31/07/2017

[ RESENHA ] O Orfanato da senhora Peregrine para Crianças Peculiares

Título:  O Orfanato da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares
Autor: Ransom Riggs
Editora: LeYa
Páginas: 336
Estrelas: 3/5
Peregrine para Crianças Peculiares", um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas. “Mesmo sem as fotos, esta seria uma história emocionante, mas as imagens dão um irresistível toque de mistério. A narração em primeira pessoa é autêntica, engraçada e comovente.

Um breve gostinho da história:

O livro narra a história de Abraham Portman e Jacob Portman, avô e neto. Desde muito novo Jacob escutava do seu avô histórias fantasiosas sobre o passado dele. Passado esse, que foi vivenciado em uma época de muito sofrimento e muita guerra em uma ilha isolada.

Nas histórias, Abraham contava ao neto que viveu nesta ilha em um orfanato repleto de crianças que tinham dons especiais e que esse orfanato estava aos cuidados de uma ave. Contava também que quem morava nessa ilha nunca envelhecia e que eles estava presos nessa ilha para ficar à salvo de monstros terríveis que tentavam capturá-los e mata-los.


"Toda vez que ele os descrevia, acrescentava algum novo detalha assustador: fediam como lixo podre; eram invisíveis, exceto por suas sombras; tinhas tentáculos retorcidos escondidos na boca que podiam se projetar em um instante e puxar você para dentro de suas mandíbulas poderosas"


É claro que conforme Jacob vai crescendo ele começa a não acreditar mais nas histórias fantasiosas do avó, mas Abraham acredita tanto em suas histórias que Jacob considera que seu avô está ficando senil e começa a se afastar dele.
Até que finalmente um dia ele recebe uma ligação de seu avô, onde ele está desesperado e questiona sobre a chave do seu quarto de armas. Diz que precisa da chave pois os monstros o encontraram e querem matá-lo.


Considerando que esse seja um surto psicótico do avô, Jacob vai ao seu encontro em sua casa. E quando chega lá o encontra morto no quintal com uma série de cortes em seu corpo. E logo depois ele levanta os olhos até a escuridão e vê o monstro de olhos que nadavam em líquido escuro, com trincheiras peludas de carne negra como carvão penduradas sobre sua estrutura encurvada.
A boca do monstro se abre em sua direção de forma grotesca e libera uma massa de línguas compridas como enguias.
Será que todos os delírios de seu avô eram reais?
E se sim, será que é possível que Jacob escape antes de ter o mesmo fim que seu avô? 





Senta que lá vem a resenha...

Quando li as primeiras páginas do livro eu fiquei entediada. As histórias do vovô Portman eram fantasiosas demais. Às vezes me pareciam sem nenhum sentido. E o livro não desenvolvia nenhuma cena envolvente para que prendesse minha atenção a ele.

Jacob era um personagem morno demais. Suas atitudes não pareciam de uma garoto de sua idade. Na verdade quando comecei a ler como estava sua vida nos dias atuais, ele mais parecia um senhor de meia idade que não está satisfeito com o rumo que sua vida tomou.
A primeira frase do livro é: " Eu tinha acabado de aceitar que minha vida seria apenas comum."

Pelo amor de Deus, que crise existencial é essa!!!!
Já o "Vovô Portman" é tão crédulo em tudo que conta para o Jacob nas suas famosas histórias, que as vezes ele parece uma criança super empolgada pra mostrar o brinquedo novo que ganhou.

Mas sabe o que me fez não abandonar o livro? As reviravoltas que esse livro dá.
Vi Jacob ganhar vida e se tornar como seu avó quando ele conhece Emma. E que menina madura, devo dizer.
Gosto da Emma e dos outros peculiares nesse livro, porque eles não querem ser e nem se acham tipo os "super-heróis do pedaço, ele só querem ser normais.
Eles nasceram com a peculiaridade, não escolheram por isso. 
Por causa da peculiaridade, eles perderam muitas coisas, principalmente o direito de ser eles mesmos e seguir sua própria vida.
Estão sempre tendo que se esconder, seja dos acólitos ou dos humanos.
Isso é triste não é?

"Hoje em dia cada vez menos pessoas acreditam nessas coisas. Fadas, duendes, e toda essa bobagem. Por isso as pessoas comuns não fazem mais tanta força para nos descobrir. Isso torna nossa vida muito mais fácil. Histórias de fantasmas e casas velhas assustadoras também foram muito uteis para nós.r de não aparentemente no seu caso"



Mas, esse livro também tem seu toque de romance. 

O romance puro que cresce entre Emma e Jacob é bem fofo de se ler.
Emma está ferida, e tem medo de se apaixonar e ser abandonada outra vez. Mas será que Jacob teria coragem de abandoná-la?

"Então nos beijamos. E enormidade do fato de nossos lábios se tocarem, nossas línguas se comprimirem uma contra a outra e de minha mão envolver seu rosto branco e perfeito repeliam quaisquer pensamentos de certo ou errado, ou de devo ou não devo, ou qualquer memória do motivo que me fizera, para começar, segui-la até ali."

Também temos um pouco de aventura o fim do livro quando eles "perdem" a amada senhora Peregrine e correm o risco de se desintegrarem se não a tiverem de volta.
Não vou dar Spoiller, leiam pra entender! kkkkk

Tenho que admitir que muita das vezes você pensa que vai acontecer algo e na verdade não acontece nada.


Mas quando estamos quase no fim do livro tem uma das cenas mais fantásticas que eu já li.
A cena retrata um diálogo entre Jacob e seu "terapeuta".
Eu fiquei arrepiada de verdade porque eu consegui visualizar a cena ocorrendo bem diante dos meus olhos.
Mas pra entender por que a cena é tão arrepiante você tem que saber de fato quem é esse terapeuta.(Segredos e mais segredos rs)
Essa foi a melhor parte do livro na minha opinião.

A partir daí temos história de verdade no livro. Temos suspense,ação... O livro virá uma corrida contra o tempo pra salvara a si e aos outros.
De fato o fim desse livro faz você ficar empolgadíssimo pra ler o próximo.
Eu recomendo sim o livro. Não se deixem abalar pelo inicio dele, pois o final faz a leitura valer a pena.    

7 comentários:

  1. Eu amei essa triologia... li toda numa sentada pq não conseguia parar... O primeiro livro para mim é o melhor e sinceramente a adaptação para o cinema me incomodou muito pois as modificações forem grotescas... bjos

    ResponderExcluir
  2. Oie! Tudo bem?

    Eu estou louca para realizar a leitura dessa trilogia! Amei o filme, então sei que amarei mais ainda os livros, principalmente por toda essa parte fantasiosa que você não gostou kkkk

    bjSS

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Confesso que estou esperando a poeira abaixar sobre o livro e enfim lê-lo. Sério que as histórias no inicio é chata? HAHAHAH reviravoltas sempre é um ótimo recurso que nos prende. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oiii!

    Eu assisti ao filme mas não li ao livro ainda, não sei se faria... Mas sempre vejo considerações até positivas, porém não leria. Pelo o que você falou sobre a obra, te achei até guerreira em continuar a leitura hahahah. Não é pra mim mesmo. Porém, gostei do filme.
    Gostei da resenha e sua sinceridade

    Beijinho,s

    ResponderExcluir
  5. Olá! Jamais imaginei um romance nesse livro, mas gostei de saber que temos aventura e que o final faz toda a leitura valer a pena. É ruim mesmo quando o início do livro não nos incomoda, que bom que você persistiu, então.
    Beijos!
    Karla Samira
    www.pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá! Esse livro está na minha lista, só estou esperando pra poder comprar o livro "Contos Peculiares" aí farei uma maratona literária rs. Meu irmão leu e também achou um pouco tedioso no começo, mas que foi evoluindo nas próximas páginas.

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Apesar da super divulgação e do filme muito bem feito, não é uma obra que eu queira ler, esse gênero não me prende. E como você disse que o começo é meio lento, com certeza eu abandonaria na segunda página.

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo