26/05/2015

[ RESENHA ] Amor e Ordem - O Despertar

Titulo: Amor e Ordem - O Despertar
Autora: Daniele Fleur
Editora:Deuses
Páginas: 128
Estrelas: 4/5
Livro: cedido pela autora para resenha.
John Peter é um alemão que vive em São Paulo. Com os ensinamentos deturpados de seu avô Hans, que foi General da SS de Hitler, John se tornou líder de um grupo de skinheads neonazistas, tornando-se agressivo e cego pelas suas próprias doutrinas. Ao qual sai com seu grupo, espalhando violência pela cidade, pregando ódio e machucando a todos que atravessam o seu caminho; entretanto, tudo isso muda quando ele conhece Celenna, uma garota negra, e se apaixona por ela perdidamente.







Ele é nazista ... Ela é negra

Abril de 1945 em Munique na Alemanha. Tudo começa quando Margareth lê algo em um papel que a deixa completamente transtornada, mesmo sendo uma senhora ela sai correndo desesperada para impedir o marido de fazer o que está anunciado ali naquele papel misterioso. Hans, marido de Margareth é um nazista, general da SS de Hitler.
Ela entra desesperada no escritório do marido e eles começam discutir, quando a mulher chama Hitler de monstro Hans lhe dá um tapa no rosto, e depois dela dizer que faria de tudo para impedir que ele cometesse tal crueldade, Hans olha para o quadro de Hitler, pega a arma e friamente atira na cabeça da esposa.
Hans sente orgulho de si próprio, mesmo tendo amado a esposa. Ele coloca a arma nas mãos frias dela e diz para todos que a esposa cometeu suicídio por estar deprimida.

Dois dias antes de Hitler perder a guerra, Hans foge para o Brasil com o único filho (Manfred) e mais alguns amigos através de um submarino, para não serem preços e torturados pelo exercito vermelho.

1979, Manfred está com 37 anos, seu pai, Hans liga para um amigo na Alemanha e pede que ele traga sua sobrinha (Inge) para o Brasil para então  se casar com Manfred. O filho e a garota ficam relutantes, acham ridículo terem um casamento planejado pelos pais, mas quando eles se encontram pela primeira vez se apaixonam perdidamente e logo depois se casam.
 
Quando Albert (o primeiro filho de Inge e Manfred) tinha 7 anos, Hans planeja algo e resolve colocar o plano em ação. Coloca algo escondido no copo da nora que a faz desmaiar, ele liga para um médico amigo seu Alemão e lhe paga uma boa quantia para levar a mulher para uma clinica particular... Inge depois disso descobre estar grávida, seu segundo filho se chamaria John Peter. Depois ela tem uma menina (Sussan), mas com o tempo ela repara como os olhos do velho Hans brilha por John Peter, mas antes de descobrir o motivo ela sofre um acidente de carro e morre, e em seguida seu filho mais velho Albert também morre, misteriosamente.

2005, John tem 17 anos e está no 3º ano do ensino médio, Sussan no 2°. A relação entre os dois é de muito amor, eu adorei isso, mas depois só consegui gostar de dois personagens no livro. (Sussan e Artur).
John Peter foi ensinado desde pequeno ser cruel, pisar e humilhar os mais fracos, não demostrar pena, piedade, amor, carinho, preocupação, tristeza... Fraqueza. O quarto dele é repleto de fotos do Hitler, até mesmo no teto. Hans ensinou tudo a John e o tornou um nazista cruel e impiedoso. 

[...] em uma casa normal todos diziam bom dia quando se viam, mas na casa deles era primeiro o "Heil Hitler", depois vinha o bom dia.
John Peter é líder de um grupo de skinheads que espalha dor e maldade por onde passam. Nicolas, Paola e Ricardo, estudam em sua sala e fazem parte do grupo de John.
A vida de John muda naquele dia em frente ao portão da escola, onde ele esperava como todos os dias o portão se abrir para o segundo horário, quando uma garota negra chegava atrasada para seu primeiro dia de aula. Seu grupo se preparou para o show, Paola preparou o bastão para bater na garota como era de costume fazer com novatos, negros, gays etc... Mas no momento que o bastão ia acertar o rosto de Celenna, John a salvou. Todos ficam chocados, pois ele é o mais cruel do grupo... Mas no instante que os olhos dele encontrou os olhos negros dela, algo ali dentro dele mudou.

Celenna faz amizade com Sussan e Artur, que é gay, negro e já tinha apanhado de John, mas mesmo sabendo que poderia morrer ele correu para defender a Celenna no momento que ela foi cercada pelo grupo de John, Sussan também foi junto, pois sabia que ela seria a unica que poderia fazer algo, o que eles não esperavam era que John a salvaria. 

-Não reparou no dedo de John Peter? Havia um anel nazista de caveira no dedo anelar da mão esquerda [...] eu lembro bem, nunca vou esquecer porque foi com a mão esquerda que ele me bateu na primeira vez que entrei na escola, então a imagem do anel vindo na minha direção é impossível esquecer, mesmo tendo passado dois anos. 
O grupo de John é temido por toda escola, até mesmo pelos professores e diretor. E não é só pelo fato deles baterem em pessoas inocentes, queimarem roupas e barracas de moradores de ruas, ou mandarem muitas pessoas para o hospital... Mas sim principalmente por eles matar pessoas. 
Celenna fica completamente louca por John, se apaixona loucamente por ele. Gente!!! Sério, não tem nada de lindo nisso. Tem uma cena onde Sussan alerta a garota de que o irmão não é para ela, e vocês não imaginam a reação dela.
-Você viu o noticiário ontem, Celenna? Três jovens que tiveram suas cabeças baleadas, e um com uma bala na boca? [...] foi John Peter, a voz dele parece penetrante agora? - diz Sussan.    - Eu não me importo!- Gritou Celenna.
Fala sério, o que tem na cabeça dessa guria? Eu queria entrar no livro e bater tanto na cara dela para ver se ela acordava para vida. O cara coloca uma arma na boca de uma pessoa e atira e ela diz que não se importa? ESTOU REVOLTADA.

Enfim,  eu não gosto da Celenna, John, Nicolas, Paola, Ricardo, Hans... Mas gosto da Sussan e Artur que parece ser os únicos normais do livro (Mesmo Sussan tendo a "mesma" criação que o irma, ela é completamente diferente dele). Então por que dei 4 estrelas se gostei apenas de dois personagens? Porque a história é muito interessante, e os mistérios do livro é algo que quero muito saber. Tipo, será que Hans não morre? O velho já tinha cabelos brancos em 1945, eles estão em 2005 e o homem está inteiro e cheio de saúde, pelos meus cálculos ele deve ter de 100 a 110 anos. Tem muitos mistérios no livro e coisas sobrenaturais que quase passa despercebidas, mas que não foram reveladas nesse livro, então tenho que esperar ansiosa pela continuação.
-Como posso confiar em uma alemã? Depois do que fizeram com os Judeus, não dá.                 -As pessoas são diferentes, mesmo tendo o mesmo sangue. - Sussan.
O livro despertou em mim uma curiosidade pela história de Hitler, até assisti alguns vídeos sobre o assunto e quero assistir o filme A Queda (Depois conto aqui o que achei). Mas a maioria dos personagens desse livro são doentes, são pessoas cruéis. É claro John foi ensinado a ser cruel, cresceu aprendendo tudo que era ensinado na época de Hitler, até uma oração nazista ele faz antes de dormir, é ridículo, mas é algo histórico, aconteceu na vida real. 
Agora a Celenna é uma garota muito burra (desculpe, mas não tem outra palavra) sei que não mandamos no coração, mas gente!!! Podemos evitar certas coisas, mas ela fica atras dele como se fosse um cachorrinho sem dono e faminto. Sei que ela será a única que poderá mudar ele e isso foi algo que me deixou confusa, mas mesmo assim não consigo gostar do John, não desse lado dela nazista.


[...] faça um favor a si mesmo, pare de ficar me agradecendo por tudo que eu fizer por você, é só não se meter em coisas que sabe que vai se dar mal, que não vai precisar ser salva, vire mulher e não uma criança dependente - John falando para Celenna.
Gostei da escrita da autora, (o livro é narrado em terceira pessoa) só me confundi as vezes nos diálogos, tinham alguns misturados e eu não consegui (em algumas partes) identificar quem era quem. Tinha bastantes erros ortográficos e algumas palavras juntas (isso é erro de revisão), mas fora isso a leitura foi bem fluida. Li o livro em duas noites.
A diagramação é muito simples, mas as páginas são amareladas e o tamanho da fonte é muito bom.

Estou muito ansiosa para descobrir esses mistérios e para ter a felicidade de ler a morte de Hans (ou será que esse velho é imortal ¬¬) Sério, esse homem é o capeta, odeio ele.
Enfim... Super recomendo o livro, é bem curtinho então dá para ler em um dia ou em algumas horas. Sei que morri de raiva, mas a história é fascinante e adoro livros que mexe com meus sentimentos.

"Daniele, muito obrigada pela confiança. Estou de verdade muito ansiosa para conferir a continuação e espero que Hans se dê mal e que Celenna se toque rsrs. Sucesso e até o livro 2"


Beijinhos e até a Próxima

39 comentários:

  1. Apesar de você ter morrido de raiva , eu me interessei bastante na leitura . O enredo é fascinante e promete uma leitura bem diferente . Enfim , adorei o livro e quando você o super recomendou quase o encomendei na mesma hora kkk

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. @Diane
    Oiii
    Pois é eu morri de raiva kkk, mas a história é simplesmente incrível.
    Leia sim kkkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!!! Nós do Epifania também lemos e resenhamos "Amor e Ordem". Agora estamos frenéticos a espera da sequência!! Esperamos que não demore! rs

    Voc~e me perguntou lá no Blog se a autora Dayane Neves nos cedeu o livro "Para sempre uma lembrança" para resenhamos, então, sim! Ela cedeu um para resenharmos e um para sortearmos lá! Em breve sai o sorteio! :)

    beijinhos!

    http://aquelaepifania.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nossa q bela resenha... Então é esse o livro q vc disse que daria uns tabefes na personagem. kk
    Bjs! Parabéns.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  5. @Eliza Alvernaz
    Ah, eu vi a resenha lá.
    Obrigada pelo carinho de vir aqui avisar.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. @Marcio Silva
    Oiie.

    Que bom que vc gostou Marcio.
    Obrigada.
    Então kkk é esse o livro mesmo kkk
    bjs

    ResponderExcluir
  7. "O velho é imortal?". Rindo até 2050....hahahaha
    Amei a resenha, fiquei curiosa para ler esse livro! Mas a Celinna parece ser muito sonsa '-'
    Beijos!
    http://clubeleitorassumidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Também fiquei chocada com essa paixão doentia da menina, sério, ela precisa de ajuda psicológica! Estudar nazismo não é fácil, de verdade. A minha busca começou quando li O Menino do Pijama Listrado, e fiquei chocada com as crueldades que os nazistas eram capazes de fazer (aliás, nazismo nunca mais!!). Agora, o fator que gostei no livro foi esse lance do sobrenatural.

    http://www.thaisnacidade.com/

    ResponderExcluir
  9. @Thaís Maria
    Oi Thaís.
    Então, eu sou louca para ler O menino do pijama listrado. O filme eu assisti, e chorei muito, mas quero ler o livro.
    Eu super recomendo o livro viu, mesmo abordando o tema nazista, o sobrenatural é algo me diversifica a estória né?
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olha, logo que ouvi falar desse livro fiquei louca, pois quero muito ler. A premissa é incrível e traz esse tema que é muito interessante. Adoro ler sobre holocausto, nazismo, etc, e com certeza esse livro é daqueles que nos prende, especialmente por trazer essa coisa sobrenatural. Adorei! Bjs

    Território nº 6

    ResponderExcluir
  11. Menina do céu, que livro é esse.
    Confesso que eu certamente odiaria esta história, não o enredo e a narrativa, mas sim a forma como ela aconteceu. Eu odiaria Hans, assim como odiaria Hitler.
    Certamente eu leria esse livro, parece ser uma história bem pertinente.

    http://ocasulodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu não conhecia o livro, mas já amei a história por sua resenha. Parece ser um livro incrível que trás essa história de amor doida! Adoro livros narrados em terceira pessoa e acho que vou amar esse livro!
    Beijos

    LuMartinho |Face

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Achei a premissa bem interessante!
    Gosto de livros que tem a 2° guerra mundial como plano de fundo! Fiquei curiosa para saber como é que esse Hans está vivo a tanto tempo...rsrs
    O fato de os personagens não terem te agradado me desanimou um pouco, mas mesmo assim fiquei interessada pelo livro!

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  14. @Gleyse Vieira
    Oiii Gleyse.
    Que bom que você gostou.
    Leia sim, tenho certeza que vai gostar do livro.
    beijos

    ResponderExcluir
  15. @Maria Lygia Alexandre Correia
    Oiii
    Né kkkkkk
    A vc tem que odiar o Hans kkkkk
    Mas a história é muito boa.
    Espero que leia heim.
    bjs

    ResponderExcluir
  16. @Lumartinho
    Realmente a história de amor é doida, mas o livro não é nem de longe meloso kkk
    Que bom que você gostou.
    bjs

    ResponderExcluir
  17. @Maiara Vieira
    Esse foi o primeiro livro com esse tema que eu leio e gostei bastante.
    Mas realmente não tem como gostar de personagens doentes como eles kkkkkk
    Mas o livro é muito bom.
    bjs

    ResponderExcluir
  18. Olá; já havia lido uma resenha desse livro, mas a sua me deu uma noção melhor da história e me fez ficar com vontade de lê-lo. Só pela capa, sinopse e título eu talvez não compraria; mas a resenha me deixou bem curiosa para conhecer melhor essa história.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Essa é a segunda resenha que leio a respeito desse livro e me interessei muito! Adoro quando dois personagens, completamente opostos, invadem a vida um do outro e se apaixonam. :) Confesso que achei mesmo a Celenna sem noção do perigo… Seria melhor se a autora a fizesse apenas alguém que assume a violência cometida, mas que escolhe conscientemente ignorar isso por ser incapaz de se afastar do sujeito. Sei lá. Mas fazê-la "não se importar" é complicado. Mesmo assim, o livro parece ter elementos que me encantaram! A violência, associada ao nazismo, é perturbadora porque – é fato – ainda existem skinheads que vivem segundo os preceitos de Hitler. Achei intrigante a autora trazer isso no livro e, ainda mais, com um "quê" sobrenatural que você citou. Com certeza, vai para a minha lista de "quero-já-mas-tô-sem-dinheiro" (rs).

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Quando li a sinopse pensei que seria uma grande história por tratar de um nazista que se apaixona por uma negra. Mas lendo sua resenha e vendo as atitudes de Celenna e o fato de ela não se importar com o que John faz, pelamor né! O cara mata pessoas e ela diz que não se importa? Como assim??
    Hans se mostrou detestável desde o inicio, mas fiquei curiosa para saber o que acontece com ele.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  21. Oi Taty eu tô aqui até agora tentando entender como um livro tão fininho deu conta de tanta coisa rsrs, serio, passei o tempo todo lendo a resenha e pensando nisso! Achei a ideia do livro muito foda, e de verdade fiquei super curioso para conhecer a história, mas ainda pensando nesse monte de acontecimentos!

    Bjs

    joandersonoliveira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Amiga olha eu sinceramente tenho que confessar que gostei bastante
    de tudo que você desenvolveu sobre o livro na resenha, mas eu acho que não faz muito meu gênero não.
    Seilá, estou na fase de ler livros mias leves sabe? Mas mesmo assim me parece ser um bom livro e quem sabe futuramente eu venha a ler. Mas gostei. Até porque tu se expressa muito bem.
    =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/05/resenha-para-todos-os-garotos-que-ja.html

    ResponderExcluir
  23. Nunca tinha ouvido falar do livro, a ideia me parece original, mas não sei se gostaria de ler, pra falar a verdade. Mas sua resenha ficou ótima e seu blog é lindo! Parabéns!
    Beijos, Valen

    ResponderExcluir
  24. @Francine Porfirio
    Oiii
    Adorei seu comentário.
    É eu assisti umas reportagens sobre alguns skinheads e isso me ajudou bastante na leitura do livro, mas a história é bem elaborada, mesmo abordando esse tema tão terrível. Mas é muito bom e super recomendo, leia e depois me conte o que achou heim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. @Aline - Literalizando Sonhos
    Pois é menina kkkk é de se revoltar mesmo.
    Eu também estou curiosa para saber o que vai acontecer com ele. Tomara que morra lentamente.
    kkkk bjs

    ResponderExcluir
  26. @Joanderson Oliveira
    E olha, não contei spoiler. Sério. Também fiquei impressionada como o livro é pequeno e a história é tão grande. kkkk
    Espero que leia sim.
    bjs

    ResponderExcluir
  27. @Silvana Sartori
    Que bom que gostou.
    Então, o livro não faz meu gênero também, mas eu ameiiiiii. kkkkkk
    A amiga obrigada, você é uma fofa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. @Karen Valentino
    Oii
    Obrigada flor.
    Espero que leia, embora seja um livro que te causa revolta ele é muito bom.
    bEIJOS

    ResponderExcluir
  29. Nossa, achei a tematica super interessante, é algo que a gente não vê muito né? Mas o livro me perdeu no momento em que a personagem principal se mostrou fraca, estou cansada de personagens submissas e bobas que nada condizem com a nossa realidade. MIGOS AS MULHERES PODEM SER FORTES! Tá, passei pelo meu momento! HAHAHA Adorei a resenha, e concordo que as vezes o tema é tão bom que a gente já curte só pelo autor ter ousado fazer diferente!

    http://www.livrologias.com/

    ResponderExcluir
  30. Nunca li uma história com esse tema, e achei superinteressante! *---*
    Não conhecia o livro, e adorei a dica!
    Pena que pelo jeito ele é bem curtinho, né? :/
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  31. @Camila Teixeira
    Oiiii
    Gostei muito disso, dela ter ousado. E a história é muito bem trabalhada.
    A protagonista faz o leitor passar muita raiva, mas vale a pena ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  32. @D e s s a
    Oiii
    Aii que bom que você gostou.
    É curtinho mais é muito bom kkkk
    bjs

    ResponderExcluir
  33. Oi Tati!
    Nossa acho essa temática que o livro trata algo bem intrigante! Não conhecia o livro ainda mas fiquei curiosa pela sua resenha. Vou procurar saber mais sobre ele e quero ver se consigo ler em breve.
    Beijos
    Carol
    www.sobrevicioselivros.com

    ResponderExcluir
  34. @Carol Kurras
    Que bom que se interessou no livro.
    Espero que goste.
    beijos

    ResponderExcluir
  35. Oi Taty, tudo bem?
    Apesar da recomendação super confiável, essa não é uma leitura que eu faria, pois não gosto de livros com essa temática, sobre nazismo e tudo mais.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  36. Oi, Taty!
    O livro tem uma premissa bem diferente e isso me chamou atenção, mas não gosto quando o livro apresenta tantos erros ortográficos, é uma coisa que incomoda bastante. Não sei se leria a obra. :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  37. Que guria burra! Que vontade de matar esse velho, acho algo péssimo pessoas assim, provavelmente ele é o capeta, só assim para ainda está vivo`=`! Adorei o que falou sobre a Susan, parece ser uma ótima pessoa! Adorei sua resenha! ;)

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  38. Olá! Apesar da ótima resenha, o livro não me desperta interesse. Conheci seu blog hoje, parabéns!
    Voltando ao post, gostei das fotos, ficaram excelentes. <3

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo