17/04/2018

13 [ RESENHA ] O Misterioso Conde de Rothesay

Título: O Misterioso Conde de Rothesay (As Irmãs Reims #1)
Autora: Roxane Norris
Editora: Qualis
Páginas: 176
Estrelas: 5/5
Livro: Cedido pela Autora

Um homem atormentado pelo passado, uma mulher com o poder de mudá-lo, e embora seja essa a premissa de um amor verdadeiro, pairam entre eles um título, segredos e mistérios que os envolvem numa rede de intrigas além do desejo em seus corações. Será o amor capaz de salvá-los?
 

 
Era manhã de primavera e na casa a beira da estrada em Carlisle, Edward Reims havia saído para o sermão matutino enquanto suas filhas arrumavam a casa. Irina Reims, era a filha mais velha de um pároco viúvo que, após a morte da esposa, apenas pensava na educação das três filhas e em cuidar do presbitério.

Lady Charlotte Boyle era uma senhora de quarenta e poucos anos, gentil, inteligente e amorosa. Sendo filha do Conde de Carlisle, ela também era casada com o Duque de Abercorn, Harold Hamilton. O Duque vivia a negócios e em jogos, pois ocupava sua mente da preocupação de Charlotte não poder lhe dar um herdeiro. Porém, isso nunca a deixava triste, pois ela adorava visitar as três irmãs sempre que podia e tinha uma grande afeição de mãe por elas. Principalmente por Irina, cuja senhora desejava apresentá-la a sociedade, contudo o pai nunca concordou.

Foi numa dessas visitas que enquanto Irina declamava alguns versos que compunha, uma carta endereçada a Charlotte havia chegado. Um pedido de ajuda fora solicitado. A filha do Conde de Rothsay precisava ingressar na sociedade, mas nunca teve uma preceptora. O conde de Rothesay era primo de Charlotte, seu nome era Thomas Hattway, cujo pai era Barão de Windsor e Conde de Plymouth. Thomas era filho único e tinha um futuro promissor, contudo, suas conquistas e flertes quando era mais jovem eram vistos com receios pelas mães que procuravam um bom partido para suas filhas e pela sociedade que conhecia sua reputação.


Charlotte era muito amiga de seu primo e sempre o recebera em sua casa, mas isso foi antes dele se casar em segredo com uma mulher e ter uma filha sem a aprovação de seus pais. Depois disso, ele nunca mais foi visto. Não necessitava da aprovação de seus pais, pois se tornou Conde de Bute, por causa de um primo escocês que morrera sem deixar um herdeiro. As pessoas da cidade nunca viram sua esposa ou sua filha, com isso, as fofocas rondavam na cidade. Mas Charlotte não acreditava nas fofocas a respeito do Conde, pois ela pressentia que havia muito mais por detrás dessa história. E mesmo sendo paquerador, ela sabia que Thomas era incrivelmente inteligente e perspicaz.

Fazia 14 anos que ela não via seu primo e Harold, seu marido não o aprovava em sua casa ou junto de sua esposa. Então, Irina se oferece para ir em seu lugar e ajudar o Conde sem que o Duque soubesse. Pois confiava no julgamento de Charlotte e estava ansiosa para conhecer Rothesay, o Conde e sua filha. Charlotte fica insegura e teme por sua protegida, mas Irina a tranquiliza e pede que ela cuide da sua irmã do meio, Gwen, que já estava quase com idade suficiente para ir à sociedade. Já que aos 25 anos, Irina nunca havia pisado nos salões Londrinos e desejava que ao menos sua irmã tivesse a oportunidade. Charlotte promete e que se houvesse algum problema em Rothesay, sua protegida deveria procurá-la imediatamente. Irina assente e corre para fazer as malas o mais rápido possível, pois estava ansiosa e fascinada por uma aventura cheia de mistérios. Ela não poderia está mais certa, porém o destino lhe proporcionará muito mais. O despertar de uma paixão.

Pelas histórias que Charlotte lhe contava sobre o Conde, ela o imaginava sendo um homem mais velho e que já possuía cabelos bem grisalhos, porém Irina se surpreende ao vê-lo pela primeira vez. Pois Thomas era totalmente o oposto, era como se a beleza nunca o tivesse deixado com o passar dos anos. Mas a mudança havia ocorrido em seu interior, pois além de conter um passado triste, Thomas se tornara sério, fechado, amargurado e atormentado por fantasmas que nunca o deixaram após a morte trágica de sua esposa, Elinor.

“- O Senhor é o Conde de Rothesay? - balbuciou, surpresa. Ele não deveria ser mais velho? - Sua insistência em procurar o castelo sozinha, podia ter-lhe causado uma enfermidade séria, além de nos ter exposto sem necessidade - ralhou severamente, vendo-a baixar a cabeça. - Não devia ser mais velha? O olhar dela se ergueu rapidamente ao dele. - Eu digo o mesmo, milorde - respondeu altivamente. Ele se inquietou diante das palavras dela, apertando uma mão na outra as suas costas. - Charlote não me disse que era uma menina - arranhou levemente sua irritação.”

Irina queria conhecê-lo melhor, mas não sabia como fazê-lo sem que ele ficasse zangado por sua intromissão, por isso ela fazia o trabalho que lhe fora incumbido, preparar sua filha, Claire, uma menina doce, gentil, inteligente e amorosa, para a sociedade. Porém com o passar dos dias e ao ficarem sozinhos, um sentimento é despertado nos dois, seria apenas desejo ou havia algo mais?

No entanto, haverá um acontecimento que poderá tanto uni-los como afastá-los. Com cenas divertidas, intensas e uma brilhante reviravolta que fará com que o leitor não desgrude nem por um segundo até concluir a leitura!


“Serviu-os de porto, lembrando que o mesmo procedera a Srta. Reims. Quando a tempestade desabou, no dia em que ela chegou à Rothesay, algo o impeliu a sair em sua busca. Algo que lhe martelava o coração nos ouvidos… Algo que o levou ao mesmo lugar onde encontrara Elinor e que o fizera achar a Srta. Reims. A visão de uma jovem ruiva ensopada até os ossos era muito diferente da que projetara em sua mente de uma senhora sem muitos atributos.  Ela tremia em lábios pálidos e o Conde estava certo de que mal o via. Quando a ergueu até seu cavalo, seu coração disparou com a proximidade dos lírios e de um corpo tão tenro junto ao seu. Era como se voltasse no tempo e pudesse estar com Elinor. Com os olhos embotados pela imagem dela, cavalgou como um louco de volta ao castelo, e não parou de esbravejar ordens até que a visse confortavelmente instalada no quarto da Condessa.Dispensou a Sra. Glayds, e ficou ele mesmo a sua cabeceira, como não fizera com Elinor. Não podia errar uma segunda vez. Dormiu ali, ao seu lado, velando-a. E, apenas no dia seguinte, foi que a realidade o atingiu como um raio: ela não era Elinor. Seus cabelos acobreados caiam-lhe pelas costas e ela estava de frente para o quadro da Condessa. Sentiu-se um tolo e um intruso ao mesmo tempo. Esteve a ponto de dispensá-la de seus afazeres, por ódio de si mesmo, mas controlou-se, e da maneira mais suave que conseguiu, permitiu-lhe ficar.Embora, logo depois, lhe parecesse uma decisão precipitada, já que a moça estava inclinada a se expressar de forma um tanto questionadora e se intrometer em diversos assuntos. Surpreendera-a admirando um retrato seu no salão principal. Deixando aqueles seus olhos incrivelmente verdes passear por sua figura, o que mesmo se tratando de um quadro, trouxe ao seu corpo uma conturbação inadequada.”

Estou super arrependida de ter lido esse livro com tamanha rapidez. Porque agora me encontro quase em posição fetal e com uma tremenda ressaca literária haha. O livro é perfeitooo! Contêm um romance na medida certa, cenas quentes, até mesmo sinistras que me tiraram o fôlego, e momentos lindos entre o casal, que aumentaram a minha paixão pelo Conde. Além de ser lindo, seus pensamentos são divertidíssimos e envolventes assim como os da Irina, uma mulher doce que se esconde por debaixo de vestidos simples e de cor cinza que não a favoreciam e usava penteados que a deixavam com ar sempre sério. Mas que não impediam do Conde se sentir completamente atraído por ela.

A história é narrada em terceira pessoa, por isso podemos ler pela perspectiva dos dois personagens principais. Ganhei esse livro de uma promoção e ainda tive o prazer de recebê-lo autografado pela autora! Não tenho palavras para descrever o quão incrível e especial essa história se tornou para mim, vou guardar pra sempre esses personagens maravilhosos e essa história envolvente no meu coração. Esse é o primeiro livro da trilogia As Irmãs Reims, e eu já não vejo a hora de ler as continuações e todas as obras dessa autora fantástica. vale à pena conferir!


13 comentários via Blogger
comentários via Facebook

13 comentários:

  1. Tudo bem?
    Eu ainda não li nada da autora.
    A capa está belíssima e já chama atenção para a curiosidade em ler a sinopse.

    Fico ccontente em ver seus elogios e o quanto a obra te agradou.

    Despertou minha curiosidade.

    Beijos e dica anotada.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia esta historia ainda, e que a capa e o titulo não me levariam ao tipo de historia...

    Ainda bem que achaste que o livro era assim tao bom!! E que, apos uma leitura tao rápida, estejas já em ressaca!! ahahah

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Tenho visto algumas divulgações desse livro pelo instagram da editora e tenho babado demais, mesmo sem conhecer a história, pois essa é a primeira resenha que vejo dele. Agora, depois de ler, só quero ler no mesmo instante. Adorei a premissa da história! Anotando a dica aqui.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Esse livro eu já tinha visto divulgando por ai, e como é o meu tipo de livro preferido (a louca dos livros de época ahaha) já super quero! A capa é linda e me chama muita atenção. Se ele deixou você em ressaca com certeza é bom, vou embarcar nesse livro me deseje sorte!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ultimamente tenho visto bastante coisa dessa autora e fiquei curiosa para conhecer de perto a história desse Conde Thomas e Irina e esse acontecimento que pode uni-los. Romance de época que deixa na ressaca é novidade para mim e por isso quero muito conhecer a escrita da Roxane.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, eu acompanho a autora pelas redes sociais e estou com uma vontade enorme de ler esse livro, pois a história parece ser bem interessante pelo seu post, além do fato de eu amar muito romances de época.

    ResponderExcluir
  7. Oiii Jennifer

    Que linda a capa desse livro, arrasaram.
    Não sou muito de romances históricos, mas fico feliz quando vejo o quanto alguns deles tem agradado em cheio à varias leitoras. Que o livro contenha a dose certa de romance é o melhor de tudo, sem faltar e sem exagerar. A história também parece ser ótima pra quem curte o gênero.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  8. Faz um tempão que quero ler este livro mas não consegui ainda. Foram poucas as resenhas que li sobre ele, e esta sua me apresentou bem a História o que eu posso esperar dela.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu tenho esse livro e fiquei super animada pra embarcar na leitura agora que vi suas impressões. Sou fã de romances de época e pelo que pude perceber a trama é envolvente e muito bem desenvolvida.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  10. Eu adoraria esses livros de época se não fosse pelas cenas quentes que parecem obrigatórias, e não curto ler. Fico tao feliz quando encontro um livro sem a presença delas... Pena que não foi dessa vez, gostaria dessa parte dela ter que preparar a garota para sua apresentação à sociedade.

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    Ainda não conhecia esse título, mas gostei muito da capa e da ideia do livro, que parece ser envolvente demais! Acho que a narrativa em terceira pessoa é essencial nesse livro e o fato de o livro ser curto corrobora para o meu desejo de fazer a leitura.
    Claro que vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Livro autografado é uma delicinha né? Hahahah eu nao conhecia o livro mas já fiquei apaixonada ao saber que ele te envolveu tanto assim. Sei que também vou me apaixonar pelo conde, ele parece ser um homem incrível.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?

    Apesar de você ter amado a obra e a história ter se tornado especial para ti, eu não fiquei com vontade de ler, ainda mais por se tratar de trilogia e romance de epoca, gênero que não me dou muito bem :(

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ 2018 - Todos os direitos reservados ♥ imagem-logo