07/08/2017

[ RESENHA ] Devaneio

Título: Devaneio
Autor: Augusto De Brito
Editora: Publicação Independente
Páginas: 669
Estrelas: 5/5
Livro: Cortesia do autor - pdf
Não se sabe como ou em que circunstâncias aquele homem havia chegado até a praia, as roupas molhadas sugeriam que ele poderia ter vindo do mar. Atordoado ele despertou confuso. Não sabia quem era, de onde vinha, nem porque estava ali, só tinha uma certeza, uma missão, algo que o chamava fortemente e que guiaria seu caminho em busca de respostas. Em busca de clareza. Munido apenas de três fotos em seu bolso, e sem saber que o mundo em que despertara estava sendo tomado pela escuridão e terror, criados por uma entidade sombria, será ele capaz de encontrar as respostas que procura? E qual seria sua ligação com essa entidade e a destruição que ela vinha causando? Uma narrativa não linear, que flui sutilmente através da visão e lembranças de diferentes personagens, permitindo ao leitor compreender os diferentes processos de formação de cada um, sendo impossível não se apegar aos diferentes núcleos da história. Devaneio possui um enredo de ação, alimentado por criaturas fantásticas, malignas e humanas, que interagem em relações que vão muito além do “bem contra o mal”, passando pelas esferas, conceitos e questionamentos que envolvem a imaginação, fé, crenças e religião.
 


A história começa na Praia Vermelha na Cidade de Furnas, Quarta-feira do dia 4 de Junho. Noite de maré alta, um homem que se encontrava desacordado e com a respiração fraca é despertado por um cão Fila que estava passando pelo local. Assustado, zonzo e com as roupas encharcadas, ele anda cambaleando até a orla, tentando se lembrar de como fora parar ali, mas não conseguia encontrar nada em sua memória. Suas roupas não pareciam do tipo que alguém usaria para velejar. O luar instigava algo em sua memória que ele não sabia o que era. Sentindo algo em seu bolso direito, ele encontra três fotos molhadas. Numa delas ele se via com as mesmas roupas que estava naquele momento e com uma mulher que parecia ser sua esposa, pela posição que os dois estavam na foto, na segunda havia uma menina que aparentava ter uns 10 anos numa cama de hospital, e na terceira foto a menina estava junto da mulher da primeira foto com um chapéu de aniversário. E ao aproximar as fotos dos olhos, uma forte dor lateja em sua cabeça, adicionada a golpes violentos no estômago e com o corpo em brasas por dentro, ele não consegue mais aguentar e grita de dor.

Dennis, um homem rico e esnobe, e Rebeca, uma prostituta, estavam dentro de um V8 estacionado perto da praia quando escutam o grito do homem. Não dando atenção ao som, Dennis tenta voltar a fazer sexo com Rebeca, que preocupada, ela tenta convencê-lo a ajudar, mas ele se torna violento e agressivo. Começando a machucá-la quando o homem da praia surge, dando um murro muito forte em Dennis. Além da sua voz ser fria e robótica, o homem também tinha uma incrível força, fazendo com que o pulso de Dennis quebre e dando um soco muito forte no meio do maxilar a ponto de fazê-lo cuspir sangue. Com o olhar de desprezo e nojo para Denis, o homem pega as chaves do carro e sua jaqueta, e entra no carro. Depois de descobrir onde estava e que dia era, ele dá a partida, levando o cachorro junto. Apesar da tranquilidade robótica, ele consegue tranquilizar Rebeca. Depois de estacionar o carro numa boate, onde Rebeca trabalhava, ele fica confuso quando ela lhe pergunta o seu nome. Pois ele não conseguia lembrar, então ele adere ao nome Neva, sendo o primeiro nome que vê no chaveiro da ignição. Achando estranho, mas não dizendo nada, Rebeca lhe dá um beijo antes que ele reagisse e vai embora.

Sem dinheiro e não tendo documentos, Neva não fazia ideia de onde estava ou quem eram as pessoas da foto. Então, ele resolve dirigir sem prestar atenção por onde passava, como se seu cérebro estivesse no piloto automático. Até que passando por uma vizinhança de pequenos prédios, ele vê uma mulher, que se chamava Liz, andando apressadamente na calçada, ele tenta pedir informação, mas ela o ignora e entra num beco. Depois do carro morrer, Neva ouve Liz gritando e corre para ajudá-la. Ela estava sendo assaltada, mas ela rapidamente consegue se livrar da situação, usando um Taser e disparando um belo choque no peito do assaltante. Contudo, Neva estava parado na frente dela e acaba levando um choque também.

“Quando se virou para voltar ao beco e fugir, deu de cara com um homem e assustou-se, disparando uma descarga elétrica bem no meio da fronte dele. Neva caiu para trás como se um remo acabasse de golpeá-lo no meio da testa, bateu a cabeça na quina de uma lixeira quadrada de metal, tombando para o lado, desacordado. A mulher viu o corpo caído no chão, ficando ainda mais assustada do que estava. –Porra, o que foi que eu fiz? Preocupada, ela foi para perto do homem inconsciente.”

Percebendo que ele não era um assaltante, Liz pede ajuda a Vart, seu amigo que tinha uma oficina, para ajudá-la a carregar Neva até a casa dela. Pois ele estava desmaiado e com a nuca sangrando por ter batido a cabeça na lixeira.

A história muda para o dia 3 de Junho, um dia antes do aparecimento de Neva. Em uma região agrícola, numa pequena fazenda abandonada, um sobrado antigo e destruído estava sendo envolvido por um pequeno tornado que se formava. Assim como uma escuridão que rapidamente toma conta do céu, parecia algo sobrenatural. Até que ela se dissipa, e a figura negra se transforma num ser humanoide, sua forma agora, era semelhante a de um humano, exceto pelo rosto sem expressão e os olhos que variavam do roxo para o azul. Parado diante da casa em ruínas, ele começa a se lembrar dos acontecimentos relacionados aos cômodos da casa, todos cercados de crueldade e sofrimento. Um local de dor e que agora cheirava a morte.  Ele nascera ali e agora estava a procura do seu criador, um garoto chamado Eric. Havia algo que justificava a sua existência e sua presença na Terra. Precisava encontrar esse garoto. Tudo que ele tocava lhe dava informações. Pois, ele se alimentava da energia negativa, da escuridão e dos pesadelos do garoto.

“Amplificados pela sua essência, a dor, o medo, a agonia, o desespero, tudo de que ele era feito multiplicava-se exponencialmente. Par ele essa sensação era maravilhosa, chegaria a ser sublime, se sublime fosse um termo que pudesse ser aplicado às coisas de onde ele vinha. Permaneceu parado em regozijo naquele momento, relembrando e sentindo cada segundo da vida arruinada que o criou.”

Se transformando numa criatura sombria e sinistra outra vez, o Errante Soturno como era chamado, vai em direção a uma Instituição de Correção para menores, na cidade de Serra Braúna, o último local em que Eric fora visto. O Errante tinha uma conexão com a mente do seu criador e bastava apenas que ele dormisse para que os pesadelos viessem e ele conseguisse localizá-lo, contudo, ele não estava tendo sucesso. Por isso, como a sua essência era se alimentar de medo e violência, ele usa uma névoa que colocava as pessoas da cidade em transe profundo e pavoroso. Através do pesadelo das pessoas, a criatura começa a adquirir informações para encontrar Eric. Mas por conta desse acontecimento, ele é descoberto cedo demais, e um caos começa a se instalar pela cidade. O exercito é chamado para detê-lo, mas infelizmente, a criatura consegue escapar e com o único objetivo de encontrar o garoto, pois quando o fizesse; ele seria invencível.

A aparição da sombra surge em todos os noticiários, e depois de ser ajudado por Liz e Vart, Neva decide encontrar as pessoas da foto, mas por algum motivo, ao avistar a sombra na TV. Neva sente algo estanho e familiar, como se os dois estivessem conectados.

Dizem que as crianças possuem uma grande imaginação, principalmente quando sonham, mas que rapidamente, ela começa a diminuir quando se tornam adultas e as preocupações relacionadas à vida tornam a mente mais realista e tudo que elas acreditavam no passado deixa de existir. Mas e quanto aos pesadelos, dizem que ás vezes, eles são tão reais que se tornam fixos em nossa mente, a ponto de ficar difícil de esquecê-los. O quão poderosa é a nossa mente? Você consegue imaginar?

“O medo. Essa era uma sensação que o garoto conhecia profundamente bem, e praticamente de todas as maneiras possíveis. Mas o que estava sentindo dessa vez era pior que a soma de todos eles.”

Uma história brilhante, assustadora em alguns momentos, até mesmo bizarra, emocionante, surpreendente, incrível e que possui muitos outros adjetivos que despertaram em mim um pouco de medo, aflição, algumas risadas e me deixou fascinada e viciada por essa maravilhosa obra. Gente, não consigo explicar o quão incrível é esse livro, vocês têm que ler! Mas confesso que não é para qualquer um, porque também tem uma carga de drama e horror muito grande. Mas para mim valeu muito a pena, e eu espero adquirir esse livro na versão física um dia, porque eu com certeza vou querer ele na minha estante para reler quando eu quiser haha.

A escrita é feita em terceira pessoa, por isso podemos ler pela perspectiva de todos os personagens da história. Não encontrei nenhum erro na ortografia. O final foi sensacional e com certeza daria um ótimo filme de fantasia haha, com os autores, e o roteiro certo, é claro! Com personagens incríveis e muito bem escritos, e um vilão surpreendente e assustador que eu nunca mais irei esquecer. Levou um tempo até eu entender toda a trama, pois quando eu pensava que já tinha entendido tudo, o autor vinha com uma nova revelação e apagava todas as minhas teorias haha. Eu particularmente adoro livros assim, que possuem uma história complexa e muitas reviravoltas que nos surpreendem do início ao fim.

Sem deixar de mencionar essa capa, que eu achei simplesmente genial e retratou muito bem o Errante Soturno, essa sombra sinistra que trará um mundo de caos e medo para a humanidade. E uma playlist maravilhosa que eu não me segurei e ouvi durante toda a leitura. Espero ter conseguido despertar a curiosidade de vocês, pois é um livro maravilhoso e que merece ser lido por todos aqueles que adoram o gênero fantasia e que têm coragem de se aventurar nessa história maravilhosa inesquecível!
  
  

16 comentários:

  1. Oiii Jennifer tudo bem?
    Essa deve realmente ser uma leitura bem agradavel a aterrorizante, pena que é apenas em pdf e isso estou a fugir mesmo, gostei de saber a sua opinião, mas espero sair em físico, sei que vai fazer sucesso.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Morgs! Com certeza haha. Pois é, eu também gostaria de ter ele em físico, vale muito a pena. Obrigada, leia simm. Bjss!

      Excluir
  2. Heiii, tudo bem?
    Uau, fiquei eufórica so de ler a resenha e queria mais saber dessa história.
    Adorei o suspense e tudo mais, gosto mto de narrativas assim que nao entregam tudo de uma vez e vai tecendo uma trama aos poucos.
    Adorei a capa tb como vc, achei sombria e combina com a história.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Suzzy! Fico feliz que tenha gostado. Simm, ele te dá a maior aflição e ao mesmo tempo te instiga a ler até o final. Concordo, ficou incrível! Bjss!

      Excluir
  3. Fiquei bem curiosa e com medo... e depois do que vc falou da capa fiquei imaginando o bicho! hahahaha! Vou anotar a dica! Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luisa! Hahaha, pois é o errante dá um pouco de medo mesmo. Te entendo totalmente. Anota sim, bjss!

      Excluir
  4. Oi, Jennifer
    O que despertaria minha curiosa para ler esse livro é sua resenha super positiva e empolgada. Deve ser mesmo um ótimo livro. Mas confesso que sou medrosa para tramas que contenham muito horror haha Quem sabe um dia me anime.


    Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Letícia! Aaah obrigada <3. É simm, pois é, tem uns momentos que dão um pouco de medo haha, mas possui mais fantasia do que horror mesmo. Espero que goste. Bjss!

      Excluir
  5. Olá
    Eu sou muito fã de livros nessa pegada e sem dúvidas depois de ver as cinco estrelas fiquei super animado para ler a resenha. Confesso que ela me deixou mais curioso do que eu já estava kkk. Adorei de mais. Espero ter a chance de ler ele, apesar de ter medo pelo tamanho que o mesmo tem kk
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Manoel! Aah então você vai amar essa história, foram cinco estrelas muito bem merecidas haha. Fico feliz que tenha gostado! Haha Leia simm, espero que goste tanto quanto eu. Bjss!

      Excluir
  6. Primeiramente, UAU! QUE CAPA É ESSA?!!!!
    Lendo sua resenha, a história parece interessantíssima, daquelas que prendem o leitor por seus mistérios. Sendo tão boa como você diz, tomara que logo ela faça muito sucesso. Eu já quero ler, mesmo não sendo muito fã do gênero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa capa ficou sensacional mesmo haha! Nossa, você não faz ideia. É muito boa mesmo. Também espero e já estou ansiosa para que lancem logo em físico. Leia sim, bjss!

      Excluir
  7. Olá Jennifer! Nossa, enquanto lia já estava imaginando toda a cena na minha mente! Fiquei super curiosa para conhecer toda a história! Fiquei curiosa para saber quem é Neva e essa criatura do mal que surgiu na história! Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oii Jennifer, tudo bem? Amei sua resenha, super completa. É a primeira que leio sobre o livro e já fiquei curiosa para conferir também a leitura, pois adoro reviravoltas e suspenses. A premissa é bem empolgante. Espero ter a oportunidade de conferir também :D
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Não conhecia o livro, mas não me chamou a atenção, quem sabe em outro momento... Parabéns por mais um resenha super bem escrita!

    ResponderExcluir
  10. Oiii!

    EU não conhecia o livro, mas gostei bastante da sua resenha. Mesmo com a demora para se conectar com o enredo, o autor parece ter conseguido te fisgar. Gostei da sua resenha, bem escrita e muito envolvente! Espero ler em breve!

    Beijinhos

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo