliz que a leitura tem sido Boa, espero em breve amei sua resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oie, tudo bem? Li sua resenha bem por cima pois quero muito ler essa serie, então quero evitar spoilers, mas vi que gostou bastante da leitura. É um livro enorme, e dá medinho de começar... acho que vou esperar o autor finalmente publicar o próximo rsrsrs.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Pela grande quantidade de páginas e por ser o segundo volume de uma série, fiquei meio assim em relação ao livro. Mas depois de conferir a resenha e conhecer um pouco o desfecho da história, fiquei beeeem curiosa.
    Parece uma ótima leitura!

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Li a resenha do primeiro volume e não sei se foi impressão mas achei que nesse houve um pouco menos de ação por conta dessa fase que Kvothe está passando e que precisa de um empurrãozinho para voltar a ser como antes e fico um pouco chateada por ele ter mudado e aparentemente estar perdendo seus poderes.
    Ainda assim, achei a premissa bem interessante e fiquei curiosa para saber suas impressões sobre o terceiro volume.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  18. Olá!

    Não é meu gênero de leitura favorito, mas eu fico doida quando o autor não termina de escrever os livros da série, é uma expectativa sem fim hahaha como eu não curto esse gênero, quem sabe um dia eu arrisco a leitura? Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  19. Olá,

    Já ouvi muitos comentários positivos sobre essa série, porém não era algo que me cativou sabe, eu tinha curiosidade em conhecer a escrita do autor, mas no momento não quero começar mais uma série, tenho muitas inacabadas :/ Contudo, anotarei a dica para futuramente.

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo