09/06/2015

[ RESENHA ] Alina

Titulo: Alina (Família Cirilo Vol.1)
Autora: Emília Lima
Editora: Sollo
Páginas: 126
Estrelas: 3/5
Livro: cedido pela autora para resenha.
Alina é uma obra de ficção, ambientada na Bahia no final do Séc. XVI e conta a história da família Cirilo, proveniente de Portugal com o intuito de ajudar na colonização do Brasil-colônia. O livro conta a história da vida da família Cirilo e principalmente de Alina Cirilo, personagem principal do livro e do amor dela por Pedro Garcia, um grande amor, mas um amor proibido. Alina é uma personagem de personalidade forte e muito determinada. Alguns acontecimentos mudam drasticamente o rumo da sua vida e mesmo assim ela consegue levar tudo adiante, com toda a coragem que uma moça de sua idade e de sua posição social pode ter. Este livro fala sobre amor, família e as renúncias que às vezes temos que fazer em benefício das pessoas que mais amamos. E, também, de que quando um amor é verdadeiro, ele acontece, mesmo que achemos que o tempo desse amor já passou.

Um Amor Proibido

Em 1580, a família Cirilo chegaram ao Brasil, se instalaram em uma fazenda na Bahia, à 80 quilômetros ao sul da cidade de Salvador. 
Sr. Luiz Cirilo e Dona Zelinha tem cinco filhos, três meninas e dois meninos. Dr. Luiz Cirilo Segundo (o mais velho), Clara, Miguel, Ágata e Alina (a caçula de 12 anos). Os Cirilos são portugueses legítimos que vieram colonizar o Brasil.
Alina é uma jovem menina encantadora, alegre, meiga, bondosa, defensora das injustiças feitas aos índios e negros, uma menina amada por todos. Ela amava a liberdade que o pai lhe dava, deixando-a passear sozinha, o que era raridade naquela época, mas a família Cirilo era diferente, o Sr. Luiz Cirilo entendia que os filhos precisavam de liberdade e confiava neles.

Alina mesmo muito nova já se interessava pelos trabalhos na fazenda, estudava muito e ajudava como podia o irmão advogado (Dr. Luiz Cirilo Segundo) a administrar  os negócios do pai, com o irmão ela aprendia muita coisa.
A vida de Alina estava prestes a mudar com a chegada de um amigo advogado do irmão ao Brasil, Pedro Henrique de 24 anos, português também se mudou para o Brasil com o mesmo objetivo daquela época, crescer na vida e colonizar o país.
Alina e Pedro se apaixonaram perdidamente, mas era um amor proibido, não por ela ter 12 anos e ele 24, mas sim pelo fato dele ser casado com Anália e ter dois filhos pequenos.
Cinco anos depois Pedro resolve declarar seu amor por Alina, e ela fez o mesmo, também contou que voltaria para Portugal, pois sabia que era um amor impossível e que envergonharia sua família por estar apaixonada por um homem casado. Pedro disse que deixaria os filhos e a esposa por ela, mas Alina não aceitou. Ela preparou um jantar de despedida para toda a família e claro que Pedro também foi, mas sozinho. Nesse dia Pedro e Alina se entregaram de corpo e alma ao amor nitrido em segredo um pelo outro.
Em seguida ela resolveu acelerar sua viajem sem avisar Pedro, e foi para a casa da irmã Clara que já era casada com Francisco.

Na fazenda da irmã, Alina conheceu uma índia amada por todos, Dona Ana logo percebeu que a menina estava grávida, coisa quem nem mesmo Alina tinha percebido, então a senhora índia resolveu leva-la para conhecer sua aldeia e lá teria privacidade para conversar com a menina.

Vou parar por aqui, para não dar spoiler e para deixar vocês curiosos. Alina foi o primeiro livro de época que eu li, fiquei receosa no inicio, mas foi uma leitura extremamente agradável, rápida e bem fluida. A escrita da autora é bem simples, mas eu gostei muito. Li o livro aos poucos nas tardes de sábado e segunda. 

Gostei muito da amizade de Alina com o pai, das confidencias entre eles, da bondade de todos em sua família e em especial em Alina. Ágata é a única mesquinha da família, mas gostei da personalidade dela, e para quem não sabe o segundo livro contará a história dessa mulher atraente e vaidosa.


Estranhei o fato de 99% dos personagens serem pessoas bondosas demais para aquela época, os escravos eram bem tratados, e trabalhavam felizes, nas fazendas do pai de Alina, dos seus filhos, de Pedro e de um amigo de Francisco esposo de Clara, irmã de Alina. 
O livro é narrado em terceira pessoa, com pouquíssimos diálogos e focada nos fatos e não em detalhes, isso me impediu de me apegar aos personagens da forma que eu costumo me apegar, mas mesmo assim fiquei triste com alguns acontecimentos e me alegrei com outros.

A história pode ser comparada com um conto muito bem escrito por sinal. Gostei muito das reviravoltas, e principalmente daquele susto no final. Alina é um livro que recomendo para toda pessoa que gosta de um livro com uma leitura fluida e rápida, de um bom romance pouco meloso e principalmente, de uma história focada não só no romance mais sim na família.

Não vou dizer que me surpreendi, é lógico que o final não poderia ser diferente, mas as reviravoltas no decorrer da história realmente me fez questionar muito, vários acontecimentos que não vou entrar em detalhes.
O livro poderia ter 200 páginas e acho que não me cansaria de ler. A única coisa que mais me incomodou foi um detalhe no final que pode ser explicado nessa quote abaixo. Quem leu entendeu e quem não leu terá que ter para entender rsrsrs.
Há segredos que são melhores ficarem enterrados.
Enfim, vale muito a pena ler. Alina é um livro que pode tranquilamente ser lido em algumas horas e ainda te deixar refletindo sobre como as coisas eram diferente naquela época, como o perdão, a intensidade do amor pela família, e como as pessoas se sacrificavam pela felicidade da pessoa amada.

Não posso deixar de falar na linda diagramação desse livro, adorei cada detalhe. O tamanho da fonte é boa, as folhas são bem amareladas e os capítulos são super curtinhos, coisa que eu gosto muito.

Fiquei muito pensando em como faria essa resenha, pois o livro é bem curtinho e a história é narrada com muita rapidez, começando em 1580 e terminando em 1601, mas dei o meu melhor aqui e espero que vocês realmente leiam o livro, vale a pena, vocês vão se encantar pela doce e angelical Alina. 
Beijinhos e até a próxima

65 comentários:

  1. Oláa,
    Não conhecia o livro e, assim como você, fiquei meio receosa quando comecei a ler a resenha pois nunca li um romance de época. Achei bem interessante a proposta do livro, e fiquei criando várias teorias na minha mente. Você me deixou muito curiosa, hahaha
    Esse é o tipo de livro que eu gosto de ler, pois é curtinho e tranquilo. Acho que vou tentar ler mais em frente.

    Beijos, Our Constellations

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii.
      Que bom que você gostou flor.
      Leia sim, depois vou conferir a resenha heim.
      bjs

      Excluir
  2. Amo romances de época,mas nunca li um que um dos protagonistas da história seja casado e pai ,isso é tocante e acho que deve levantar um conflito dentro da trama,o livro parece ser bem bonito,colocarei em minha lista.Beijos!!!e-mail:ceae@live

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiie.
      Fico mega feliz que tenha gostado flor.
      Leia sim =)
      bjs

      Excluir
  3. Olá Tati, não conhecia o livro, mas confesso que, apesar de não gostar de romances, fiquei bem animada com essa história, talvez por ser histórico e trazer algumas características do nosso Brasil colonial. Bjs

    Território nº 6

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não conhecia o livro, mas já me ganhou pela capa linda. Gosto bastante de romances de época e adoraria poder ler esse livro, quem sabe eu não compre na Bienal? :)

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  5. Linda resenha Tatiany. Você conseguiu entender bem o conceito do livro. Nós vivemos em um mundo, onde família e lealdade não são prioridades na vida das pessoas. É um livro curto, mas tem duas lindas histórias de amor. Tem uma continuação com Ágata que foi lançado no mês passado. Boa leitura a todos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi linda!!!
      Fico muito feliz em saber que você gostou.
      Estou louca para ler o livro 2.
      Beijos flor

      Excluir
  6. Olá, Taty.
    Não conhecia o livro, mas fiquei apaixonado pela capa e pela diagramação.
    Acho que também iria estranhar um pouco todo mundo ser bonzinho demais, mas isso não me impedirá de ler a obra.
    Em breve darei uma chance ao livro.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii que bom.
      Leia sim, depois quero conferir a resenha.
      bjs

      Excluir
    2. Aiii que bom.
      Leia sim, depois quero conferir a resenha.
      bjs

      Excluir
  7. Estou com o livro para ler, mas ainda não li... pq sei lá, apenas não tive tempo de ler. O que me chamou atenção foi a capa, que me fez deduzi que o livro seria um romance de época, minha paixão do momento. Gostei muito da sua resenha e acho que darei uma chance ao livro.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, você já tem o livro aí.
      Agora é só ler heim kkk
      bjs

      Excluir
  8. Parece ser um livro interessante, estou curiosa para ler algum romance de época e talvez esse seja o meu escolhido, é bom saber de um que seja nacional e ambientado de certa forma aqui no Brasil.
    Confesso que romance desse tipo não me agrada muito, mas farei uma forcinha em vista de minha curiosidade rs

    http://ocasulodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que leia e que goste até mais que eu :D
      bjs

      Excluir
  9. Amiga eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas fiquei bastante interessada e sinceramente vou procurar saber dele para ver se leio também. Porque até agora eu ainda não li nada de ÉPOCA. Vou começar pelo livro MUITO MAIS QUE UMA PRINCESA que separei para ler no próx mês ai. Estou super curiosa, porque quero conhecer sabe? Mas amei a maneira como você se expressou sobre o livro e me parece ser um livro muito gostoso mesmo. Amei a diagramação que de fato chama atenção. PARABÉNS...adorei viu?

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/06/resenha-fingindo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaa Sil, eu acho que para quem nunca leu livro de época esse vai ser muito bom, pois é rápido e a leitura flui facilmente.
      bjs

      Excluir
  10. Oi, Tati!
    Gostei da sua resenha… Eu soube sobre esse livro em uma divulgação e me interessei por ele justamente por explorar um período histórico brasileiro. Mas me decepcionei ao saber que a autora não dá muita ênfase à descrição contextual. O fato de todos os personagens serem bonzinhos demais me fez hesitar. Acho que não lerei a obra, apesar dos pontos fortes.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena, fiquei mega triste.
      Mas leia, talvez você pense diferente de mim.
      bjs

      Excluir
  11. Que top! Então é o seu primeiro livro de época... Parabéns.
    Ficou de mais a resenha e você tá sabendo instigar o leitor a ler.
    Como você sabem! Não curto muito livro de romance.
    Mais você está de parabéns.

    Bjs! Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  12. Ainda não conhecia o livro, nem tinha visto nenhuma resenha.

    http://pardedoiis.blogspot.com.br/2015/06/vao-ao-banheiro-juntas-para.html

    ResponderExcluir
  13. Olá Tatiany,
    Começo dizendo: que bom que sua primeira experiência com romances de época foi boa e o gênero terá portas abertas contigo. E mais uma vez, que bom que livro possui qualidade. Nunca tinha lido nada sobre ele, e para falar a verdade nem o conhecia. A minha noiva gosta bastante do gênero, irei apresentar a resenha a ela.

    Saudações,
    Ace Barros
    Capitão do drakkar Interlúdio, navegando pelo Multiverso X
    multiversox.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, também estou mega feliz da minha experiencia foi boa.
      Aaa tomara que sua noiva goste bastante do livro.

      bjs

      Excluir
  14. Que capa mais linda flor, me apaixonei
    pena que você não gostou tanto do livro
    eu não tenho o hábito de ler romances de época

    Mil beijocas
    ⋙ ♥ Blog Livros com café

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amei a capa.
      Mas flor, eu não disse que não gostei do livro.
      bjs

      Excluir
  15. Olá!
    Apesar de adorar romances de época e esse parecer ter uma premissa interessante, apesar de clichê, o livro não me chamou atenção. Senti falta de algum elemento na trama.
    Mas gostei bastante da sua resenha e futuramente talvez eu leia e conheça a história de Alina.
    Beijos.

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline.
      Tem vários elementos legais no livro flor, mas eu não pude contar para não dar spoiler kkkkk. bjs

      Excluir
  16. Olá!
    Tenho adorado ler romances de época e acho que, apesar de não ter me empolgado muito com a sinopse, esse livro pode ser uma boa pedida.
    Gostei da sua resenha e obrigada pela dica =)
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  17. Oi,
    Primeiro, estou seguindo seu blog! <3 Ele é lindo de morrer *-*'
    Segundo, não posso dizer que o livro me conquistou porque muitas coisas, já na sinopse, me afastariam do livro. Juro que li umas três vezes que eles se apaixonaram quando ela tinha 12 anos. 12 ANOS?? Meu Deus, que coisa mais bizarra HAHA' mas enfim, kkk
    Eu também não gosto de muita invenção nos romances de época, gosto de ler coisas que realmente aconteciam e pelo visto, a autora deu uma viajada ao construir escravos felizes e pessoas bacanas. ótima resenha! <3

    Beijos,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii que fofaaa.
      Então, ela tinha 12 anos, mas acho que isso era comum na época né?... Bom! Eu acho kkkk
      Enfim, fico feliz que tenha gostado da resenha :D
      bjs

      Excluir
  18. Oie, Taty!
    Romance histórico, hein? Hahaha adorei. Não gosto de romances, quero dizer, mas os históricos parecem ter exercido uma atração sobre mim esses tempos. Amei demais a capa, aliás. Só acho que poderiam ter usado outra cor no título porque ele ficou meio apagado, mas mesmo assim tá lindo.
    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiiii.
      Pois é flor, é verdade... Ficou bem apagado mesmo o titulo, mas a capa é linda né?
      bjs

      Excluir
  19. Oi, tudo bem?
    Achei a capa desse livro muito linda, mas a sinopse dele não me atraiu em nada.
    Primeiro porque acho um absurdo uma criança de 12 anos se apaixonar por um homem e achei estranho que isso não fosse um impedimento. O fato do protagonista ser casado e ter filhos e querer deixa a família para ficar com ela não me agrada nada!
    Acho que se a Alina fosse tão boazinha assim não ficaria com um homem casado, mas...
    A autora viajou um pouco também nessa coisa de escravos felizes...

    Beijo :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas temos que considerar que é um livro de época de 1580, então isso era natural antes. E bom, eu adoro a Alina, e só posso defende-la, ela sacrificou uma vida inteira pelo amor dela. Bom!! Eu recomendo muito, acho que só lendo para entender,
      bjs

      Excluir
  20. Olá
    ainda não tinha visto esse livro da Sollo, mas achei bem bacana, amo de mais essas caps, rsrs, o mais incrível é essas imagens por dentro, muito lindo
    Bjks

    ResponderExcluir
  21. Oi Taty, tudo bem?
    Bem interessante o fato do romance ser ambientado na época da colonização.
    Não o conhecia e espero ter oportunidade de ler em breve.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  22. Oi
    Ainda não conhecua o livro, mas gostei muito da descriçao. E que capa linda é essa?
    Um livro cheio de reviravoltas é bom e fiquei até curiosa com esse final que você falou ai.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou flor.
      Espero que leia mesmo.
      bjs

      Excluir
  23. Oie Taty! :D
    Adoro livros de época, romances históricos! <3 Mencanto lendo, achei uma pena esse ser em treceira pessoa quando é em primeira me conecto mais rápido a personagem principal. Sua resenha ficou ótima e com certeza Alina ficará na minha lista de livros que tenho que ler.

    Beijos e até logo! :*
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  24. Olá Taty!

    Eu tenho esse livro aqui em casa mas ainda não li. O motivo principal é o fato que a editora tem as piores revisões, são erros tão bobos que dá até dó quando vejo o motivo deles.
    Mas tenho gostei muito da sua resenha, ela me deu coragem para ler a obra :D


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico mega feliz em saber que você tenha gostado.
      bjs

      Excluir
  25. Olá!

    Já tinha visto esse livro e lido uma resenha dele, a premissa me chamo atenção, mas é um livro que me incomodou um pouco. Acho que não foi bem desenvolvida a história, mas não me interessou muito. Que pena que o livro não passou das três estrelas. Mais sorte com a continuação da série se for continuar, claro.

    Beijos,
    http://www.estantedarob.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas as três estrelas não quer dizer que o livro seja ruim kkk, eu gostei.
      Bom, ainda assim recomendo que leia. bjs

      Excluir
  26. Oie! Tudo bem?!

    Apesar da capa ser linda e da obra ter uma temática que me atrai, eu não leria o livro... Você explicitou alguns pontos que eu sei que me irritaria na leitura, rsrs. Nunca tinha ouvido falar do livro e nem da autora. Bela resenha! =)

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  27. Que livro lindo!
    Me apaixonei.
    De época, romance lindo, capa e diagramação perfeita.
    Soube que é uma série.
    Espero ler em breve. ^^

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  28. Oi Taty!
    Eu ainda não conhecia o livro, mas fiquei curiosa sobre a história, gosto de romances históricos, mas ainda não li nenhum que se passasse no Brasil... Só estranhei um pouco a idade da protagonista no início, mas tenho que levar em conta que a época é bem diferente.
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou flor. Espero que você leia e gostei muito.
      bjs

      Excluir
  29. Me encantei pela sinopse desse livro. Adoro romances de época, principalmente se forem com personagens de personalidade forte. A Alina parece ser assim, então acho que vou me dar muito bem com o livro. É uma pena que tenha poucos diálogos, assim como você me identifico melhor com os personagens através deles.

    http://www.thaisnacidade.com/

    ResponderExcluir
  30. Olá! Tudo bem?

    Eu ainda não conhecia esse livro!

    Não tenho o costume de ler romances históricos mas, esse eu gostei bastante!

    A história parece ser tão linda! *O* Já quero pra ontem!

    Amei a sua resenha, ela está muito bem escrita e dá vontade de ficar lendo e lendo e lendo...
    Parabéns!

    Beijos e até!
    www.dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii.
      Que bom que gostou. Eu também não tinha lido livros de época antes desse. Mas gostei.
      Beijos

      Excluir
  31. Olá! Como vai?
    Creio que já ouvi falar sobre Alina em algum lugar... Esse nome não me é estranho. Infelizmente a história não me interessou pelo fato que te incomodou: as pessoas são muito bondosas. Aaaaah, a vida não é assim! Não era assim naquela época. Okay que eu não estava lá, mas durante a colonização, uma pessoa ser boa é ok; todas já é um baita exagero. Até parece que os índios ficaram felizes por trabalharem para os portugueses! Até. Parece. E tem mais um monte de fatos históricos completamente... aaaaaah, gente! Tenho quase certeza de que na época não era tudo tão lindo e feliz como o livro parece mostrar. É claro que estou dizendo tuso baseada na resenha, então minha opinião não é 100% verdadeira sobre o livro, apenas uma análise das informações que foram apresentadas. Também não curo muito essa diferença gigantesca de idade, apesar de todos esses mimimis de que amor não tem idade e tal. É... nojento. Sei lá. Parece uma coisa estranha e horrível. Tem gente que gosta. Apesaaaar de tudo, admito que fiquei um piuco curiosa para saber o que acontece depois que a Alina descobre sobre a gravidez.
    Gostei da resenha!
    Beijinhos,
    Karol.
    www.heykarol.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii
      Adorei seu comentário. Realmente o fato de haver muitas pessoas bondosas é algo meio fora da realidade da época, mas o fato da idade era normal e temos que olhar como era na época.
      Enfim, mesmo assim fico feliz que tenha gostado da resenha e que está tenha despertado em você a curiosidade de ler o livro.
      hehehe
      beijos

      Excluir
  32. Eu como a autora do livro quero esclarecer alguns pontos que foram citados aqui: em nenhum momento no livro, Alina se envolve com qualquer pessoa aos doze anos de idade, isso seria imoral. Ela tem por ele uma paixonite de criança que evolui para uma grande amizade e só mais tarde vira amor de verdade. Em segundo lugar nem todos os personagens do livro são boas pessoas, existem aquelas egoístas e não tão boas assim, os personagens mais importantes, apesar de bons tem os seus defeitos e muitos defeitos. Ah e temos ainda o ponto em que vocês falam dos escravos e dos índios, bem eles são citados tão por alto no livro que não sei de onde vocês tiraram a ideia de que eles eram felizes, eles são bem tratados em duas fazendas e, acredito que isso poderia sim acontecer naquela época. Não me importo com críticas, mas fico muito triste em ver tantas ideias pré-concebidas.

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo