13/01/2018

24 [ RESENHA ] Eleanor Oliphant Está Muito Bem

Título: Eleanor Oliphant Está Muito Bem
Autora: Gail Honeyman
Editora: Fabrica 231
Páginas: 351
Estrelas: 5/5
Livro: Cortesia da Editora
Livro de estreia da escocesa Gail Honeyman, Eleanor Oliphant está muito bem foi revelado através de um concurso literário e, desde então, vem conquistando excelentes críticas e uma bela carreira internacional. Aos 30 anos, Eleanor Oliphant trabalha na área administrativa de uma empresa de design e leva uma vida solitária, mas feliz. Apesar de ser alvo de bullying no ambiente de trabalho por sua aparência e hábitos peculiares, ela não sente falta de nada e parece perfeitamente à vontade com sua falta de habilidades sociais. Mas tudo muda quando ela conhece Raymond, novo funcionário da área de TI da empresa, e os dois, por acaso, salvam a vida de um senhor que desmaia no meio da rua. Com sensibilidade e muito bom humor, a autora conta a história de uma amizade que muda para sempre a vida de três pessoas muito diferentes, que descobrem que a melhor maneira de sobreviver é abrindo o coração.

Eleanor Oliphant vai mexer profundamente com você de maneira única. Uma personagem original e no inicio isso foi um pouco estranho para mim, pois me deparei uma protagonista que não estou acostumada a encontrar na literatura. E admito que no começo ela me irritou bastante por conta de alguns comportamentos desnecessários, mas claro que eu não estava preparada para o que me aguardava.

Eleanor Oliphant tem 30 anos, é uma mulher completamente independente com uma rotina sagrada que não muda por nada nesse mundo, que se resume basicamente em trabalho-casa e casa-trabalho, quarta recebe no mesmo horário telefonemas indesejados da mãe que está presa e é uma tremenda idiota e nas sextas pizza e vinho. Nada sai dos trilhos, nada muda, nunca. Ela não tem amigos, namorado... uma vida social e para Eleanor está tudo muito bem.


“Quando o silêncio e a solidão caem sobre mim e a minha volta, esmagando-me, me cortando como gelo, às vezes preciso falar em voz alta, nem que para provar que estou viva”


Mas tudo muda quando ela encontra um cantor e decide que ele é sua alma gêmea, o homem para casar (segundo sua mãe). Então sua rotina sofre uma mudança e ela começa a pesquisar tudo sobre esse cara, segui-lo nas redes sociais, enfim... ela decide saber tudo sobre ele. 
Além disso, outra mudança acontece quando ela testemunha com Raimond (novo funcionário da empresa onde trabalha) um senhor de idade passar mal no meio da rua, depois disso sua rotina sobre altas mudanças, algumas pessoas são colocadas em sua vida e Eleanor vai percebendo que tudo bem não estar bem, tudo bem pedir ajuda e que amigos são sim necessários.

Escolhi esse livro por 3 motivos... primeiro por causa da capa, segundo por causa do Oliphant que é o mesmo sobrenome de Anna do livro Anna e o Beijo Francês (sei que isso não faz muito sentido, mas eu amo aquele livro) e terceiro por que eu sabia que Eleanor não estava nada bem e precisava descobrir o motivo.

Confesso que em alguns momentos quando seus "colegas" de trabalho começam a zombar dela e sua reação era simplesmente ligar o "fod*-se, não estou nem aí" eu realmente comecei a acreditar nela, mas aos poucos a autora vai deixando pistas para o leitor e vamos percebendo que há algo de errado com Eleanor, algo doloroso sobre seu passado. Um dos pontos que me deixou muito curiosa é a cicatriz que ela tem em toda a lateral do seu rosto, isso me intrigou muito, eu precisava saber o que tinha acontecido com ela, e aos pouquinhos o leitor vai descobrindo coisas terríveis sobre Eleanor e nesse momento eu queria apenas abraça-la.

"Há cicatrizes em meu coração, tão grossas e desfigurantes quanto as de meu rosto. Sei que estão ali. Espero que reste algum tecido ileso, uma área através da qual o amor possa entrar e fluir para fora. Espero."

 Devo alertar que o livro é bem lento nos primeiros capítulos, eu já estava começando a desacreditar na história quando as coisas começam a ficar interessante e o ritmo muda. Os personagens secundários são extremamente bem construídos. E um dos temas tratados no livro é a triste realidade da depressão, mas não pensem que o livro é apenas drama, pois a autora soube dosar drama e humor perfeitamente, então prepare-se para rir e chorar com Eleanor, principalmente por conta do narrador ser a própria protagonista.

Antes de terminar a resenha quero parabenizar a editora pelo lindo trabalho, essa edição estava maravilhosa, sem erro de revisão, folhas amareladas, fonte em uma tamanho maravilhoso, a capa é linda, uma edição muito leve e o com aquele cheirinho de livro que todo leitor ama, fazia tempo que não me deparava com um livro assim.

Livro recomendado!

24 comentários via Blogger
comentários via Facebook

24 comentários:

  1. Olá!

    Acredita que é a primeira resenha que leio desse livro? E sabe o que é melhor? Ler uma resenha tão cheia de positividade que nem a sua!
    Fiquei curiosa para conhecer mais essa trajetória da Eleanor. E achei legal você falar dos primeiros capítulos serem mais lentos, isso faz a gente acreditar e seguir com a leitura.

    Adorei seu blog e estou acompanhando.
    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi.
      Fico tão feliz que você tenha gostado.
      Obrigada <3

      Excluir
  2. Olá! Protagonista tão diferentes como Eleonor são bem legais, e a historia dela parece ser intensa no sentido de sentimentos! Não sei se leria o livro mas gostei bastante da sua resenha, ela trouxe sua opinião sem estragar a surpresa que os leitores podem ter com a leitura!!Parabéns!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Taty, tudo bem? Eu já andei lendo algumas resenhas, mas a sua me deixou com mais vontade de conhecer Eleanor. <3

    ResponderExcluir
  4. Ola, estou agora curiosa para a realização dessa leitura eu fiquei curiosa sua resenha me deixou com uma imensa vontade de ler esse livro. Dica anotada

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Que livro fofo! Adorei a sinopse e amei sua resenha, vou adicionar já na minha lista do skoob! Adore e vou ler com certeza! Gosto de livros assim, este ano já li dois neste estilo e estou gostando cada vez mais!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Taty, já vi este livro por aí, mas continuo não me interessando muito por ele, a começar pela capa. A maioria reclamou deste início mais lento.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  7. Eu tô bem curiosa sobre esse livro depois de ler algumas resenhas. Acho que a história deve ser interessante e esse mistério a respeito da Eleanor também. Vou colocar ele na minha lista de leituras.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia a autora e confesso que a sua é a primeira resenha que vejo dele. Ta aí o motivo de eu não conhecê-lo rs Gostei muito da premissa do livro, da capa principalmente e sua resenha está "10". Eu gosto de livros nesse enredo e vou anotar sua dica aqui.

    Bjs
    Blog Tell Me a Book

    ResponderExcluir
  9. Tô arrependida de não ter solicitado o livro hahaha não dava nada por essa sinopse mas saber que a obra envolve depressão já me deixa interessada, é um assunto que gosto muito de ver em romances. Essa capa é realmente maravilhosa, espero poder ler em breve.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Taty. Eu havia visto a capa do livro, mas não sabia nada sobre ele. Adorei a tua resenha e a maneira como você falou da obra, me deixou curiosa e agora que ler para conhecer mais sobre a trama.

    ResponderExcluir
  11. Oieee. Primeiro adorei seus motivos pra ler esse livro e seriam os mesmos que me levariam a ler ele também. Legal seu ponto de vista, gostei muito de saber que ele é um daqueles livros que dão reviravoltas e começam devagar e fica muito envolvente.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Tati! Não conhecia esse livro. E confesso que apesar de sua resenha ter sido muito boa e um tanto positiva, a premissa não me prendeu. Talvez em um outro momento eu possa olhá-lo com outros olhos, e por isso vou guardar a dica.

    Um beijo, Por Amor aos Livros

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Li em uma resenha e desde então fiquei animada para leitura, justamente por ao longo da trama a gente entender o porque dessa capa. Só com isso já quero desvendar. Sua resenha está muito convidativa e isso me deixa bem interessada para pular na frente de alguns livros.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  14. Oi, Tati! Já li outras resenhas sobre esse livro e gostei bastante. Fiquei curiosa a respeito de Eleanor. Esse ano estou contendo um pouco a compulsão por livros, mas já sei que esse eu vou querer ler e vou ter que comprar. rsrs
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  15. Olá, também acho essa capa super bonita e tenho curiosidade em saber os motivos de a personagem ser como é. O livro aborda temas que me agradam bastante nas leituras. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Eu li esse livro no fim do ano passado e amei! Apesar da Eleanor ser uma idiota em alguns momentos, eu meio que senti pena dela, pois enfrentou várias barras pesadas. Mas, no mais, curti a história.

    ResponderExcluir
  17. eu vi a resenha desse livro em outro blog e me arrependi de não ter solicitado para ler.também quero saber o que acontece que ela, o que é esse passado doloroso, não imaginava algo dessa forma por causa da capa, que é bonita, mas não dava a ideia do que vinha, bom, já deu pra perceber que estou empolgada com o livro, né.

    ResponderExcluir
  18. Olá Taty,
    Já vi a capa desse livro por aí e tenho muita vontade de fazer a leitura. Confesso que sua resenha foi animadora e desanimadora. Eu fiquei curiosa para conhecer Eleanor e tudo o que ela passou e está passando para se descobrir, mas com medo desse começo que fez você desacreditar da história. Acho que é uma obra que quero e vou ler, mas que não farei tão logo, sabe?
    Adorei a resenha.
    beijos

    ResponderExcluir
  19. Acredito que deva ser uma leitura interessante para quem gosta da temática, mas não gosto muito deste gênero literário. Boa sorte com o blog :)

    Portal GATILHO
    https://portalgatilho.wordpress.com

    ResponderExcluir
  20. Oii.
    Que resenha linda <3
    Acho que vou gostar bastante do livro, sou fã de personagens exentricas, então estou louca para conhecer a Eleanor Oliphant.
    Assim como vc a primeiro coisa que me chamou a atenção no livro foi a capa, sou a louca de comprar livros só pela capa, me julgue kkk.
    Bjs Mary

    ResponderExcluir
  21. Ri aqui pq o nome do livro tbm me lembra o da Anna, de Anna e o Beijo Francês. Li esses dias e tô tão apaixonada por esse livro... Também concordo que a capa é linda. Nunca li nenhum livro dessa editora, mas morro de curiosidade. Se eu tiver oportunidade, sem dúvida, lerei essa obra. Um beijo e tudibom para vc.

    ResponderExcluir
  22. Acompanhei o lançamento do livro e ele era o que eu mais queria dentro do catálogo da Rocco, mas acabei perdendo a oportunidade de tê-lo em minhas mãos. Gosto muito de personagens assim e principalmente essa abordagem mais psicológica que a autora faz sobre a vida da Eleanor. Ainda quero muito ler esse livro, a capa é linda!

    ResponderExcluir
  23. Oi Taty, sua linda, tudo bem?
    Acho essa capa o máximo, formando um desenho com palitos de fósforo, me atraiu na hora. Eu não entendo porque as pessoas têm que ser cruéis com as outras, porque faziam isso com ela no trabalho? A depressão é um tema que tem tomado espaço ultimamente, isso não é um bom sinal, pois significa que temos mais casos do que pensamos. Daí a importância em se falar no assunto. Dica mais do que anotada. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ 2018 - Todos os direitos reservados ♥ imagem-logo