27/03/2017

[ RESENHA ] O Julgamento de Gabriel #2

Título: O Julgamento de Gabriel #2
Autor: Sylvain Reynard
Páginas: 384
Editora: Arqueiro
Estrelas: 5/5
Eles estão vivendo uma paixão arrebatadora. Mas muitas pessoas são contra esse amor. Gabriel Emerson e Julia Mitchell se conheceram há muito tempo, quando ela ainda era adolescente, numa noite mágica e confusa. Mas, apesar de todo o sentimento que nasceu entre eles, no dia seguinte seus caminhos se separaram. Anos depois eles se reencontraram quando Julia começou o mestrado na Universidade de Toronto. Gabriel era um professor enigmático, sedutor e muito arrogante que a atormentava e perseguia. No entanto, o que mais fazia Julia sofrer era ele não se lembrar dela. Mas nem mesmo o insensível Gabriel é capaz de resistir à profunda conexão que existe entre eles e logo os dois embarcam numa tórrida paixão proibida. Com o fim do semestre e do curso ministrado por Gabriel, eles deixam de ser professor e aluna e enfim estão livres para viver seu amor. Ou pelo menos era o que pensavam. Após uma viagem romântica para a Itália, durante a qual Gabriel ensina a Julia todos os mistérios do prazer e, em troca, aprende com ela o significado do amor verdadeiro, os dois veem seus sonhos ameaçados. Duas denúncias junto ao Comitê Disciplinar da Universidade põem em risco o emprego de Gabriel e a carreira brilhante e promissora de Julia. Será que o professor vai ceder às ameaças ou irá lutar até o fim por sua amada? Será que essa paixão conseguirá resistir a um julgamento implacável? Na apaixonante sequência de O inferno de Gabriel, Sylvain Reynard constrói uma bela história de amor, da qual os leitores jamais se esquecerão.
 

* Essa Resenha pode conter spoiler do primeiro livro.

Após a noite linda, romântica e intensa pela qual os dois amantes ansiaram por tanto tempo, Gabriel desperta primeiro e permanece sentado em sua cama, lendo um jornal a espera do despertar de sua amada. Até que Julia começa a se contorcer e gritar pelo seu nome em um pesadelo. Ele tenta acalmá-la e espera pacientemente até que ela lhe conte o sonho. Julia não suporta a ideia de perdê-lo outra vez, ainda mais agora que compartilharam não apenas um momento, que para os dois foi tão íntimo como também, pelo qual Julia tanto sonhava desde que o havia conhecido. Gabriel não pode culpá-la por seus medos, por causa da primeira vez que se conheceram e ele a havia abandonado no dia seguinte.

Mas agora é diferente, ele a ama e não irá abandoná-la nunca mais. Os dois começam a conversar e não apenas as inseguranças de Julia como as de Gabriel começam a surgir em suas mentes. Principalmente quando Paulina, a mulher pela qual Gabriel tem uma história super complicada e triste, liga interrompendo os dois.

Depois de relembrar a noite romântica e intensa que tiveram, Julia também começa a pensar nas mulheres com quem ele dormiu antes dela e sente ciúmes, querendo se precaver caso algum dia ele a trocasse por outra mulher. Por conta de sua insegurança, Julia pensa que a noite talvez não tenha sido tão perfeita para ele quanto foi para ela, pela sua falta de experiência. Fazendo-a se lembrar de Simon, seu ex namorado cruel e insano, que dizia que ela era frígida e seria péssima de cama.

Gabriel lhe compra um lindo buquê de Lírios e escreve um cartão super romântico que a faz relaxar imediatamente em relação à satisfação dele na noite passada. Gabriel fica surpreso com seus medos e trata de tranquilizá-la. Pois a desejava loucamente e não havia nada que ela fizesse que pudesse deixá-lo insatisfeito. Ele também lhe conta, com certa relutância, como foi perder a virgindade e o quão ruim ele havia tratado a garota após o ato. Mas com Julia foi totalmente diferente, ela era sua amante, sua Beatriz pela qual ele sempre sonhara reencontrar. E assim, os medos se esvaem e o casal troca beijos e carinhos até fazerem amor na varanda.

"Você é uma prova da existência de Deus."

Julia estava lendo seus e-mails no Mac book de Gabriel e encontra um email divertido de Rachel e até um pouco pessoal demais, já o de Paul a havia deixado incomodada e ela começa a pensar que Gabriel havia aprovado a tese de Christa apenas por ela o estar chantageando. Julia ignora o resto dos e-mails e após ver Gabriel em todo o seu físico perfeito com a toalha presa em sua cintura, ela se esquece de seus problemas imediatamente.


A noite chega e Julia está linda com o vestido novo e as joias de Grace, assim como Gabriel, que estava maravilhoso com seu terno novo da sua alfaiataria italiana preferida. Os dois estavam prontos para irem à Galleria degli Uffizi, onde Gabriel daria sua palestra. Julia lhe dá uma gravata de presente que combinava perfeitamente com seu vestido e que ele rapidamente substitui a gravata que iria usar.

Chegando lá, o assistente pessoal do anfitrião dottore Vitale, por algum motivo fica irritado e muito incomodado por vê-los juntos, felizmente, isso não impede que Gabriel a mantenha mais perto dele até a hora da palestra. Gabriel é apresentado a pessoas importantes enquanto Julia estava sentada na primeira fileira. Ela o admirava com orgulho e excitação pelo efeito que seus olhos e físico causavam nela. Principalmente na palestra, onde ele não parava de encará-la enquanto apresentava no Power Point as musas de Botticelli. Julia corava e se remexia na cadeira enquanto a voz de Gabriel ficava grave de excitação e paixão pela sua amada.

Enquanto Gabriel não ia ao seu encontro, Giuseppe Pacciani, um professor Universitário de Literatura surge e começa a conversar com Julia, com bastante interesse e enquanto lhe mostrava os quadros do Museu, a olhava de cima a baixo com desejo. Julia começa a ficar nervosa e se desvencilha dele, mas não antes dele tocar seu cabelo e de Gabriel aparecer, assistindo toda a cena com vontade de praticamente matar Pacciani. Gabriel a retira de perto dele rapidamente, levando-a pelo braço sem se importar com as pessoas que o encaravam, e a leva para um canto escuro do Museu. Com um pouco de raiva por conta do ciúme e com um forte desejo de possuí-la ali mesmo, cujo ato ela nunca tinha visto a ponto de assustá-la e excitá-la ao mesmo tempo. Ela o enlouquecia e só de pensar nela com outro homem o deixava com raiva, ele a amava e não a deixaria escapar nunca.

" Amarei você para sempre, Julianne, quer você me ame ou não. Este é o meu Paraíso. E o meu Inferno." 

Mas há muitas pessoas que não estão nem um pouco felizes com o relacionamento dos dois, ou melhor, se essa pessoas descobrirem, o futuro de Gabriel e Julia pode não existir mais. Como a visita de Paulina, o amor ainda não esquecido de Paul por Julia e principalmente o ódio de Christa Peterson por Julia, desde o dia em que Gabriel a havia humilhado na Starbucks por tratar Julia muito mal. Christa jurou se vingar.

O segundo volume é um pouco mais curto do que o primeiro, pois mesmo estando juntos, Gabriel e Julia não podem oficialmente assumir seu relacionamento por conta da Universidade. Por isso, a história se baseia ao mesmo tempo nos medos e inseguranças dos personagens e se eles irão confiar um no outro para que o relacionamento dê certo. Mas também não deixa de conter muitos momentos românticos e intensos. A mudança dos personagens foi necessária e fez com que o amor que sentiam um pelo outro se tornasse mais forte. É um romance leve e envolvente que me deixou super ansiosa pelo terceiro e último volume dessa trilogia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo