22/05/2017

[ RESENHA ] O Segredo da Caveira de Cristal

Título: O Segredo da Caveira de Cristal
Autora: Mallerey Cálgara
Editora: Mundo Uno
Páginas: 326
Estrelas: 4.5/5
Livro: Cortesia da Editora
"Os habitantes de Heilland, cansados de décadas de guerra e fome, depositaram todas as suas esperanças no Rei Alphonsus, que governava com justiça e bondade. As esperanças cresceram com a notícia de que a Rainha Arápia estava grávida de gêmeos, embora muitos, no castelo, assegurassem que uma nova guerra estava sendo travada no ventre da soberana. Os gêmeos nasceram e, com o passar do tempo, Heilland compreendeu que havia um novo inimigo, ainda mais implacável: o sombrio futuro Rei. Dor, ódio, sangue, traição, passaram a fazer parte da rotina do castelo, restando ao mago Mongho e à futura Rainha Driadh a perigosa busca por respostas! Embarque nessa aventura cheia de mistérios e lutas pelo poder."


Com exímia qualidade de escrita e universo, Mallerey Cálgara nos trouxe uma fantasia medieval que agradará com certeza fãs dos gêneros. Afinal reunir mistério, magia, traição, lutas em um primeiro volume é para poucos.

Heilland, um reino próspero e que faz fronteira com todos os outros, possui uma governança calma e justiceira com o Rei Alphonsus. Tudo começa a mudar quando a Rainha Arápia começa a ter sonhos estranhos enquanto estava grávida. Esperando gêmeos, as pessoas do castelos associavam esses sonhos estranhos com estas crianças. Porém não querendo concretizar nada, o reino continuava em alegria na espera do nascimento das crianças.


Sulco, o primeiro a nascer, desde o ventre aparentou ser o mais forte, calado, mais frio e duro de sentimentos com a relação a seu irmão Heian. Este nasceu mais fragilizado, mais magro e precisou de mais cuidados do que o outro. Assim os irmãos cresceram de maneira completamente diferente: Sulco sempre mais fechado, mais sombrio e por ser o mais velho, garantido como sucessor do trono e Heian que não conhecia a maldade, era mais bondoso, mais alegre e sabendo que não seria sucessor do trono, nunca se pôs a treinar a ser um. Tudo muda quando no dia da coroação do novo rei, Alphonsus denomina seu filho mais novo como o próximo ao trono. Situações ruins acabam misteriosamente acontecendo no reino depois dessa reviravolta, e Moghon — um filho de mago que acabará sendo diretamente afetado por todas essas mudanças — ficará encarregado de descobrir as respostas do que está acontecendo.

Termino esse livro com a sensação que li uma obra literalmente fantástica. Com uma fluidez e acontecimentos impressionantes, a história dos dois irmãos tomam proporções enormes. É um enredo muito bem desenvolvido, que com certeza tem muito mais a revelar além de ser instigante. Não conseguia parar de ler enquanto não visse as soluções para os segredos e mistérios que rondavam o reino.

"Suas suspeitas faziam mais sentido a cada evento. Para defender todos com quem se importava, só havia uma forma: se fortalecer o mais rápido possível. A visita à casa da bruxa ficaria para outro dia." pág. 155

A escrita da autora é detalhista, nos deixando imaginar com clareza o cenário envolvido. Gosto muito desse tipo de escrita, ainda mais em fantasia, onde se não houver clareza do que ser quer passar, muitas coisas são perdidas. E essa atenção extra que Mallerey trouxe é o que faz a leitura ser algo mais. Logo no início das páginas temos a apresentação dos reinos, o que demonstra o cuidado que se teve ao criar esse mundo, no meio também temos fotos de algumas vestimentas/armamentos que talvez nunca tivéssemos visto, fora o uso da língua esperanto que foi um toque a mais sensacional. Trouxe riqueza para algo que já era detalhado.

E os personagens com certeza são os pontos altos da narrativa. Desde o mago Mongho até a bruxa Nadjara, todos tem suas qualidades que nos fazem cativar por suas trajetória, até mesmo odiar outros com todas as forças porque fantasia não seria fantasia sem um protagonista maldoso. E essas pessoas são tão opostas, tão contraditórias no quesito personalidade — o vilão aqui é vilão mesmo com pensamentos egoístas, duro, sem carinho — que mostra o trabalho pontual que foi dado sobre eles. Eles tem características próprias, foram bem trabalhos, descritos fazendo-nos apegar e se interessar mais no que acontecia. Para mim foi a melhor parte.


Além disso no meio da trama temos uma adição de romance. Fiquei bem surpresa porque achei que seria somente uma fantasia épica, entretanto a formação de um casal veio para somar aquilo que já era ótimo. Ainda mais quando este não tira o foco principal que é desvendar o que acontecia nesse reino.

Foi uma surpresa muito boa a leitura, afinal não conhecia a autora e só tenho elogios rasgados para fazer. Somado ao final eletrizante que no faz querer correndo o próximo volume, posso dizer que estou encantada com esse mundo. Sempre tive uma queda por reinos medievais, fantasia, e quando tudo é reunido com primor em um lugar, eu fico encantada.  

"Atormentado pelas ideias que fervilhavam dentro de si, causando choque entre a razão e os sentimentos, Sulco passou a planejar meticulosamente suas ações. O coração pulsou com força selvagem, ansiando por vingança." pág. 52

Espero que tenham gostado e não deixem de ler se você gosta do gênero. Não se arrependerá da leitura. E vocês o que acharam? Leriam O Segredo da Caveira de Cristal? Deixa nos comentários!

17 comentários:

  1. Olá sua resenha ficou muito bacana, não sou muito fã desse tipo de leitura, mais tenho certeza que agradaria pessoas que gostam de gênero, parabéns pelo blog beijos!

    ResponderExcluir
  2. Engraçado que meu primeiro pensamento foi me lembrar do quarto filme do Indiana Jones, que também estava relacionado à Caveira de Cristal. Por isso, fui surpreendida por se tratar de uma fantasia medieval e, pela sua experiência, bem articulada e desenvolvida. É muito bom saber que a autora pode nos conduzir por este caminho. Uma curiosidade: você sabe quantos livros terá a série? Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Uma fantasia épica, gostei muito da sinopse e achei a sua resenha muito interessante.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha! Gosto quando ela é detalhada sem dar spoiller. Parabéns! Vou anotar a dica!
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Oiii Ana tudo bem?
    Esse é um livro que eu gostaria muito de realizar a leitura, principalmente por ser de reinos, recentemente li um livro até parecido e me agradei demais, adorei a resenha e com toda certeza quero ler linda, além do mais essa capa está linda.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Eu conhece a Mallerey desde o começo do Blogger, foi uma de nossas primeiras parcerias, mas nunca li nada dela rsrs. Fiquei conhecendo essa obra ano passado e vi muitas resenhas recheadas de elogios. Espero poder ler um dia o livro. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Falou em fantasia medieval já quero ler, ainda mais depois de ver a nota que você deu ao livro, haha
    A obra parece ser incrível e apesar de não ter lido muita coisa do gênero, todos os que li, gostei. Achei o nome bem bacana, impossível não lembrar de Indiana Jones kkkk
    O livro realmente parece ser bem desenvolvido, tanto os personagens quanto a escrita e fiquei bem animada com a sua resenha, espero poder ler em breve.

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Amo fantasias, mas não gosto de narrativas extremamente detalhista, eu acho que acaba com a magia e deixa tudo didático e enciclopédico demais, prefiro que o autor foque na trama e só mostre detalhes dos locais por onde a trama transcorre, mas vou anotar a dica mesmo assim.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ana
    Também tenho uma queda por medievais, mas tenho lido poucas fantasias ultimamente. Também gosto de narrativas mais detalhistas em fantasia, até para entender melhor. Mas não pode ser excessiva. Gostei da dica por isso. Só acho que leria o livro futuramente.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Não tinha ouvido falar nesse livro ainda, adoro fantasias e fiquei mega empolgada com sua resenha que rasga elogios a obra. No momento, não estou lendo fantasia, porque li várias seguidas, mas, óbvio que anotarei a dica para futuramente, achei essa premissa muito boa e eletrizante (como você mesma disse haha).

    ResponderExcluir
  11. Oi lindona,

    Eu adorei sua resenha e fiquei encantada com essa história e seus pontuamentos.
    Gosto muito de histórias com âmbitos medievais e com muitas lutas.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oii Ana, tudo bem? Sua resenha ficou ótima. Já li algumas sobre o livro, e todas positivas, então minha vontade de ler só aumenta :D Fora que adoro fantasias épicas, então acho que irei gostar bastante do livro. Espero ter a oportunidade logo :D

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  13. Oie!
    Que ótima indicação!
    Eu ainda não conhecia o livro, mas gostei das suas indicações quanto a narrativa descritiva e clara, assim como da história.
    Vou anotar esse título.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  14. Helloooo!!
    Tudo de bom esse livro hein.
    Ainda nao conhecia, mas pelo visto é uma fantasia das melhores.
    Adoro histórias que envolvem irmãos, parecem que o laço é maior e sempre me envolvo mais com o enredo.
    Adorei a dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oie, tudo bem?!? Achei bem interessante a história, fantasia que parece das boa>
    Dica anotada
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Oiii!

    Eu não sou muito fã desse estilo de enredo sabia? Mas depois de tantos elogios até que fiquei encantada e curiosa!
    Parece ser bem trabalhado e sua resenha está ótima!

    beijinhos,

    ResponderExcluir
  17. Oi!!
    Eu gosto de fantasia e pela tua resenha deu para perceber que esse livro é maravilhoso, eu nunca li nada da autora e espero ter a oportunidade de ler, gosto de autores que são detalhistas isso deixa a leitura muito mais envolvente.
    Beijão!

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo