13/12/2016

[ RESENHA ] Infinito + Um

Título: Infinito + Um
Autora: Amy Harmon
Editora: Verus

Páginas: 336
Estrelas: 5/5

Quando duas pessoas se tornam aliadas improváveis e foras da lei quase sem querer, como podem vencer todos os desafios?
Bonnie Rae Shelby é uma estrela da música. Ela é rica, linda e incrivelmente famosa. E quer morrer.
Finn Clyde é um zé-ninguém. Ele é sensível, brilhante e absurdamente cínico. E tudo o que ele quer é uma chance na vida.
Estranhas circunstâncias juntam o garoto que quer esquecer o passado e a garota que não consegue enfrentar o futuro. Tendo o mundo contra eles, esses dois jovens, tão diferentes um do outro, embarcam numa viagem alucinante que não só vai mudar a vida de ambos, como pode até lhes custar a vida.
Infinito + um é uma história sobre fama e fortuna, sobre privilégios e injustiças, sobre encontrar um amigo por trás da máscara de um estranho — e sobre descobrir o amor nos lugares mais inusitados.





Hey leitores!
Não faço ideia por onde ou como começar a falar deste livro para vocês. Este foi possivelmente o livro mais divertido e lindo que li esse ano!

Acredito que pela sinopse dá para ter uma ideia de como é o enredo, então não vou comentar muito para não acabar estragando as coisas, ainda mais pelo fato de que cada página escrita por Amy Harmon é uma experiência única, me peguei até querendo poder esquecer para poder ler de novo. Em vez de tagarelar sobre a trama, quero contar um pouco sobre o casal que sem sombra de dúvida vai fazer vocês se apaixonarem também, ou não.

Bonnie tem aparentemente tudo que uma garota desejaria, fama, dinheiro, beleza e é dona de uma voz magnifica, capaz de tocar até mesmo o coração mais frio, mas ao mesmo tempo ela não tem nada. Bonnie é inteligente de um jeito singular, engraçada sem ser idiota, generosa sem pedir nada em troca e tudo isso e muito mais, porém, ela não superou a morte da irmã gêmea que tinha leucemia, e agora está mais perdida do que nunca, desmoronando, quer morrer enquanto também estar desesperada para viver.

 “— Eu queria cantar pra você — respondi. — Eu precisava te dizer como me sinto. Precisava que você acreditasse em mim. E você ouve melhor quando eu canto.”

E é assim que Finn Clyde conhece Bonnie Rae Shelby, a pop estrela da música country, poucos segundos antes dele impedi-la de saltar de uma ponte. 

Finn é um cara lindo, sarcástico, inteligente e que enxerga números e matemática em todos os lugares, mas tem um passado sombrio, preferindo o tranquilo e o seguro desde então, ou seja, dá para imaginar ele quase ficando louco cada vez que conhecia mais Bonnie Rae, uma garota temperamental e imprevisível. Eles não podiam ser mais opostos um do outro, o que me encantou.

 “Os olhos escuros dela estavam arregalados e erguidos para ele. Finn tinha as mãos enfiadas nos bolsos para que não a estrangulasse, mas os bolsos pareciam algemas em seus pulsos. Então puxou as mãos, agarrou Bonnie pelo casaco rosa fofo e a ergueu na ponta dos pés, na altura dele, até que ficassem nariz com nariz e não pé com pé. Seus sentimentos eram uma grande bola emaranhada de raiva, anseio e injustiça, tudo embrulhado numa indignação impaciente, e Finn não conseguia separar um sentimento do outro. Assim, fez a única coisa que podia fazer. Ele a beijou.”

Bonnie não sabe o que fazer em seguida, e como Finn está indo para Las Vegas recomeçar, ela lhe pede uma carona, e sem saber que estava se metendo numa enrascada, Finn se permite levar aquela garota aparentemente louca com ele.

Não é exatamente um livro romântico, porque acho que “romântico” aqui soaria um tanto grudento e piegas, o que é exatamente o oposto dessa história. Aqui o amor é complexo, não pode ser calculado ou resolvido como uma equação, e assusta, mas também é puramente sincero, possível e real

 “Eu havia me agarrado a Finn Clyde como se ele fosse uma tábua de salvação, mas de repente estava percebendo que sua jangada podia ter um grande vazamento. Bem feito para mim.”

Sou apaixonada pela escrita da Amy Harmon desde que li Beleza Perdida, que por sinal recomendo tanto quanto este. Amy é maravilhosa e escreve new adult de um jeito que só quem leu sabe, sem todo aquele apelo sexual que vemos por aí. Eu amo como ela não se limita ao que é real ou imaginário, possível e impossível, no livro simplesmente é! A forma como tudo se desenrola é quase insano, mas também totalmente aceitável.

 “— Quanto é infinito mais um? — ela sussurrou e beijou a boca dele sem sorrir, e ele respondeu com o coração, não com a cabeça:
— Não é infinito. Não é nem dois. É um, Bonnie Rae. Você não me disse? Você e eu? Somos duas metades de um todo. Nós somos um.”

Amy Harmon entrelaça poesia, fé, música e matemática de um modo excepcional e lírico. A narrativa é feita tanto na primeira pessoa como na terceira, nos permitido com transparência sentir as emoções dos personagens.

A capa feita pela Editora Verus é linda demais e perfeita, pois contém pequenas referências do livro, como o tom de vermelho, as equações, o violão, as botas de Bonnie.

“Ela sorriu para ele, todo o seu rosto repleto de luz, e ele a perdoou. Instantaneamente. Não mais furioso. Não mais assustado. Não mais pronto para estrangulá-la, amarrá-la e chamar a polícia. Tudo isso se foi — evaporou como flocos de neve em sua língua.”

A autora não esconde que se inspirou na história real do casal gângster que aterrorizou os EUA na década de 30, (Bonnie Parker e Clyde Barrow) que tiveram um final trágico. O que nos leva a torcer para que a história de Bonnie Rae e Finn Clyde terminem de um jeito diferente, ainda mais com mídia acreditando que devido ao passado de Finn, ele tenha sequestrado a estrela country, Bonnie, iniciando assim uma caçada louca pelos dois envolvendo polícia e tudo.

 “— Eu não quero ficar sem você, Bonnie! Você não entende? Estou apaixonado por você! Eu te conheço faz uma semana. E estou apaixonado por você! Loucamente apaixonado, do tipo “me jogo do penhasco se você pedir”. Mas não quero me jogar de um penhasco! Quero viver. Quero viver com você! Você quer isso? Ou ainda pensa em pular de pontes e morrer com uma saraivada de balas?”

 Não sei se é pelo fato de eu já amar a escrita da Amy Harmon ou por ter realmente sido cativada pela história, mas não consigo enxergar pontos negativos que tornaria esse livro menos amável. Alguns diriam que Bonnie é irritante e infantil, mas não consigo ver por esse ângulo, de algum modo eu entendia toda a lógica (ou a falta dela), por trás do comportamento tanto dela como o de Finn.

Então, acredito que esse seja aquele tipo de livro que ou você ama ou você odeia. Se pudesse comparar diria que é algo como uma mistura de O Teorema de Katherine (mas sem toda aquela complicação louca do Green), e Por Lugares Incríveis (principalmente por causa do início), creio que, tanto a Jennifer Niven como a Amy Harmon realmente saibam o que é não saber quem você é de verdade por dentro.



Indico a leitura para todos que esperam diálogos e pensamentos divertidos, reflexões profundas sobre a vida, o amor e a fé. Entretanto, não recomendo para aqueles que esperam algo como Beleza Perdida aqui.

“Ele disse que eu era muito brilhante e muito destrutiva para ficar parada. Precisava cantar. Era o que eu havia nascido para fazer. Isso e amá-lo. E, dessa vez, eu não poderia discutir com o infinito.”

31 comentários:

  1. eu amei sua resenha.
    o livro parece muito interessante.
    bjs
    http://escreverdayse.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Me encantei pela escrita e pelos assuntos que a Amy aborda em seus livros. Desde que esse livro lançou que morro de curiosidade de lê-lo, porém são tantos livros que a pessoa aqui quer, que às vezes não sei nem o que ler. Achei essa capa muito fofa e no mesmo estilo que Beleza Perdida *------*
    Estou curiosa e ansiosa para conferir essa história.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thayenne,
      Te entendo, são mesmo muitos livros que é difícil arrumar um tempo para cada um.. E sim, essa capa é no estilo de Beleza Perdida, amei muito também.
      Beijos

      Excluir
  3. Marcela que resenha maravilhosa menina! Eu fiquei encantada por todo esse romance e o local que a história acontece, encantador demais! Sua resenha ficou demais e quero ler assim que der.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiin, obrigada Morgs! <3
      Espero que goste também do livro quando puder ler!
      Beijos!

      Excluir
  4. Gente, menina você simplesmente arrasou com a sua resenha! Conforme fui lendo eu pude sentir o clima do livro, entender um pouco dos personagens e saber completamente porque você se apaixonou por esse livro; eu ainda nem li e já estou apaixonada kk Gostei de saber que não é um romance piegas, que tem todo o lado real do amor que não é algo perfeito e previsível e também curti que tenha como inspiração essa história, apesar de torcer para que nessa seja diferente o final kk Amei! Eu tenho o Beleza Perdida e ainda não o li, mas acho que vou fazer isso, depois já procurarei esse para ler também.
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mds, apaixonada? Mas já? kkk Muito obrigada! E como assim tem Beleza Perdida e ainda não leu?? Leia logo! É um livro fantástico, aposto que depois que terminar vai ficar olhando para o teto pensando no porquê de não ter lido antes! kkk
      Espero que goste de ambas as leituras.
      Beijos!

      Excluir
  5. Oi, Marcela
    Infelizmente ainda não conheço a escrita da Amy, mas gostei muito dessa dica. Queria saber como foi esse romance um tanto diferenciado, fugindo dos padrões. Acho que esse livro tem o que gosto, essas reflexões profundas principalmente. Só lendo para saber quais seriam minhas conclusões, né?
    Adorei a dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim kk
      Mas te garanto que a Amy não vai te decepcionar!
      Obrigada <3
      Beijos!

      Excluir
  6. Olá,
    Ainda não li a obra e também não tive contato com Beleza Perdida, mas ambos eu quero ler e muito.
    A premissa é bem interessante. A personalidade de Finn me chama muito a atenção e estou curiosa pra saber como a autora o desenvolveu, de forma a ser irônico e divertido.
    Dica anotada.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Finn é o MELHOR!! Acho que nesse livro ele se destacou mais de certa forma..
      Torcendo para que você goste da leitura!
      Beijos

      Excluir
  7. Oie, também tive bons momentos lendo este livro. A Amy Harmon me ganhou com Beleza Perdida e sou capaz de ler qualquer coisa que ela escreva tamanha a confiança que tenho nela. É uma jornada intensa e complicada até que Bonnie e Finn entendam quem são e assumam isso. Como você bem explicou, é um livro que vale a pena! Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá, na sua resenha você apontou pontos que me fazem querer ler ainda mais esse livro, a ótima escrita da autora, o fato de ser divertido e mais puxado pro real ao mesmo tempo, além dos personagens que me pareceram super interessantes. Certamente lerei quando puder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey!
      Obrigada, fico muito feliz em ler isso!
      Sei que vai amar muito esse livro.
      Beijos!

      Excluir
  9. Oi Marcela!!

    COnfesso que não conheço a escrita dessa autora, entretanto você conseguiu ressaltar os pontos positivos do livro sem ser demagoga. O fato da autora trabalhar com o gênero new adult sem se basear apenas no sexo é um ponto muito bom, além do fato de ser baseado em uma história real dar mais credibilidade ao enredo. Enfim, tentarei conferir a obra da autora e muito obrigada pela dica. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Muito obrigada!
      Sim, realmente, é um ótimo ponto, Amy sabe escrever sem se basear apenas no "físico". Vou ficar torcendo para que goste de seu primeiro contato com as obras dela.
      Beijos!

      Excluir
  10. Olá Marcela,
    Enfim um livro que traz o amor possivel e real como foco, fugindo daquela água com açúcar que tanto vem sendo lançado. Gostei pelo livro ser algo divertido de se ler, amo enredo que nos fazem rir e ter momentos prazerosos. Gostei de como a autora quis passar algo real, um amor que pode pegar qualquer um.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Nossa, pela capa achava que se tratava de um romance bem clichê mesmo, então gostei muito de saber que não se trata disso e que a autora se inspirou em Bonnie e Clyde para fazer essa história, realmente parece ser muito boa.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Nossa, jura?? Eu amei essa capa, achei super fofa e tem tudo a ver com a história. Mas não tem clichê, juro! E é mesmo muito boa.
      Beijos!

      Excluir
  12. Olá Marcela,
    Primeiramente, parabéns pela resenha, está linda.
    Este livro estava na lista do NemLiNemLelei pela capa aparentar um romance água com açúcar. Mas, você acabou mostrando que é um livro bem leve e já foi pra outra lista das possíveis leituras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Isaac!
      Fico imensamente feliz em ler isso!

      Excluir
  13. Sempre via essa capa mas ela não me chamava nenhuma atenção, mas que bom que existe aquela frase de não julgar o livro pela capa.
    a história parece ser realmente linda e ainda super legal ser inspirada em Bonnie e Clyde, super criativo da parte da autora.
    e o que eu não gosto em new adult é o apelo sexual e você disse que não contém ai, então não vejo motivo para não conferir essa ótima história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, aquela frase... Muito sábia. kkk
      Também achei criativo por parte da autora, espero que goste quando puder dá uma conferida.
      Beijos!

      Excluir
  14. Ola Marcela adoro essa capa. comecei a ler esse livro e acabei parando devido a correria, o pouco que li gostei, entendo como a protagonista é cobrada na questão de sua carreira como sempre ser a melhor. Quem sabe nessas férias eu termine a leitura e me encante pela escrita da autora assim como você. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, poxa.. Mas entendo completamente e torço para que você possa continuar com a leitura, porque ainda tem muita coisa por vir kkk
      Beijos!

      Excluir
  15. Olá, tudo bem? Conheço a escrita da Amy em Beleza Perdida e também me encantei por ela. Confesso que pela sinopse inicialmente não tinha me interessado tanto pelo livro, porém a medida que fui vendo as resenhas e tudo mais, acabei comprando e ainda daria uma chance para ele, mas ano que vem. Adorei a sua resenha e ela me incentivou mais!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?

    Confesso que nunca li nada dessa autora, até cheguei a me interessar por Beleza Perdida, mas com o tempo acabei deixando de lado a ideia de querer lê-lo. Quanto a este, vi boas resenhas sobre por aí, assim como a sua, mas confesso que ainda assim, não me despertou muito o interesse, acho que estou em uma vibe mais de fantasia e tals.

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Eu tenho Beleza Perdida aqui, até comecei a ler, mas a leitura não era para o momento. Mas pretendo voltar a história. Esse livro, parece ser muito divertido e tem uma romance aí rs' eu curto livros assim, com esse enredo, onde os personagens ajudam um ao outro. Estou bem curiosa com a escrita da autora, pois é bem elogiada. Espero dar continuidade no outro livro e gostar e assim ler esse!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  18. Oi Marcela, sua linda, tudo bem?
    A Verus tem arrasado ultimamente em suas capas, esse está linda demais. Eu consegui sentir a dor dela, acho que o problema não é o outro não saber quem você é, e sim, não se importar em descobrir. No final, é o sentimento de estar só. Parece ser uma história incrível, estou louca para ler!!! Adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Hello! Tudo bem?
    Comprei o livro e estou com altas expectativas sobre ele.
    Gostei dos pontos que vc abordou e creio que vou amar tanto quanto vc.
    Amo livros assim, e a capa está linda demais.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo