27/11/2016

[ PARA REFLETIR ] Sem mais delongas, saudade



Ei você que foi embora,

Onde ficam suas lembranças, os arquivos de sua memória, o baú encantado para o mundo onde eu possa viver como parte da sua vida, mais uma vez ou duas?
Onde encontro o lado meu que não sabia o que era perder e nunca mais encontrar?

Há tantas dúvidas, tanta brutalidade no vazio, tanto que eu gostaria de compartilhar, no entanto veja só você, estou atrasada. Tenho que imaginar que de algum lugar está observando meus acertos e erros, minha saudosa saudade a dizer: ei eu já esperava que você fosse embora, mas estou tão acostumada a errar que esse acerto ainda não me cai bem.
Sabe que às vezes fico descontrolada, desestabilizada? Sinto muito por isso.

Tenho posse de compreensão que nesse mundo, nada dura para sempre, de maneira alguma reivindicaria esse poder a mim ou à minha família, mas Deus como sinto falta do homem que acredito indubitavelmente que esta ao Seu lado. Como eu gostaria de fazer mais passeios, mais almoços no fim de semana, mais prosas entre um comercial e outro de Chaves, mais rir por dentro e por fora com seu mal humor, mais pausas nas minhas corridas e correr mais com minhas pausas. Nada, nesse caso, posso fazer agora.

Ei você que foi embora,

Fico feliz pelo tempo que tivemos, foram bons vinte e quatro anos, sei que fui boa para você assim como foi para mim. De vez em quando fico louca, como sempre fui, mas a saudade, a família, as histórias vou levar comigo até nos encontrarmos por ai.

Obrigada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo