15/02/2017

[ RESENHA ] Coraline

Livro: Coraline
Autor: Neil Gaiman
Páginas: 155
Editora: Rocco
Estrelas: 5/5
Coraline é um conto de fadas às avessas que reconhece a subestimada e, por vezes esquecida, maturidade da maioria dos jovens leitores. Nele, Gaiman encara pela primeira vez o desafio de escrever fantasias assustadoras para as crianças e vai além dos tradicionais gigantes padronizados, príncipes encantados, frágeis princesas ou dragões, que habitam esse universo, criando uma personagem com a qual as crianças podem facilmente se identificar. Em uma tarde chuvosa, a menina consegue abrir uma porta que sempre estivera trancada na sala de visitas de casa e descobre um caminho para um misterioso apartamento ‘vazio’ no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com duas criaturas que afirmam ser seus “outros” pais. Na verdade, aquele parece ser um “outro” mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar toda a sua inteligência para derrotar seus adversários.

Neil Gaiman sempre foi um dos motivos que me fez gostar de literatura fantástica, e Coraline foi o motivo principal. Lido pela primeira vez lá para os 13/14 anos, resolvi reler para ver se o sentimento mudava — e para evitar uma grande ressaca literária — por agora. Melhor coisa é relembrar os motivos que fizeram você começar a ler.

Coraline nos traz a história de uma menina que recentemente mudou-se para uma nova casa. Ela é uma criança que gostar de explorar, caminhar, investigar coisas e em um dia de chuva, obrigada a ficar presa dentro de casa, ao mando do seu pai, ela vai explorar o interior da sua nova moradia contando quantas portas tinha a casa. Nessa sua investigação, ela descobre que uma das portas está trancada. Ao perguntar a sua mãe, ela lhe mostra que atrás dele existe apenas uma parede de tijolos já que aonde moram, foi dividido para ter vários "apartamentos". 


"Coraline despertou com o sol do meio da manhã em cheio sobre seu rosto. Por alguns momentos sentiu-se totalmente deslocada. Não sabia onde se encontrava, nem estava totalmente certa de quem era. É surpreendente do quanto do que somos depende da cama onde acordamos pela manhã, e é surpreendente o quanto isso é frágil." pág. 67

Conformada com essa situação, um dia sua mãe vai ao mercado e Coraline não quer acompanhá-la, por isso enquanto ela está fora, a menina resolve olhar novamente a porta. E ao abri-lá descobre que não existe mais parede, mas uma escuridão que dá em algum lugar. E como sua personalidade é exploradora, ela resolve ver o que tem do outro lado. Entrará em mundo mágico. 


Curto e com uma capa com uma criança temos a primeira impressão que é um livro infantil certo? Bem, só se a criança gosta de coisas macabras. Com um leve toque de terror e suspense, Gaiman nos leva em um universo fantástico único. É uma história boa para quem quer começar no gênero, com ilustrações de algumas partes da narrativa, nos mostrando como é o mundo imaginado.



E essa parte do assustador, narrado de uma maneira tão simples que te encanta, podemos ver dois lado da moeda que é poder ser tratado como uma imaginação fértil de criança, ou mundo fantástico inovador que existe e temos que aceitar. Nos pequenos detalhes o autor nos faz viajar, forçando-nos a imaginar, a construir esse mundo junto com ele. E é justamente nesse ponto que recomendo para quem quer entrar na fantasia. O autor consegue criar os cenários de uma maneira compacta, mas que ao mesmo tempo tem plano, profundidade, tudo descrito de uma maneira magnífica. 

É um enredo leve no sentido que te deixa levar, que você sente a fluidez,  e se vê cada vez mais instigado a continuar. E a personagem por ser como qualquer criança é na idade, foi perfeito para o papel principal. Principalmente quando se apoia em uma situação em que seu pai foi corajoso, para tentar ser corajosa, que é aonde me identifiquei mais. 


" — Você realmente não entende, não é? — disse —. — Eu não quero tudo o que eu quiser. Ninguém quer. Não realmente. Que graça teria ter tudo o que se deseja? Em um piscar de olhos e sem o menor sentido. E daí?" pág. 116

Sem falar nas sutilezas, nas pistas deixadas durante a trama, que aos poucos vão sendo fechadas, vão sendo respondidas e tudo no final se encaixa. É típico de um escritor que sabe produzir histórias.

Enfim, se deixar eu ficarei aqui rendendo elogios sempre a esse volume. Recomendo muito, até por ser uma leitura bem rápida e que apesar de trazer um pouco de medo te encanta muito mais que o temor. Existe animação, que eu acho linda e muito fiel a tudo que está escrito para quem não quiser se aventurar primeiro por aqui e também existe uma graphic novel que infelizmente ainda não li, mas que é mega válida e falam super bem para quem curte coisas mais visuais. 


Respectivamente a Graphic e o Filme
Em estruturação física, a minha edição é antiga, por isso já está desmantelando toda. Todavia, a capa ela é bem trabalhada com uma ilustração  e umas partes foscas, mostrando o outro lado da porta e logo na primeira página temos uma imagem. Como já falei, ela é toda intercalada com desenhos e gravuras. A diagramação é bem espaçada, simples, entretanto sem nada a reclamar, com uma revisão bem satisfatória. A narrativa é feita em terceira pessoa pelo ponto de vista da protagonista. Leiam e se surpreendam!

16 comentários:

  1. Oi, Ana
    Já pela capa eu imaginei algo macabro, nem pensei ser um liro infantil rs
    Gostei que tem esse ar de suspense. Ler livros que me dão medo não é meu forte, mas gostei da dica e acho que leria.
    Bela resenha.

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Eu só assisti a animação, mas confesso que morro de vontade de ler, não só pela história, mas para tentar conhecer a escrita do Gaiman. Nunca li nada dele. Vou modificar isso esse ano.
    Parece uma história tão bobinha, mas e sem dúvidas extremamente pesada.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiii Ana, tudo bem?
    Menina eu tenho tanta vontade de ler esse livro que você nem imagina, só tive oportunidade mesmo de assistir ao filme e digo pra tu que amei! Sua resenha e as fotos ficaram fabulosas.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Amo Gaiman, ele tem um jeito tão peculiar de escrever, já li alguns livros dele e sou apaixonada, Coraline eu só vi o filme é quero muito ler o livro também.

    ResponderExcluir
  5. Oi!!
    Faz muito tempo que quero ler esse clássico, mas acabo sempre deixando a leitura para depois, já assisti o filme várias vezes e adoro.
    A tua resenha está tão bem escrita que conforme ia lendo ia imaginando tudo, agora mais do que nunca eu quero ler essa mistura de fantasia e suspense, que assusta e ao mesmo tempo encanta os leitores.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Achava que só eu tinha conseguido perceber que Coraline dá um pouco de medo, ou que só tinha tido esse efeito sobre mim... Li já adulta e fiquei bem assustada, rs, mas sou medrosa demais. Sim, tem umas coisas macabras, e por isso não consegui gostar de verdade. Se eu tivesse sido apresentada ao gênero fantasia lendo esse livro não teria funcionado bem, no meu caso.

    ResponderExcluir
  7. Oiii!

    Eu não li esse livro ainda, mas já vi muitos elogios para a obra, mas o Neil não me conquistou, mas vou tentar assistir a animação!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    A única vez que li algo do Neil, achei que ele tivesse bebido, porque, como não conhecia a escrita dele, achei loucura. Mas não sabia que Coraline era dele, quem sabe eu assisto a animação...

    ResponderExcluir
  9. Eu também li esse livro quando era bem jovem, assisti primeiramente na televisão e não dormi a noite, ele é mais assustador que muitos filmes de terror que temos hoje em dia haha, quando li o livro me apaixonei mais ainda pela história

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Confesso que desconhecia que existia o livro! Só havia assistido ao filme e fiquei mega curiosa para ler, já que gostei bastante e que normalmente no original temos muito mais detalhes e sensações a serem despertas.
    Adorei saber que foi o livro que iniciou-te nas leituras fantásticas.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  11. Oi,
    Eu nunca li nada desse autor, mas fiquei encantada com a ilustração e curiosa para ler. Adoro um suspense e já fico imaginando o que me aguarda.
    Beijos
    Daya

    ResponderExcluir
  12. Até hoe nao li Coraline, e sou mto doida pra conhecer.
    Todos elogiam sempre e muitos falam que é o livro preferido.
    As capas sao um show a parte, acho lindas.
    Adorei saber a sua opniao, so aumentou a vontade de ler logo tudo.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  13. Oi
    Eu já vi o filme, mas não me atentei que antes era um livro e do Gaiman que sempre vejo sempre ser muito elogiado! Fiquei curiosa para conhecer o livro em detalhes, então vamos colocar mais um livro na lista sem fim! Sua resenha me deixou super curiosa para conhecer ainda mais o livro!

    Talita
    Viciados em Leitura

    ResponderExcluir
  14. Oie!
    Eu assisti a adaptação do livro para o cinema, e gostei bastante da história. Ainda não conferir o livro, mas acredito que vou gostar bastante dessa leitura. Uma ótima dica.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  15. Oi Ana, tudo bem?
    Excelente dica para nao entrar em uma ressaca hein? Acho que vou tentar isso na proxima vez.
    Quanto ao livro, bom, eu conheço a história pelo filme e realmente para criança é um pouco engraçado de pensar sobre ser esse livro. Mas eu nunca tive contato com a escrita do autor e pra falar a verdade o seu genero nao é o dos meus preferidos, entretanto, se um dia eu me arriscar, sem duvidas será por Coraline.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  16. Oi! Eu tenho muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuita vontade de ler Coraline, mas pense numa pessoa que tem medo kkkkkkk sei lá, o filme tem umas cenas meio sinistras. Minha irmã vai ter que ler pra escola esse ano, então acho que vou encarar haha

    Ótima resenha, bjs Papierllon

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo