11/05/2016

[ RESENHA ] Um Mais Um

Título: Um mais um
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 319
Estrelas: 4/5
Começa então uma viagem repleta de enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de uma história de amor entre uma mãe solteira falida e um geek milionário.
Restante da Sinopse no Skoob - Aqui


Olá leitores!

Eu não estava muito legal, mas agora estou melhor, pois joguei a mochila nas costas e terminei essa leitura em um dos meus lugares favoritos nessa pequena parte do nosso Brasil que conheço, numa chácara em Minas Gerais com verde, musgo, ar puro, frutas direto do pé, comida no fogão a lenha, pessoas e bichinhos amados. Sempre vou dizer que poucas coisas me dão tanta sensação de liberdade, quanto pegar um ônibus de viagem.

E vocês, como estão?

O objetivo principal da minha presença aqui hoje: a autora queridinha dos românticos.

Jojo Moyes me conquistou irrevogavelmente com o livro UM MAIS UM, uma ficção inglesa que mescla comédia e drama muito bem, acho que ela fez especialização em pessoas comuns com problemas comuns que nos conquistam quase que imediatamente, tenho a sensação de que vou dizer mais vezes isso quando ler seus outros romances.

"Uma noite, Tanzie foi se deitar e, quando acordou, o garoto estava no quarto de hóspedes, e a mãe limitou-se a dizer que ele ficaria ali e que era seu irmão. Tanzie uma vez lhe perguntou que material genético ele achava que compartilhava com ela, e Nicky respondeu: "O bizarro gene do fracasso". Ela achou que ele podia estar brincando, mas não sabia o suficiente de genética para verificar".

Jessica Rae Thomas é uma mulher forte, corajosa, altruísta e está passando muitas dificuldades financeiras. Ela possui dois empregos, uma casa pequena advinda da Associação Habitacional. Seu (ex) marido Marty, que saiu para morar com a mãe uns tempos alegando depressão, por não aguentar o pouco que tinham e o fracasso de seus empreendimentos, e nunca mais voltou para os filhos.

Tanzie é filha de Jessica e Marty, uma garotinha de dez anos, gênio da matemática, muito compreensiva e amorosa, se destacou com sua maestria com os números ganhando a oportunidade de uma bolsa de estudo na escola modelo St. Anne's o que desencadeia todo o rumo dos personagens, devido ao custo restante da bolsa do qual Jess, sem a ajuda de Marty, não consegue arcar.

"Ela limpava porque, se não fizesse isso, ficaria parada em seu quintalzinho cheio de mato, levantaria o rosto para o céu e gritaria, gritaria, gritaria, e não tinha certeza se seria capaz de parar"

Nicky, um adolescente que gosta de usar rímel e não faz mal à um rato cruel e ardiloso, se integrou a família Thomas depois que seu pai (Marty) não quis a responsabilidade de criar o garoto e sua mãe, Della, viciada em drogas, o abandonou. Jess o levou para casa e desde então, tentam encontrar um ritmo de se encaixar no mundo. 

E ainda tem os Fisher, uma família mal caráter e horripilante do bairro que tem como divertimento perturbar e agredir Nicky, tirar o sono de Jess e assustar Tanzie quando chegar seu momento de frequentar o mesmo ambiente escolar que eles.

" - Nada mais de pesadelos com os Fisher?
- Ontem à noite sonhei com um repolho que sabia andar de patins. Ele se chamava Kevin. - Respondeu ela.
A mãe lançou- lhe um olhar demorado.
- Certo".

Norman, o cachorro de Tanzie, é um vira lata enorme, preguiçoso e fedorento. Protagonista das partes engraçadas, e diria até que roubou a cena em um dos momentos mais angustiantes e emocionantes da historia. Simplesmente apaixonada por ele.


Em contrapartida temos o irresistivelmente chato Edward Nichols, afastado da empresa que fundou junto com o amigo Ronan acusado de uso de informações privilegiadas e num dilema interno sobre visitar a família e o pai que há muito esta doente ou continuar fingindo que não tem nada de mais acontecendo.


" - Ah, não. Eu não conseguiria entender, não é? Sou apenas uma assistente social burra que não ganha a porra de um salário de seis dígitos. É o seu pai, Ed. É o homem que sacrificou tudo para pagar sua educação, que acha que você é um deus. E ele não vai durar muito. Você precisa ir lá, dar as caras e dizer as coisas que os filhos devem dizer aos pais que estão morrendo, entendeu?"

Cada um com uma preocupação, em um surto de desespero e ousadia, nos deparamos com a família Thomas e Ed Nichols viajando juntos até a Escócia para que Tanzie participe de uma olimpíada de matemática que pode colocá-lá na St. Anne's. 


Claro, que muitas discussões e problemas os aguardam na estrada, todos ali são muito diferentes. Claro, que haverá uma ligação entre eles. Óbvio que Jess e Ed vão se sentir atraídos um pelo outro; que uma hora Nicky vai deixar de se sentir tão fora de contexto, Tanzie vai sofrer com sua ingenuidade e até Norman uma hora terá que ser menos preguiçoso, mas o melhor no "óbvio" é como ele acontece. O "como acontece" é uma aventura deliciosa e eu espero mesmo que Jojo escreva mais livros assim.

"A frase preferida de Jess (junto a "Vai dar tudo certo", "Vamos dar um jeito e "Nossa, Norman!") é que as famílias existem nas mais variadas formas e tamanhos. "Nem tudo está dentro das estatísticas agora", diz ela, como se, de tanto ouvi-la fazer essa afirmação, devêssemos acreditar nisso".

Eu poderia perfeitamente dar 5 estrelas ao livro, porém serei um pouco crítica quanto ao fato de que mais dois ou três capítulos poderiam ser encaixados no fim. Estou sendo cretina, não? Hahahaha 

A diagramação é boa, páginas brancas e há leves e pouquíssimos erros gramaticais, nada que interfira :)

Realmente assim que terminei o livro quis começar novamente, no entanto (1) eu emprestei e (2) há uma quantidade razoável de livros ainda não lidos e eu não sou uma leitora muito rápida...

Falo com vocês em breve!

13 comentários:

  1. Bom! Eu gosto de ler Ficção, mas não estou muito com vontade de ler esse livro, por mais que seja de uma das editoras que eu mais amo... Quem sabe um dia leia, mas no momento deixo passar a dica.

    Bela resenha e claro! Lindas fotos.
    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Espero que leia, temos sempre um momento para as leituras que realizamos, não é?

      Obrigada pelos elogios quanto as fotos e resenhas :)

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Oi!!
    Eu ainda não li nada dessa autora. Nossa você gosta mesmo da autora, de todos os posts que leio sobre ela a maioria é só elogios, parece que autora sabe mesmo como conquistar os leitores.
    Não sei se eu escolheria esse livro para conhecer a escrita da autora, embora tenha gostado da trama, ah quando a gente gosta da história e da autora sempre achamos que o livro poderia ter umas páginas a mais né rsrs.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Oiii, tudo bem?
    Realmente eu gostei muito da sua resenha, achei incrível o fato de você se apaixonar tanto assim pela obra, quando eu puder com toda certeza irei ler este livro. Gostei muito das fotos que tirou e achei incrível todo esse sentimento que a autora nos passa.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oie, Thaíse tudo bem? Quase chará hahahaha gostei muito da sua resenha e pela sinceridade, fiquei encantada e louca pra ler.

    ResponderExcluir
  5. Oie
    fiquei muito feliz quando vi esse lançamento e to loca pra ler e espero adorar, bela resenha e agora estou mais curiosa do que nunca

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. ‘numa chácara em Minas Gerais com verde, musgo, ar puro, frutas direto do pé, comida no fogão a lenha, pessoas e bichinhos amados.’ Vou ali morrer de inveja e já volto. Sério! Ler num lugar assim é amor, é luxo. É libertador.
    Você usou o termo certo na resenha, autora queridinha dos românticos e a questão é que não sou romântica e por isso não consigo curti a escrita da autora, mesmo tento enredos fantásticos, eu não consigo me prender a escrita.

    ResponderExcluir
  7. Oioi! Tudo bem?
    Ainda nao li nenhum livro da Jojo Moyes, acredita?
    E olha que tenho alguns ja, mas ainda nao li por falta de tempo.
    Eu sempre gostei mto da premissa de Um mais um, acho que vou tentar ler agora que conehci mais da historia pela resenha.
    Curiosa para conhecer essa familia.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  8. Menina, preciso ler logo algo da Jojo, ainda não consegui nenhum dos trabalhos da autora, que vergonha. Adorei a resenha e certamente irei ler essa obra, assim que possível.

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. primeiro invejinha de onde tu leu, quero ler num lugar assim também, até me motiva kkkkk segundo a autora não é meu foco de leitura, muito água com açucar pra mim.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Thaise. Tudo bem?
    Ainda não li nada da autora, mas estou bem curiosa, sabe? Ela tem feito bastante sucesso e tem cada vez mais fãs. Sua resenha é a primeira completamente positiva que leio sobre esse livro e fiquei bem curiosa para lê-lo.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  11. Oiee, tudo bem?

    Ah, eu adorei Um mais um. É super leve, bem diferente dos outros da autora. Foi o que eu mais gostei dela. Não li todos ainda, só Como eu era e Depois de você, mas eu gostei mais de Um mais um

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo