17/10/2015

[ DICA DE FILME ] Que horas ela volta?


A pernambucana Val (Regina Casé) se mudou para São Paulo a fim de dar melhores condições de vida para sua filha Jéssica. Com muito receio, ela deixou a menina no interior de Pernambuco para ser babá de Fabinho, morando integralmente na casa de seus patrões. Treze anos depois, quando o menino (Michel Joelsas) vai prestar vestibular, Jéssica (Camila Márdila) lhe telefona, pedindo ajuda para ir à São Paulo, no intuito de prestar a mesma prova. Os chefes de Val recebem a menina de braços abertos, só que quando ela deixa de seguir certo protocolo, circulando livremente, como não deveria, a situação se complica.
Gênero: Drama || Duração: 1h 51min || Lançamento: Agosto 2015 || Elenco: Regina Casé, Camila Márdila, Michel Joelsas ... || Não Recomendado para menores de 12 anos


Olá, meus amores!


Vamos falar de filme? Bom, já vou avisando que adoro o cinema brasileiro. Claro que, como qualquer outro cinema, temos filmes bem ruins também, mas nossos dramas, em geral, me agradam bastante. Vocês já devem ter ouvido falar do filme que saiu há pouco tempo, de Anna Muylaert, tendo como atriz principal Regina Casé.


Eu tive a felicidade de assistir ao filme assim que lançou e confesso que só com o teaser do filme não tinha entendido muito bem a história. É que na verdade, o assunto é surpreendente. Então, vamos conhecer um pouco da história do filme?

Regina Casé é a personagem Val, uma empregada doméstica que trabalha na casa de uma família há mais de dez anos. Val deixou Pernambuco para ganhar a vida em São Paulo, deixando lá sua filha pequena, Jéssica. Assim como muitos de nós já tivemos experiências, sabemos que empregadas que estão há muito tempo trabalhando no mesmo lugar, são tratadas como "parte da família" e não é diferente com Val, que foi responsável pela criação de Fabinho, filho de seus patrões. A trama começa a se desenrolar quando Jéssica, na idade de prestar vestibular, decide ir para São Paulo para entrar para a faculdade de arquitetura. 

A partir do momento em que Jéssica chega a cidade, seu relacionamento com sua mãe e com os patrões de Val constroem toda a ideia do drama. Sua filha começa a questionar as situações, aparentemente normais, vividas por sua mãe a partir das restrições definidas para ela, como a filha da empregada. Ora, se Val é um membro da família, por qual motivo não senta à mesa para as refeições, dorme no quarto de empregada, ao lado da área de serviço? E por ai vai, Jéssica confronta o tratamento dado a ela e sua mãe, fazendo com que todos os espectadores reflitam sobre pequenas ações já cometidas com eles ou por eles.




Essa é uma das cenas em que Val repreende a filha, interpretada pela maravilhosa Camila Márdila, por querer usar a piscina da casa, o que gera um certo conflito.



A atriz Karine Teles faz o papel de Bárbara, mãe de Fabinho (Michel Joelsas) e patroa de Val. O ator Lourenço Mutarelli faz Carlos, marido de Bárbara e pai de Fabinho.



Fabinho, desde pequeno, considerava Val como sua mãe, já que sua mãe verdadeira estava trabalhando na maior parte do tempo.


O filme é atual e, por isso, o figurino e cenário são naturais, sendo passado a maior parte do tempo na casa que Val trabalhava e morava. Na verdade, ao meu ver, o figurino tem a intenção de expressar a personalidade do personagem e seu lugar na trama, mas, nesse caso, não há extravagancias ou interferências no contexto, tendo em vista que o drama exige mais atenção em outros quesitos. 

Propósito do nome: "Que horas ela volta?" trata-se exatamente da falta da mãe para o filho, tanto para Fabinho, quanto para Jéssica, quando crianças. 

Meus goxxxxtosos (bem carioca pra vocês), acho que já falei muito hahaha 
Conclusões finais: gosta de drama? CORRE E ASSISTE! Não gosta de drama? Assiste mesmo assim, chorar faz bem e é um aprendizado que todo mundo deve ter. E foi um grande trabalho do nosso cinema, não é mesmo? Não deixem de reconhecer o excelente trabalho feito pelo cinema brasileiro. 


ASSISTA O TRAILER 


Espero muito que tenham gostado.

Voltem pra me contar o que acharam do filme e comentem aqui embaixo qualquer dúvida ou ajuda que não seja spoiler, ok?

Beijinhos e até o próximo <3

26 comentários:

  1. Gente! Fiquei apaixonada pela história do filme.
    Lembro de ver o teaser e também não ter entendido muito bem. Sensacional um diretor retratar as empregadas domésticas que são tratadas como "membro da família" #SQN né?
    Aqui no meu prédio tinha uma senhora que trabalho por 15 anos para uma mulher, ela dormia e tudo na casa dela. "Membro da família" ou melhor da vida da mulher, já que ela era sozinha. Até que um dia sumiu dinheiro do apê, na hora ela demitiu a senhora sem mais nem menos, depois ela descobriu que quem passou a mão na grana foi o namorado. Achei atitude dela medonha.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Helena!
      A abordagem do filme é no minimo maravilhosa. É muito comum acontecer esse tipo de situação e não damos atenção a isso. Espero que assista o filme e volte pra me contar!
      Beijinhos

      Excluir
  2. Oie!
    Menina, não teria assistido o filme não só pelo drama rs. Mas como gostei de tudo o que apresentou, vou assisti-lo \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carla!
      Assista sim, vale muito a pena! Volte pra me contar o que achou, hein?
      Beijinhos

      Excluir
  3. Oi.

    Já tinha visto o teaser dessa filme, mas não o assisti, ainda. A história me pareceu super legal e vou dar uma chance a trama. Isso de empregados ser parte da família é difícil, pois muitos depois maltrata as pessoas e tal e acho que mesmo que se inclua deve ter um limite entre ambas as partes

    Beijos
    Amor Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Assista o filme sim e tenho certeza de que vai ver vários pontos de vista sobre o assunto.
      Beijinhos

      Excluir
  4. Olá, Miia.
    Eu não tenho nenhum problema com o cinema nacional, pelo menos os que assisti até agora eu gostei de todos. Infelizmente nessa caso em específico eu não gosto da atriz principal, por isso nem vou tentar assistir que vou ficar de implicância e não vou curtir o filme.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Posso ser sincera? Também não gosto dela hahaha mas não posso deixar de reconhecer o quanto ela trabalhou bem nesse filme. Dê uma chance, vale a pena!
      Beijinhos

      Excluir
  5. Eu ando super em falta quando o assunto é cinema. Se for cinema nacional então, estou mais em falta ainda. Ultimamente estou tentando fugir de dramas nos filmes - já estou chorando que chega com os livros então é bem provável que não assista esse tão cedo.
    Mas fico bem feliz em ver que nosso cinema está fazendo ótimos trabalhos!!!

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, lindona!
      Bom, acho uma pena que não esteja no momento de assistir o filme, mas entendo. Quando puder e, se quiser, assista que é de dar orgulho do nosso cinema!
      Beijinhos

      Excluir
  6. Olha, não assistiria o filme só por causa da Regina Cazé. Não gosto dessa mulher de jeito nenhum. Mas a historia parece ser boa.Valeu pela dica!!!
    Bjss

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Como já disse em um outro comentário, também não gosto dela, mas, como atriz, não posso dizer que ela deixou a desejar em momento nenhum. Espero que goste!
      Beijos

      Excluir
  7. Olá Miia!
    Adorei sua indicação e opinião. Esou assistindo muitos filmes e amo um drama. Vou anotar a dica, obrigada!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bruna!
      Opa, que bom que gosta, é das minhas hahaha Assiste sim, você vai curtir!
      Beijinhos

      Excluir
  8. Assim como vc, também adoro o cinema brasileiro, e não conhecia esse filme, mas amei a sua dica!

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Se gosta mesmo de cinema brasileiro, com certeza vai curtir esse. Que bom que gostou!
      Beijinhos

      Excluir
  9. Bom dia literário! Quando o assunto é filme já sou sincero que não entendo de nada, nadica rs. Gostei muito da sua dica e pretendo assistir esse filme, o mais legal é ser nacional e poder prestigiar o trabalho de nossos atores brasileiros. Excelente post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, lindona! Exatamente, fico muito feliz de poder apresentar pra vocês filmes nacionais com esse trabalho incrível!
      Beijinhos

      Excluir
  10. OI Miia!
    Eu quero MUITO mesmo ver esse filme. Não é como se eu gostasse da Regina, mas a história em si parece ótima, bem feita e eu amo o cinema nacional!! Quero ver com a minha mãe, que também está doida pra ver o filme!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, linda!
      Vá assistir sem medo de errar.Com certeza você e sua mãe vão se apaixonar.
      Grande beijo!

      Excluir
  11. Caramba, não sabia que o filme tinha tamanho teor reflexivo… Gostei muito da proposta e acho que o enredo veio em boa hora para o Brasil. Precisamos nos sensibilizar mais para refletir sobre as discriminações sociais e o quanto nossos comportamentos são responsáveis por elas.

    Com certeza, vou assistir a esse filme.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso ai, todos nós precisamos de um choque de realidade nesse momento. Assista e me conte o que achou, ok?
      Beijinhos

      Excluir
  12. Olá!
    Eu não curti muito esse filme, não sei porque. Acho que ele poderia se aprofundar mais em algumas questões.
    Beijos, Tabatha
    http://aproveiteolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tabatha!
      Acho que a abordagem foi feita de forma sucinta e sem deixar nada a desejar. Em quais questões acha que deveria ser mais profundo? Gosto de saber opiniões diferentes sobre tudo o que escrevo.
      Grande beijo!

      Excluir
  13. Olá

    Eu tenho vontade de assistir esse filme,pra ver como foi abordada a questão patroa/empregada, que é um tema que não é abordado em muitos filmes, não assistir nenhum parecido com esse, por isso quero ver esse.

    Bjss

    ResponderExcluir
  14. Oii, tudo bem?
    Como assim eu nunca tinha ouvido falar desse livro? Eu adorei a premissa dele! Eu gosto muito de filmes que trazem alguns assuntos diferentes. Com certeza eu irei ver esse.

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo