26/04/2017

[ RESENHA ] Bom Dia, Verônica

Título: Bom dia, Verônica
Autor: Andréa Killmore
Páginas: 256
Editora: DarkSide 💀
Estrelas: 4/5
Em "Bom dia, Verônica", acompanhamos a secretária da polícia Verônica Torres, que, na mesma semana, presencia de forma chocante o suicídio de uma jovem e recebe uma ligação anônima de uma mulher desesperada clamando por sua vida. Com sua habilidade e sua determinação, ela vê a oportunidade que sempre quis para mostrar sua competência investigativa e decide mergulhar sozinha nos dois casos. No entanto, essas investigações teoricamente simples se tornam verdadeiros redemoinhos e colocam Verônica diante do lado mais sombrio do homem, em que um mundo perverso e irreal precisa ser confrontado. 
 


Olá leitores, 

💭 Uma pergunta: ultimamente tenho lido mais nacionais do que estava acostumada ou apenas me dei conta que leio muitos deles e apenas não falava sobre?

Independente da resposta estou contente com essa nova percepção e com os achados que tem passado por minhas mãos e mais feliz por ver um investimento bacana de algumas editoras nos lançamentos da Literatura Nacional, como é o caso de Bom dia, Verônica publicado pela DarkSide. Gente! Que capa linda, as cores, o trabalho de edição, o marketing. Andréa Killmore (pseudônimo usado pela autora, que por sinal tem uma história de manter a identidade oculta curiosa) está orgulhosa, certeza. 

Resultado de imagem para livro Bom dia, Verônica

24/04/2017

[ RESENHA ] Os 13 Porquês

Título: Os 13 Porquês
Autor: Jay Asher
Páginas: 256
Editora: Ática
Estrelas: 4/5

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker, uma colega de classe e antiga paquera, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.



O bullying não é uma brincadeira de criança, não é um fato passageiro, ele afeta as pessoas e as marcam para sempre. Em “Os 13 Porquês” de Jay Asher esse ato abusivo e violento é colocado em perspectiva e as repercussões podem ser avassaladoras para vítima e é justamente o resultado mais drástico e traumático que Hannah enfrentará.

Hannah Baker era uma garota comum, divertida e bem humorada, com uma vertente poética forte dentro de si, só que o ensino médio se revelará mais intenso do que esperado e ela cairá em um túnel sem volta, optando por tirar a própria vida.

Antes de se matar ela grava 7 fitas, com 13 motivos ou melhor com o nome de 13 pessoas que a motivaram a tomar essa triste decisão. Depois de sua morte uma caixa de fitas será deixada na porta da casa de Clay Jensen, ele será a voz mais constante da história juntamente com a Hannah.

22/04/2017

[ QUOTES ] De Volta a Blackbrick

Olá amados leitores.
No post de hoje vamos conferir quotes lindos do livro De volta a blackbrick que foi um dos melhores infanto juvenis que li ano passado. Resenha.



"Se lemos algo com frequência, parte de nós começa a acreditar naquilo. Ainda que seja uma mentira e essa mentira tenha sido escrita por nós mesmos."


"Vovô me falava que o passado está congelado como gelo, e que o futuro é líquido como água. E que o presente é o ponto de congelamento do tempo. "


"Dar o melhor de si nem sempre quer dizer que terá resultados incríveis."

20/04/2017

[ RESENHA ] Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar

Título: Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar
Autora: Sarah Maclean
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Estrelas: 5/5

Sinopse: A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres. E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato. Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres. Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.



Intensamente romântico e divertido.
Mais uma vez Sarah Maclean não mediu esforços para criar personagens cativantes e um enredo totalmente original. A verdade é que a autora nos conquista pela escrita fácil e por seu humor presente em cada linha.
Lady Calpúrnia cansou de ser a típica mulher sem vontades do século XIX. Após descobrir ser uma pessoa incrivelmente monótona, ela decidiu seguir seu próprio caminho, assim estabelecendo algumas regras que mereciam ser quebradas por ela antes que fosse, inteiramente, obrigada a casar. Tudo bem que, aos seus 28 anos de idade, ela já era considerada uma solteirona, mas nada disso era relevante para essa mocinha apaixonada por livros e determinada. Pensando nisso, quem seria o parceiro ideal para ajudá-la nessa missão de descumprir tantos tópicos terminantemente proibidos para a sociedade da época?
Sim! Um dos maiores libertinos de Londres, o marquês Gabriel Ralston, coincidentemente (ou não), o homem pelo qual o coração de Calpúrnia pertencia há décadas.

– Bom trabalho, irmão. Se a alta-roda soubesse que tem um senso tão profundo de obrigação familiar… sua reputação de anjo caído estaria arruinada.

15/04/2017

[ AMIGA TALENTO ] A Escritora Fantástica

Cristina de Azevedo

Olá pessoal!
Quem acompanha o Coleções sabe que faz pouco tempo que criei aqui no blog a coluna Amiga Talento onde falo sobre minhas colaboradoras talentosas. No primeiro "episódio" vocês conheceram um pouco sobre a Paty, nossa booktuber, quem não leu o post pode dar uma conferida clicando aqui → Amiga Talento #1 - A Booktuber.

Hoje vamos falar sobre uma pessoa especial, minha amiga, colaboradora, aqui do CL e escritora de livros na sua grande maioria de fantasia. Estou falando da linda e gravidíssima Cristina de Azevedo
Eu era resenhista no blog da minha amiga blogueira Silvana e estava a procura de alguém de confiança para me ajudar no blog, na época eu trabalhava aqui com a Séfora, foi então que a Sil me indicou a Cris. Em agosto fará 2 anos que a Cris entrou para a Família Coleções Literárias.

Recadinho:
Cris você acompanhou as primeiras conquistas do blog, as primeiras editoras parceiras. Devo muito agradecimento a você pelo carinho, fidelidade, amizade... enfim. Obrigada por tudo minha linda. E que esse baby venha cheio de saúde, abençoando e alegrando sua vida. ♥
© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo