18/04/2016

[ RESENHA ] A Jovem Alessia

Titulo: A Jovem Alessia
Autora: Louise Bennet
Editora: Independente
Páginas: 308
Estrelas: 2/5
Livro: Cedido pela autora - pdf
França, século XVIII. Alessia é uma jovem simples e inocente, que vive numa fazenda vinícola com o pai, um conde amargurado que não tem carinho pela filha. Convidada pela princesa Anna, Alessia vai passar uma temporada na corte do rei Henri, seu padrinho, e lá se apaixona pelo jovem capitão Marcus de Lanpré, principal oficial da guarda real e braço direito do rei. Sofrendo por um amor impossível, já que era nobre e Marcus, um plebeu, Alessia enfrentará muitos obstáculos. Há lutas de espadas, festas, bailes, guerras, intrigas e um final inesperado! A descoberta do amor e do sexo, a vida conjugal e o valor das amizades, em meio a conflitos pessoais e familiares, recheiam este romance. Embora os muitos diálogos utilizem as formas verbais da segunda pessoa para dar um toque de época, o livro é fácil de ler, apresentando uma narrativa rápida.
O livro foi escrito com inspiração em antigos e consagrados romances juvenis da literatura internacional, tais como: “O Conde de Monte Cristo”, “Mulherzinhas”, “Ivanhoé”, etc., mas traz seguramente a marca da modernidade. As situações retratadas no livro não descrevem nenhum trecho da verdadeira história da França ou das famílias reais que lá viveram. No entanto, os detalhes históricos, principalmente sobre sucessão monárquica, sobre história dos costumes e outros de maior relevância, foram minuciosamente pesquisados com o intuito de dar veracidade à história. 


O livro trata-se da vida de Alessia, uma nobre francesa que vive em uma fazenda, La Vignette, juntamente com o pai, Conde Dunchamp, que a despreza por ser o motivo da morte de sua amada esposa, ao dar a luz á filha. Alessia é uma jovem simples e humilde e, apesar de sofrer tanto com a indiferença do pai e a negação do mesmo em dá-la uma educação decente, ainda continua bondosa e sorridente. Ao ir ao mercado, juntamente com sua criada, Emilie, Alessia encontra-se pela primeira vez com Marcus de Lanpré, um guarda real do Rei Henri, seu padrinho, que está junto com o seu melhor amigo, Louis. Assustada com os novos sentimentos que florescem ao vê-lo e com a sua súbita aproximação, Alessia se põe a correr de seu encontro, deixando-o confuso.

"Mas Alessia nem mesmo escutou os detalhes sobre o moço de cabelos loiros. Ela observava o rapaz de cabelos pretos, perguntando-se a todo instante de onde achava que o conhecia. Era certo que pouquíssimas vezes estivera na cidade, quanto mais no palácio. Tinha vindo ao mercado pela primeira vez naquele dia somente após muita insistência de Emilie para que saísse um pouco da fazenda. A vida de Alessia era simples, ela não participava dos eventos da corte, ficava o dia todo em casa bordando e cuidando dos animais de estimação que adorava" Capítulo I, página 6.

Com o aniversário de sua única e melhor amiga, a princesa Anna, Alessia é permitida a comparecer e permanecer uma temporada no castelo. Sabendo que a bela moça que avisou no mercado irá visitar a princesa, Marcus planeja tudo para que ele possa se aproximar da bela moça. E é nessa estadia no castelo que Alessia sai de sua zona de conforto e aprende a tomar riscos e como a vida na corte funciona, presenciando várias dificuldades para finalmente ter a vida que sempre desejou.

"- Eu te amo, Alessia, desde que te vi pela primeira vez! A cada dia te amo mais. Talvez não seja merecedor de teu amor, mas peço que...Alessia não o deixou terminar de falar.
- Também te amo, Marcus! Apesar de tudo o que me disseram contra ti, meu coração sabia que era mentira. Soube, desde o primeiro instante em que te vi, que serias o amor da minha vida." - Capítulo 8, página 68.

A trama é dividida em duas partes. A primeira trata-se do desenvolvimento do romance entre Alessia e Marcus, como se apaixonaram e se aproximaram cada vez mais. Já a segunda trata-se da vida do casal e de segredos inicialmente abordados na primeira parte que agora são revelados.

Sinceramente, eu não gostei do livro. Por mais que seja apaixonada pelo charme de uma França no século XVIII, com bailes, vestidos belíssimos, realeza e a linguagem tão cortês, nada disso adiantou para que tivesse muita dificuldade em continuar a leitura. O livro é extremamente clichê. Soube desde o primeiro capítulo como a história se desenvolveria e não estava errada. Minha surpresa, no entanto, foi saber que haveria uma segunda parte.
Fiquei curiosa no que mais teria para ser relatado. A maior parte dos problemas estava resolvida e havia um final feliz. O que mais poderia ter para escrever?

O que salvou no livro foi essa parte dois. Por mais que eu tenha preferido ela a anterior, ainda não gostei do livro. Não sei se o problema sou eu que fiquei esgotada de romance clichê ou se foi o livro que, a cada respiração dos protagonistas saía arco íris, mas fiquei extremamente sem paciência por todo blábláblá romântico.


" “Apenas uma flor para uma flor, para alegrar teu dia, do mesmo modo como alegraste minha noite ontem.” E estava assinado: M.L." Capítulo 8, página 55.


Eu entendi o que a autora quis fazer no livro. Ela quis fazer um romance com obstáculos, segredos e vários problemas a serem enfrentados para provar que o amor vence tudo. A mensagem do que ela quis passar, ficou muito clara. Meu problema com isso foi a forma que ela colocou no papel. O românce entre Alessia e Marcus foi muito rápido, algumas ações em relação ao amado foi irrealísta e foi isso que quase acabou não me dando forças para finalizar a leitura.
Como deve ter ficado óbvio os protagonistas não foram os meus personagens favoritos, principalmente pelo fato deles serem perfeitos demais. Isso sempre me incomoda. Gosto de personagens que, apesar de lutarem por uma boa causa ou de terem dado o melhor devido a sua condição pessoal, ainda cometem erros e tenham defeitos visíveis.

Nessa nota, quem eu realmente gostei, foi a princesa Anna, filha do Rei Henri. Uma personagem aventurosa e cheia de segredos foi o que me agradou mais no livro inteiro. Diferentemente de Alessia, Anna gosta da vida animada da corte, é cheia de vida e com uma personalidade forte. Foram seus segredos e suas aventuras que realmente deram ao livro um ar de algo a mais á jovem Alessia. Minha curiosidade de descobrir que aventuras eram essas que ela se encontrava foi o que ajudou a seguir a leitura mais rapidamente.

Outro ponto positivo do livro foi a forma que a autora descreveu os locais com precisão. Gostei de saber as condições da época, como o palácio era descrito, assim como a vila e a fazenda que Alessia morava. Senti que estava presente naqueles locais com a precisão que eram descritos.


"– Há uma coisa que quero te dar – disse Marcus, colocando nas mãos de Alessia uma joia. Era uma grossa corrente de ouro e um pingente com uma grande safira incrustada. – É lembrança muitíssimo prezada deixada pela minha mãe – explicou. – Peço que a aceites como prova de meu amor. Quando puder, enfim, tomar-te em casamento, serás a Condessa de Lanpré e usarás o adorno para minha alegria." Capítulo 11, página 89.

A capa do livro não foi uma coisa que me chamou muito a atenção, para ser honesta. Tudo que me fez lembrar foi uma versão das capas de livros com o modelo Fabio Lanzoni, só que menos dramáticas. Se eu estivesse em uma livraria e visse tal livro, passaria reto.

A escrita da autora também me agradou. Fiquei surpreendida que ela escolheu usar a linguagem da época para fazer jus ao gênero de romance de época, algo que sempre achei bonito. E, por mais que acharia que isso complicaria a leitura, me enganei, só a fez fluir com mais facilidade. 

Por fim, preciso dizer que recomendaria esse livro apenas para quem tenho completa certeza gostar do gênero doce.

38 comentários:

  1. Oi Fernanda, que pena que o livro não te envolveu e nem o charme da França te fez curtir a história. Eu ainda não conhecia a obra e confesso que desanimei depois de ler suas considerações.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ivi!
      Pois é, não gostei da história, mas essa é a minha opinião, se realmente estiver curiosa, leia-o e veja o que acha e depois me conta, ok?
      Beijos!

      Excluir
  2. Não conhecia esse livro, mas já me chamou a atenção só por ser um romance de época, já que é um dos meus gêneros favoritos de leitura. Fiquei curiosa sobre a narrativa e de como a autora usou o estilo da época no texto. Devo confessar que a capa não me chama muito a atenção também, mas acho que leria ao ler a sinopse. Pena que para você a leitura não se tornou tão proveitosa.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Eu amo romance de época também, meu livro favorito é Belle da Lesley Pearse. É fabuloso!
      Dá uma lida sim e me conta o que achou. Eu não gostei e foi o que escrevi, mas talvez você goste!
      Beijos!

      Excluir
  3. Olá Fê,
    Sua resenha está muito boa, e eu também passaria reto deste livro. Gosto de personagens fortes com garra, determinação, mas que também tropeçam e caem. Gostei da forma que destacou a descrição dos locais, alias, isso é uma coisa que prezo muito, todos aqueles detalhes que fazem um livro, ser livro.

    Parabéns pela escrita!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isaac!
      Muito obrigada, de verdade.
      Eu amo personagens que tem mil e um lados, que dê para explorá-los de diversas formas, pena que Alessia não foi dessa forma para mim.
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi, flor.

    Não conhecia esse livro, mas mesmo lendo a sinopse e sua resenha, o livro não me conquistou. Ainda mais que voce disse que a trama é extremamente doce e clichê. Nossa!! Eu gosto do clichê na medida do possível, mas não me aventuraria nessa obra.
    Apesar disso, vejo que você gostou da escrita da autora e a forma como a autora descreveu os locais.

    Beijos!
    www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marina!
      Pois é, isso sempre divite muitas opiniões. Há pessoas que irão amá-lo com toda força e pessoas que pensam exatamente o oposto. Mas tente ler, vai que você gosta, afinal?
      Eu também adoro clichê, sou uma fã de Nicholas Sparks roxa, mas enquanto ele apresenta algumas coisas bem reais e concretas, esse livro foi um pouco idealizado demais.
      Ah sim, a autora escreve muito bem. Foi só a história que não me conquistou.
      Mas se der vontade de ler, leia. Essa é só a minha opinião!
      Beijos!

      Excluir
  5. Hello!
    Então... não sou muito fã de romances, e certamente não gostaria da leitura, assim como você. Ainda mais por ser previsível. Gosto de histórias que me surpreendam :)
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Michelle!
      Eu também adoro histórias com surpresas no final Fico dias processando o que aconteceu quando acabo o livro e adoro aquela sensação de "meu Deus, como assim?".
      Beijos!

      Excluir
  6. *--*

    Adoro esse tipo de romance e inclusive estou com esse para estar lendo. Mesmo as criticas que tu fez creio que tenha sido o momento que você leu que não ajudou, talvez em outra época pudesse ter curtido muito mais. De qualquer forma estou doida para estar lendo o livro e espero curtir.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Stefani!
      Leia sim, vai que você gosta. Nunca se sabe, certo?
      Não creio que seja o momento que eu li, o livro realmente não me agradou e foi o que resenhei. Mas essa foi a minha opinião sobre ele, você e outras pessoas podem achar diferentes opiniões e tudo bem. Afinal, se todos gostassem da mesma coisa, qual seria o ponto de um blog literário, certo?
      Mas sim, leia e depois me fale o que achou. Espero que aproveite!
      Beijos :)

      Excluir
  7. Embora eu acredite que nasci no tempo certo, gosto muito dessas narrativas de época. A forma como eles se relacionavam e as artimanhas de um homem para se aproximar de uma moça são coisas que me divertem bastante. A capa, realmente, não está das melhores. Passa-me uma impressão de artificialidade.

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Concordo, imagine viver naquela sociedade totalmente conservadora? Jesus! Apesar de eu ter um grande tombo pelas roupas, bailes, cortesia...
      Eu amo romance de época também, meu livro favorito é Belle da Lesley Pearse. Não é exatamente de época, se passa em 1910, mas é uma sociedade diferente da nossa e isso me encanta muito.
      Realmente, o que disse da capa foi a mais pura honestidade. Concordo com você, deu uma impressão de artificialidade, mas ai vai de gosto de cada um, não?
      Beijos!

      Excluir
  8. Olá Fernanda,
    Adoro livros doces e melados e acho que gostaria dessa leitura apesar dos pesares.
    Consigo entender os motivos que te desagradaram e acho que esse livro fará isso com muitas pessoas, mas via de gosto. Não sei se os protagonistas me agradariam, pois esse excesso de perfeição é irritante.
    Enfim, acho que é um livro ambíguo que precisa ser lido para formar opiniões.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruna!
      Que bom que você gosta, dá uma lida no livro e depois me conta o que achou. Adoraria ver sua opinião.
      Exatamente, isso é via de gosto. Amo clichês, mas esse foi demais para mim, entende?
      Beijos!

      Excluir
  9. Oi Fernanda, tudo bem?
    A capa desse livro realmente não é das mais atraentes, mas confesso que o fato de se passar na França, em um castelo e em outra época me deixaram um pouco curiosa com esse livro.
    Eu entendo bastante o motivo de você não ter gostado desse livro! Apesar de eu amar romances de época, não tenho muita paciência para histórias muito doces, onde todos são perfeitos e a vida é um paraíso.
    Assim como você prefiro personagens mais reais! Que são bons, mas que tem seus segredos, seus problemas e tudo mais.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maiara!
      Foi exatamente o motivo de eu ter pego esse livro para ler. França. Castelos. Bailes. Vestidos lindos. Apesar de ser uma sociedade totalmente de mente fechada, essas coisas aquecem meu coração!
      Sim, quando me deparo com algo monótono, questiono o motivo do autor ter escrito o livro. Gosto de acontecimentos polêmicos (o que há em uma certa parte do livro), de aventura e a dose certa de romance.
      Beijos!

      Excluir
  10. Oi, tudo bom?
    Acho que esse livro não foi feito para mim, não sou dã desses romances água com açúcar e como você disse que esse é melado, não é mesmo para mim. Apesar disso gostei de ver os pontos positivos sendo ressaltados na sua resenha. É um livro que deve ter opiniões bem divididas. Mas dessa vez não me conquistou mesmo.

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Roberta, tudo ótimo e você?
      Concordo, há pessoas que vão amar e pessoas que vão odiar o livro. Mas é questão de gosto. O livro não deu certo para mim, mas quem sabe de para você ou para alguma outra pessoa?
      Beijos!

      Excluir
  11. Oiee ^^
    Ai Meu Deus, e essa nota? *-* Eu estava doida para ler esse livro, pois adoro romances de época, mas já desanimei antes mesmo de ler a sua resenha, por conta das duas estrelinhas. É uma pena que seja tãão clichê e romantizado demais (meloso, acredito eu), eu também não gosto quando os personagens são perfeitos demais e/ou se apaixonam rapidamente, me parece tão forçado *-* É uma pena mesmo *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dryh!
      Eu sei, a nota está bem baixa, mas foi como me senti em relação ao livro!
      Não desanime não, lembre que essa foi a minha opinião sobre a leitura, você pode achar totalmente ao contrário.
      Dá uma lida, se realmente ver que não gostar, pare, mas tente. Depois me conta o que achou!
      Beijos!

      Excluir
  12. Oiii!!!
    Acredito que sinceridade é tudo e fiqhei muuuitk feliz ao ler sua resenha.
    Eu também adoro o estilo do livro, mas fico chateada quando os autores forçam a história para algo que não vai acontecer sabe? Já passei a dica é infelizmente não lerei.

    Gostei bastante da resenha e da sua sinceridade, Continue assim.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!!
      Sim, acredito que devo me manter fiél à minha opinião. Mesmo se arrangem confusão ou briga. Que bom que ficou feliz com a minha resenha!
      Pois é, isso me deixa chateada também, mas não há nada que posso fazer.
      Muito obrigada pelo seu comentário!
      Beijos.

      Excluir
  13. Ah, que pena que o desenvolvimento deixa a desejar. Adoro um romance de época, mas tudo tem que ser convincente, senão o enredo não funciona, e claro se os protagonistas não cumprem sua função, minha leitura fica totalmente comprometida.
    Esse lance do casal que se apaixona rápido demais também não me convence, eu não gosto quando isso acontece num livro, fica muito artificial e não dá pra engolir.
    Pelo menos teve uma segunda parte pra que deu pra salvar alguma coisa né.
    Diante de tantas ressalvas, só me resta agradecer pela sinceridade e dizer que essa dica eu dispenso.

    Beijos.
    Leituras da Paty


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paty!
      Pois é, não é o primeiro livro que resenho que tem um romance rápido demais. Fico imaginando tal coisa na vida real. Nunca que eu ia olhar para um estranho, me apaixonar perdidamente por ele e não haver uma construção de relação.
      A segunda parte ficou bem mais interessante pelos segredos que a Princesa Anna guardava, não pelos acontecimentos com o casal, para ser sincera.
      Por nada, flôr!
      Beijos

      Excluir
  14. Ola Fernanda eu adoro romances de época mas acredito que todo romance tem que ter doses exatas para não cansar o leitor, doses exata de romance para não ficar meloso demais, segredos bem estruturados. Eu adoro um bom clichê desde que bem escrito e sem exageros, essa dose em demasia de romance e sua nota me deixou com pé atrás com relação ao livro. Vou deixar para ler em outro momento. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joyce!
      Gosto de coisas que dê para se basear na realidade. Por mais que seja ficção, por mais que queira representar o amor verdadeiro, tudo se faz em seu devido tempo.
      Sendo uma fã de carteirinha de Nicholas Sparks, posso dizer que clichê é algo que adoro ler. Mas não a esse ponto.
      Se resolver ler, me conta o que achou!
      Beijos :)

      Excluir
  15. Histórias que se passam na França realmente me encanta. Uma pena esse livro não ter te agradado e para ser sincera por mais que eu ame romances, até mesmo os clichês, não sei se gostaria tanto pelo mesmo motivo que o seu, quanto aos personagens serem "perfeitos demais". A capa também não é muito chamativa, mas com certeza é uma boa leitura para quem curte romances de época.
    Beijos!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isa!
      Pois é, foi o que mais me chamou a atenção foi a França. Mas fiquei tão chateada quando vi que o livro não era nada daquilo que eu esperava...:/
      Tenta dar uma lida pra ver se você gosta... Mas se você realmente não gosta de personagens clichês e romance muito clichê, realmente é melhor nem ler.
      Beijos!

      Excluir
  16. Oii, tudo bem?
    É uma pena que o livro não tenha lhe agradado, é realmente chato quando os livros puxam para o clichê e quase nenhum personagem se salva. Eu não gosto de romances de época, e acredito que realmente não iria gostar desse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gi, tudo ótimo e você?
      Pois é, também fiquei chateada, mas fazer o que né? Tive que ser honesta na resenha...
      Bem, esse livro realmente não é pra você então haha...
      Beijos!

      Excluir
  17. Oi Fê,
    Ainda não conhecia esse livro, mas o fato de ter como plano de fundo a França histórica, me chamou a atenção. Apesar de não ter lhe agradado tanto, daria uma chance ao livro para formar minha opinião. A capa também não me agrada muito, me lembrou rápido as capas da Wicca, lá sei, hahaha.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tammy, tudo bom flôr?
      Então, me chamou muito a atenção o fato de se passa na França. Quase morri de felicidade quando peguei pra ler, mas logo a decepção veio.
      Sim, dá uma lida e vê o que acha e depois me conta! Vi tanta resenha positiva sobre o livro que fiquei com medo de eu ter lido errado ou sei lá, mas realmente não fui muito com a cara do livro.
      Verdade! Dá pra lembrar bem as capas da Wicca!
      Beijos :)

      Excluir
  18. Oie! Infelizmente, a capa do livro não foi a única coisa que me decepcionou nessa obra. Não conhecia o livro nem a autora, mas, depois de ler sua resenha e ficar conhecendo um pouco mais sobre o enredo, não sei se eu tentaria leitura. Achei interessante o que você falou sobre a autora descrever bem os cenários e fiquei curiosa para conhecer a princesa que lhe agradou. Pena que a leitura não foi satisfatória para você. Não sei se darei uma chance para o livro futuramente, pois os quotes me deram a certeza de que não é meu tipo de livro... Tomara que a continuação tenha uma evolução notável e que não seja desagradável que nem o primeiro livro.

    Beijos,
    Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir
  19. Oi Fê, tudo bem com você?
    Essa semana vi muitas postagens referentes a esse livro, essa porém é a primeira resenha e pelo que pude ler o livro é bem aquilo que eu imaginei. Mesmo sendo um romance água com açúcar e com uma premissa clichê estou interessada em lê-lo. Amo esse tipo de trama e acredito que a história de Alessia irá que proporcionar uma boa leitura. Espero poder lê-lo em breve.
    Mesmo com alguns pontos que te incomodaram eu gostei bastante da premissa da estória, parece ser algo agradável e rápido de ler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oi *---*

    Que pena que tu não curtiu o livro. Pra ser bem sincero não sei se leria pois a estória me parece um tato cliche, mesmo assim sou daqueles que quando vê um resenha negativa quer ler pra ver o que acho. Serio que não curtiu a capa? Achei ela bem fofa mas me lembrou um pouco aquelas de romance de banca ahhaha

    Everton Equipe Rillismo
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi Fernanda, sabe que já ouvi falar bastante desse livro por aí, já estava com uma certa curiosidade com ele, mas nunca me importei em ir atrás para ler mesmo. E sabe que até daria uma chance a ele, pois eu gosto de um bom romance bem doce. Vamos ver se um dia consigo ler e ver o que eu acho.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo