05/08/2016

[ RESENHA ] Tudo e Todas As Coisas

Título: Tudo e Todas as Coisas
Autora: Nicola Yoon
Páginas: 244
Editora: Novo Conceito
Estrelas: 5/5
Sinopse: Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.







“Lá dentro está tudo o que ela conhece, e lá fora tudo o que deseja”.
                         
Olá Pessoal,

Há um tempo eu estou namorando esse livro que me foi apresentado pela Taty, até que um belo dia eu resolvi embarcar nessa história e eu só preciso dizer que foi uma excelente leitura.

O livro conta a história da Madeline, uma jovem que foi diagnosticada com uma doença rara, chamada pela personagem de Imunodeficiência Combinada Grave (mais conhecida como doença  da criança na bolha) e por causa disso a Maddy tem alergia a tudo, o que consequentemente não a deixa ter contato nenhum com o mundo externo. Sendo assim, ela vive em uma casa sofisticada onde o ar é trocado diversas vezes ao dia e antes desse ar chegar na residência é filtrado, além de que todas as pessoas que a visitam, que na verdade é a mãe dela e a enfermeira Carla, passam sempre por um “jato de ar” que meio que purifica a pessoa antes dela entrar na casa.

Devido ao seu isolamento, a Maddy passa a maior parte do tempo dela lendo, isso mesmo a personagem é uma leitora ávida, principalmente dos clássicos. Ela também tem aulas online que tomam um certo tempo do dia dela e também faz alguns jogos com a mãe e umas sessões de cinema. Mas fora isso a vida dela se resume a essa rotina monótona.

Até que um belo dia, a Madeline está no quarto lendo um livro e acaba ouvindo um barulho de um caminhão. É claro que a curiosidade vence e ela corre para ver o que está acontecendo, e como era de se esperar, são vizinhos novos se mudando para casa da frente. A princípio ela fica um pouco receosa, porque vê pessoas fazendo tudo o que você não pode fazer é algo doloroso, mas depois ela observa a família que acabou de chegar, que é composta por: um pai, uma mãe, dois filhos: o Olly e a Kara, esses dois últimos ambos adolescentes e possuem mais ou menos a mesma faixa etária de idade dela. E bom, como toda novidade, a Maddy fica obcecada pelos novos vizinhos, o que a leva a ficar observando a rotina deles. Principalmente a do Olly. E em uma certa vez, eles acabam se olhando na janela, ele sorri para ela, mas como a jovem não está muito acostumada a ter contato com as pessoas, ela só acaba franzindo a testa.


“Porque não há como negar isso agora. Eu estou no mundo. E, também, o mundo está em mim”.

Um belo dia, ela está jantando com a mãe, até que ouve uma batida na porta, como ela não pode nem mesmo chegar nas proximidades da rua, ela só ouve a voz do Olly e da Kara oferecendo para a mãe um bolo de boas vindas e avisando que ele não costuma ser muito saboroso. A mãe da Maddy recusa a comida, porque como ela tem alergia a tudo, até os alimentos são diferenciados e tudo mais. Os irmãos ficam meio chocados, mas o Olly não resiste e pergunta sobre a Maddy (que até o momento ele não teve nenhum contato). E bom para a personagem isso é quase que ganhar loteria, ela fica super empolgada por alguém ter se interessado por ela, mas sabe que sua mãe não vai deixar ela vê-los.

Após isso, todas as noites a Maddy ouve um barulho (que a princípio ela tenta ignorar) e vê o Olly tentando acabar de alguma forma com a vida do bolo, que não se espatifa, nem esfarela por nada haha. E bom observando essas atitudes do rapaz e claro a rotina diária dele, é que um dia os dois se deparam olhando  e rindo um para o outro na janela e ele escreve uma mensagem no vidro da janela dele, juntamente com um email. E bom a partir daí a história se desenvolve de uma forma muito viciante. A interação dos personagens é muito bacana, porque eles vão se conhecendo aos poucos, de uma forma humorística e ver a relação deles crescendo é muito empolgante.

Madeline: Eu não sou uma princesa.Madeline: E nem preciso ser resgatada.Olly: tudo bem. eu também não sou nenhum príncipe”.

O livro se desenvolve de uma forma até mesmo chiclete pessoal, porque a história é muito marcante sabe? A narrativa é na primeira pessoa, e é a Maddy que nos conta a sua história. E bom com isso, a autora criou uma leitura muito leve, fluida, com capítulos pequenos, interativos com vários desenhos, lista, chat da conversa do Olly com a Maddy, é tudo muito lindo e bem instigante. A história também nos apresenta uma reviravolta muito grande, pois a Madeline está longe de ser uma mocinha triste e desanimada, pelo contrário, ela me surpreendeu tantas vezes nessa história, que eu realmente fiquei de boca aberta com algumas partes.

E por falar em personagens, gostei muito de todos eles. A Madeline é uma adolescente muito madura para a sua idade, um pouco otimista e que tem uma excelente imaginação. O Oliver (Ollie) é um personagem muito marcante também, ele é muito inteligente, se interessa por matemática, vive subindo em tudo, porque ele se interessa por parkour e também é um muito carismático e romântico, sinceramente gostei de tudo nesse rapaz (ai esses mocinhos <3). 

A irmã dele e os pais do rapaz, não compõe tanto a presença desse livro, mas são sempre mencionados, no entanto, apesar de que eu gosto muito de personagens secundários, nessa história não senti falta de diálogos com eles nem nada, acredito que o papel deles foram significativos a sua forma. Outra personagem marcante também e que eu não poderia esquecer, é a Carla a enfermeira da Maddy. Ela é uma mulher muito forte e parece fazer aquele papel de segunda mãe sabe? Adorei a personagem e a trama ficou mais divertida com ela.

“Pode ser uma dessas coisas, ou todas elas, ou nenhuma, ou alguma outra completamente diferente”.

O romance do livro é um dos enfoques da história e para mim ele foi muito bem desenvolvido e eu simplesmente adorei o casal, marquei muitos quotes fofos dele e se eu pudesse enxeria esse post deles haha. E por fim pessoal, eu simplesmente amei essa história. É linda, tocante, engraçada e tão bem construída. Sinceramente é um livro diferente de tudo que eu já li. Minha expectativas estavam altas e foram muito bem atendidas, ao ponto de que eu li o livro mais ou menos com umas cinco horas de relógio (meu recorde haha).

O livro é um lançamento da Editora Novo Conceito que fez um belíssimo trabalho com a capa, com os marcadores, com a divulgação, enfim com tudo. Eu li a versão digital e por isso não posso falar tanto da diagramação, mas a minha edição continha letras coloridas no início de cada capítulo, desenhos e ilustrações e estava tudo perfeito.  A capa é bem bonita e bem condizente com a história, acredito que o fundo branco represente a vida da Maddy que realmente é cercada por coisas brancas, limpas, esterilizadas e etc. E as cores em volta são o mundo que ela anseia por conhecer.

Recomendo essa história para TODOS, sem nenhuma exceção pois é um livro que vai te instigar a continuar a leitura e quando acabar você vai ficar se perguntando por que não durou um pouco mais?

Até a próxima pessoal ;)



12 comentários:

  1. Oi, Viviane.
    Eu quero muito ler esse livro. Acho a história dele muito inspiradora e tenho certeza de que vou gostar da leitura. O fato dela ter um cantinho para postar suas resenhas me deixou ainda mais animada com a história e não vejo a hora de ler logo.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Ola
    Sua resenha está ótima, eu já li o livro e me deu vontade de ler de novo :)
    Quando comecei a lê - lo lembrei logo de um filme bem antigo que tinha um menino que morava numa bolha. Ele tb tinha essa doença, se não me engano era com o John Travolta kkkk
    A vida de quem tem essa doença não é nada fácil...a autora escreveu uma linda história.
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Oie! Adorei sua resenha. Esse livro é realmente belíssimo e eu ando doida para ler! Ganhei recentemente de uma amiga lá do blog que teve a oportunidade de ler quando a Novo Conceito nos mandou de cortesia e desde então ela é só elogios, o que me deixa sempre curiosa. Pretendo ler ele em breve.
    Bjks
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  5. Este é um dos livros que eu apenas fui atrás devido a capa! A arte é linda e eu fiquei encantada com ela. A sorte é que ele é lindo por dentro e por fora! O enredo é muito bonito e eu estou super curiosa para dar inicio a esta leitura.
    Sua resenha está ótima!
    beijinhos!

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. Oii
    Que linda resenha.
    Eu conhecia o livro, mas não sabia o que esperar dele. Por se tratar de um livro com uma personagem doente eu imaginava algo totalmente diferente.
    Me apaixonei pela resenha e já quero esse livro hahaha

    Beijão

    ResponderExcluir
  7. Oii
    Que linda resenha.
    Eu conhecia o livro, mas não sabia o que esperar dele. Por se tratar de um livro com uma personagem doente eu imaginava algo totalmente diferente.
    Me apaixonei pela resenha e já quero esse livro hahaha

    Beijão

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu sou doida para ler Tudo e todas as coisas desde que soube do lançamento.
    É o tipo de livro que me agrada. Tenho muita curiosidade para conhecer a história de Maddy e saber como termina.
    Gostei de saber que apesar de tudo ela não é uma mocinha triste e desanimada.
    Espero ler em breve, e que leitura me agrade tanto quanto lhe agradou.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  9. Oii Vivianne, como vai?
    Menina que livro mais lindo, com toda ceerteza quero ler desde que houve o lançamento, sua resenha está incrível e só despertou anda mais o meu interesse, adorei as fotos <3
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Oiee,

    A sua resenha ficou ótima e eu já estava louca para ler o livro. Antes não me chamou muita atenção mesmo a capa sendo bonita, mas todos os comentários positivos sobre o livro aumentou a minha curiosidade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Ler um livro em cinco horas é um feito e tanto, hein! Sempre que leio uma resenha sobre esse livro fico comovida com a história de Madeline. Não deve ser fácil ter uma doença como esta. Mas o livro parece ótimo, e o seu entusiasmo só faz aumentar a minha curiosidade.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  12. Oi Viviane, sua linda, tudo bem?
    Você não disse como foi o final, se eles ficam juntos, o que acontece com ela, é claro que você não ria falar, risos... Tem como não gostar deles? Ele é um fofo fazendo de tudo para conversar com ela. Tenho certeza de que irei me apaixonar por ele. Que bom que ela é otimista, pois é difícil imaginar uma vida como a dela, o que nos faz dar valor à saúde. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo