04/09/2018

10 [ RESENHA ] Se não Houver Amanhã

Título: Se não houver amanhã
Autora: Jennifer L. Armentrout
Editora: Universo dos Livros
Estrelas: 4/5
Livro: Cedido pela editora

Lena Wise está sempre ansiosa pelo dia seguinte, especialmente porque está começando o último ano da escola. Ela está decidida a passar o máximo de tempo possível com os amigos, completar as inscrições da faculdade e talvez informar seu melhor amigo de infância, Sebastian, sobre o que realmente sente por ele. Para Lena, o próximo ano vai ser épico — um ano de oportunidades e conveniências. Até que uma escolha, um instante… destrói tudo.Agora Lena não está ansiosa pelo dia seguinte. Não quando o tempo que dedica aos amigos pode nunca mais ser o mesmo. Não quando as inscrições para a faculdade podem ser qualquer coisa, menos viáveis. Não quando há o risco de Sebastian jamais perdoá-la pelo que aconteceu. Pelo que ela permitiu que acontecesse.À medida que sua culpa aumenta, Lena está ciente de que sua única esperança é superar o ocorrido. Mas como é possível seguir em frente quando a existência inteira, tanto dela quanto a de seus amigos, foi transformada? Como seguir em frente quando o amanhã sequer é garantido?
 

Lena Wise é uma adolescente de 17 anos que vive no Estado da Virgínia, especificamente próxima do centro de Clearbrook. Seu sonho é terminar o ensino médio e estudar antropologia na Universidade de Virgínia, pois para ela, havia muitas oportunidades, como trabalhar em investigação forense, em corporações, ser professora e mais. Porém o que ela mais ansiava era trabalhar em museus. Quando não estava na escola, Lena trabalhava como garçonete no Joanna’s- um restaurante antigo, limpo e aconchegante- com o objetivo de abastecer sua poupança para a faculdade, mas ela sempre acabava gastando o seu dinheiro em livros. (Acho que muitos leitores irão se identificar com a Lena haha.)

“Sempre fui uma leitora e li muito, geralmente escolhendo livros com algum tipo de temaromântico e um clássico “felizes para sempre”. Lori costumava tirar sarro de mim sem pararpor causa disso, alegando que eu tinha um gosto cafona para livros, mas eu não ligava. Pelomenos não tinha um gosto pretensioso em matéria de literatura como o dela, e às vezes eu sóqueria… não sei, fugir da vida. Mergulhar de cabeça em um mundo que lidava com questõesda vida real para abrir meus olhos, ou em um mundo que fosse alguma coisa, algocompletamente irreal. Um mundo de feéricos guerreiros e clãs de vampiros à espreita. Queriaexperimentar coisas novas, e sempre, sempre, chegava à última página me sentindo satisfeita.Porque às vezes os finais felizes só existiam nos livros que eu lia.”

 Lena se achava positivamente sem graça, pois na realidade, ela lia mais do que conversava com as pessoas e era obcecada pelo History Channel e por programas como Aliens Antigos. E apesar de ser considerada uma nerd por suas melhores amigas, Abby, Megan e Dary, Lena descobriu que amava jogar vôlei na escola, e embora não fosse tão boa assim, ela se divertia quando estava na quadra. E com muito foco e dedicação, ela teria a chance de ganhar uma bolsa na Universidade de Virgínia.

Contudo, havia coisas em sua vida que ainda a atormentavam e faziam com que ela não visse a hora de deixar para trás e estar logo na faculdade. A primeira delas era seu pai, que não apenas a abandonara quando criança, mas também sua mãe e sua irmã mais velha, Lori, por motivos que ela ainda não entendia. Não importava quanto tempo fazia, pois sempre haveria um vazio em seu coração. Ele ainda mantinha contato com Lori, mas Lena não conseguia se permitir fazer o mesmo. A segunda coisa era a mais importante de todas, e que envolvia o seu melhor amigo e vizinho, Sebastian Harwell, por quem ela era secretamente apaixonada desde os 7 anos, mas infelizmente, ele sempre a tratara como um de seus amigos meninos.

Sebastian era praticamente perfeito, pois além de ser bonito, inteligente, charmoso e divertido, ele também era um ótimo atleta de futebol americano. Mas o que mais importava para Lena, era o fato de ele tê-la ajudado quando seu pai foi embora. Depois desse dia, ele sempre a visitava em sua varanda não importava à hora, eles poderiam ficar conversando por horas, e ele a entendia como ninguém. Os pais de Sebastian nunca se importaram com essas visitas, pois para eles e para o próprio Sebastian, os dois eram e sempre seria como irmão e irmã.

“– Lena. – Sua voz era profunda, mais profunda do que me lembrava, o que era estranho,porque ele tinha ficado fora só um mês. Porém, um mês parecia uma eternidade quando a gente via alguém quase todos os dias da vida e, de repente, não via mais. Tínhamos mantido contato ao longo do verão, trocando mensagens e até mesmo ligando um para o outro algumas vezes, mas não era o mesmo que tê-lo ali. Sebastian me envolveu no seu abraço e me levantou do chão, fazendo meus pés ficarem a alguns centímetros acima do piso, antes de me soltar de novo. Ele abaixou a cabeça. Seu peito se elevou pronunciadamente contra o meu, disparando uma onda de calor por todo o caminho até a ponta dos meus pés. – Você sentiu mesmo a minha falta, hein? – ele disse, seus dedos curvando-se nas mechas molhadas do meu cabelo. Sim. Meu Deus, como senti falta dele. Senti falta demais.– Não. – Minha voz estava abafada contra seu peito. – Só pensei que você era o cara bonitãoque servi esta noite. – Não ligo. – Ele deu risada sobre o topo da minha cabeça. – Não existe nenhum cara bonitão no Joanna’s. – Como você sabe? – Por dois motivos. Primeiro: sou o único cara bonitão que se atreve a colocar um pé que seja naquele lugar, e não estive lá – disse ele. – Uau. Falou a modéstia em pessoa, Sebastian. – Só estou falando a verdade. – Seu tom era leve, provocativo. – E, em segundo lugar, se você achasse que eu era outra pessoa, não continuaria grudada em mim como se fosse velcro. Ele tinha razão.”

Por ser um adolescente muito popular e o corredor estrela no futebol, não demorou muito para que ele chamasse a atenção da garota mais popular da escola, Skylar Welch. O nome já diz tudo rs, e apesar de parecer uma típica patricinha perfeita, ela era genuinamente doce. Sebastian e Skylar se juntaram no Ensino Fundamental e namoraram por todo o Ensino Médio, até se tornaram o Rei e a Rainha dos casais, enquanto Lena tinha que aturá-los juntos sem reclamar. Mas para a sua felicidade, eles terminaram na primavera.

E o que parecia ser uma oportunidade de realmente revelar os seus sentimentos mais profundos guardados há tanto tempo (onde a autora nos apresentaria mais um daqueles romances clichês e ao mesmo tempo fofos), terão que ser postos de lado, pois a história tem uma reviravolta bombástica. Um acontecimento irá mudar a vida da nossa protagonista para sempre.

“O calor atingiu minhas veias, começando na base do crânio e depois me inundando,descendo em cascata pelo meu corpo; logo não havia mais sonhos, nem pensamentos, nemvozes.”

O que fazer quando tudo que você conhecia não é mais o mesmo, quando a sua vontade de viver não importa mais, apenas a culpa e a raiva prevalecem em seu coração? É como se o amanhã não importasse mais, e você se sentisse destruída física e mentalmente. Uma escolha errada pode te definir para sempre? Só lendo para descobrir!

Esse livro foi a minha primeira experiência com a escrita da Jennifer L. Armentrout e eu ameei. O enredo é bem envolvente e é perceptível o trabalho que a autora teve na construção de cada personagem. Além do romance, o livro possui uma carga dramática bem intensa e por ser narrado em primeira pessoa, era como se todos os sentimentos da Lena estivessem sendo passados para mim, foi bem angustiante em alguns momentos e eu tive que interromper a leitura um pouquinho haha. Mas também há momentos bem divertidos, quando a Lena está com suas melhores amigas e também com o Sebastian.

Eu realmente ameei a amizade desses dois, eles são tão fofos juntos e é praticamente impossível não shippá-los haha. É uma história muito bonita sobre amizade, amor e escolhas que fazemos em nossa vida, sejam elas boas ou ruins, devemos enfrentá-las. Eu queria poder contar mais sobre esse acontecimento, mas seria spoiler, vocês precisam ler!! O final foi do jeito que eu imaginava, lindo e emocionante. Não encontrei nenhum erro de ortografia e a diagramação está muito bonita. Vale a pena conferir!             
    

10 comentários via Blogger
comentários via Facebook

10 comentários:

  1. Olá, gostei bastante da sua resenha, a história realmente parece ser bem gostosa de ler ( mesmo com as reviravoltas que citou que acontece na vida na protagonista) , porém, ultimamente histórias que acontecem grandes reviravoltas na vida dos protagonistas principais da história me chamam bastante atenção e também a curiosidade de ler ele imediatamente.
    Me identifiquei muito com a protagonista, na parte em que ela gasta todo o seu dinheiro com livros, pois confesso que se tivesse bastante dinheiro, faria o mesmo que ela haha.
    Ótimo post ☺

    ResponderExcluir
  2. Estou para receber esse livro. Ainda não o li. Eu curto a escrita da autora, mas amigas que conhecem meu gosto disseram para não esperar muito desse livro em especial. Ainda assim, ansiosa para que ele chegue e eu possa conferir logo.
    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro livros narrados em primeira pessoa justamente por isso, a carga emocional as vezes é tão forte, pesa tanto, que a gente precisa parar um pouquinho, absorver tudo pra poder seguir com a leitura. Quando a autora consegue fazer isso, poxa, é sucesso na certa! Não conhecia a obra mas ja anotei a dica, consciente de que vou me emocionar bastante.

    ResponderExcluir
  4. Oiii Jenny

    Eu ja li alguns livros da Armentrout, ja li romance, suspense e fantasia dela e ela arrasa em todos, a escrita é tão fluída e envolvente né? Ainda não li Se não houver amanhã, me passaa sensação de ser um livro super dramático... e eu confesso que fujo de leituras com muita carga assim. Quem sabe futuramente quando estiver com vontade de me envolver assim em um romance eu me arrisque na leitura dele, sendo da Jennifer é quase certo que irei sofrer mas irei gostar da história tb.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Eu só li um livro da autora até hoje e amei, li todinho em uma madrugada só kkk realmente a escrita dela faz isso com a gente, é bem envolvente. Fiquei curiosa pra conhecer essa obra e shippar o casal também!

    ResponderExcluir
  6. Olá não conhecia muito bem o livro, adorei sua resenha cheia de detalhes, adorei saber que o livro aborda assuntos como amizade, amor e nossas escolhas, acredito que a escrita está bem ligada a realidade e isso é muito bom em um livro, beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá Jenny,
    Terminei esse livro por esses dias e, assim como você, gostei muito da história e achei o desenvolvimento dela bem interessante, mas acho que o fato de a Lena se achar tão sem graça e se fechar tanto foi algo que não me agradou muito, sabe?
    No mais, é uma leitura recomendável e que aborda assuntos interessantes e que precisam ser discutidos.
    Adorei conhecer suas impressões.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Eu adorei esse livro também. Ao contrário de você, eu já tinha lido outros livros da autora, então, já conhecia a escrita dela. Porém, não me decepcionei em nenhuma das vezes. Aliás, esse livro acabou sendo uma surpresa para mim, pois eu não imaginava que ele falaria de um assunto tão sério. Confesso que, a princípio, pensei que seria uma leitura mais leve e fiquei muito surpresa por ter uma carga dramática mais pesada.
    De qualquer forma, foi uma leitura muito boa e fico feliz que você tenha gostado também. Espero que você leia outros livros dela também, pois todos que li até hoje foram muito bons.
    Adorei ler sua resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Ah eu só vejo comentários positivos para a obra, e por isso minha ansiedade em lé-lo cresce mais e mais. Acho a temática da emoção mistura com amor e amizade bem minha praia, por isso tenho grandes expectativas. Após ler sua resenha fico mais impactada ainda. Ótimas palavras e com certeza dica anotada <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Fiquei bastante curiosa agora em saber como um romance fofo pode se transformar com essa riviravolta de 360 graus......sua resenha só me atiçou hahah.
    Bom saber, vejo esse livro nas redes sociais mas nunca parei pra saber mais sobre a história por medo de gostar e colocar mais um na minha lista, que está tipo ao infinito e além, mas agora não tive pra onde fugir, já coloquei na lista.
    Espero gostar tanto assim como você gostou.
    Bjus

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ 2018 - Todos os direitos reservados ♥ imagem-logo