29/10/2017

24 [ RESENHA ] O Jogo

Título: O Jogo (livro 3)
Autora: Elle Kennedy
Editora: Paralela
Páginas: 343
Estrelas: 5/5 ♥
Talentoso, inteligente e festeiro, Dean Di Laurentis sempre consegue o que quer. Sexo, notas altas, sexo, reconhecimento, sexo… É sem dúvida um galanteador de primeira, e ainda está para encontrar uma mulher imune ao seu charme descontraído e seu jeito alegre de encarar a vida. Isto é, até ele se envolver com Allie Hayes.
Em uma única noite, essa jovem atriz cheia de personalidade virou o mundo de Dean de cabeça para baixo. E agora ela quer que eles sejam apenas amigos?
Dean adora um desafio, e não vai medir esforços para convencer essa mulher tão linda quanto teimosa de que uma vez não é suficiente. Mas o que começa como um simples jogo de sedução logo se torna a experiência mais incrível e surpreendente de sua vida. Afinal, quem disse que sexo, amizade e amor não podem andar de mãos dadas?

Olá leitores, 

Atenção a resenha do meu livro favorito da série Amores Improváveis com direito a risadinha só de lembrar. 

No terceiro livro da série conhecemos o -para tudo que cara de perder o fôlego -Dean Di-Laurentis e a estudante de artes cênicas - mais dramaticamente fofa - Allie Hayes (melhor amiga da nossa querida Wellsy). 

Você que só leu os primeiros livros pode ficar chocada comigo porque o Dean que os amigos enxergam é fútil e só pensa em sexo. 

Bem, ele realmente pensa e faz muito sexo, mas apesar de ter uma vida financeira abastada ele não fútil, você descobre que o moço é apenas feliz e gosta de aproveitar a vida sem causar mal a ninguém, além de ser fiel aos amigos e claro quanto as suas  intenções com as garotas, ele enxerga com seriedade o Hóquei apesar de não sonhar em ser profissional como seus amigos Garrett e Dean. 

"É sexta à noite e estou deitado no sofá da sala, tomando uma cerveja enquanto duas louras - muito gostosas e muito nuas, diga-se de passagem - dão um beijo de língua na minha frente. Minha vida é demais".

27/10/2017

19 [ RESENHA ] Tudo Por Amor

Título: Tudo Por Amor  (Esmeralda #2)
Autora: Ana Ferrarezzi
Páginas: 584
Editora: Novo Século
Estrelas: 5/5
Livro: Cedido pela Autora

Angélica, uma moça que foge do sertão após seu pai trocá-la por fartura e entregá-la a um homem enigmático conhecido como príncipe Teiú, muda seu nome para Alex e se prostitui, até que se une à tribo de guerreiras, as Icamiabas. Então o inimaginável acontece: ela perde o ritual de iniciação e é forçada a enfrentar a mesma pessoa da qual fugia. O príncipe Teiú precisa de Angélica. Depois de tanto tempo lutando sem sucesso para dominar a moça, ele está confuso. Não sabe mais qual é seu pior infortúnio: viver longe de Gaha – seu planeta –, ou ela surgir como peça principal para desfazer a magia que o mantém exilado de seu verdadeiro lar. Já Joana, agora enfrenta outra adversidade: Cauã, seu amor, foi obrigado a retornar ao seu astro, o Sol. Ela ficou para trás, sendo obrigada a lidar com o abandono. Então ela resolve fazer o que jamais poderia: desafiar o amor. Nesta segunda parte da série “Esmeralda”, os personagens arriscam tudo pelo amor. E desafiam forças do sistema solar e até mesmo do universo.
 

Após conhecer e me apaixonar pela linda história de amor entre as entidades do Sol e da Lua chamados Guaraci e Jaci, ou melhor, Cauã e Joana, fiquei com uma ressaca literária gigante e ao mesmo tempo estava louca para saber o que iria acontecer no próximo volume que a autora Ana Ferrarezzi havia me enviado junto com o primeiro que, para a minha surpresa e alegria, veio autografado! Porém antes de começar a falar sobre o quão incrível foi o segundo volume, recomendo que vocês leiam a resenha do livro anterior chamado Entre o Sol e a Lua, que também está aqui no blog, para que conheçam um pouco mais sobre essa história maravilhosa!

 No livro Tudo por Amor, iremos finalmente saber o que realmente aconteceu com Angélica, uma jovem que morava no sertão, fora violentada pelo cunhado diversas vezes, tirando a sua inocência e o sonho de encontrar o amor verdadeiro, e como se isso ainda não fosse o bastante, seu pai recebe a oferta de que, se ele vendesse Angélica (pois as suas outras filhas já eram casadas), ele e a sua família receberiam uma grande quantia pela troca e teriam dinheiro para ficarem bem alimentados por muitos anos.

Sabendo que seu pai iria aceitar a oferta, Angélica se muda para o Rio de Janeiro, assim como o seu nome para Alex e se livra do sotaque carregado do sertão. Contudo, a sua vida continuava não sendo fácil, e como consequência dos atos violentos do cunhado, ela começa a trabalhar como prostituta no Leblon, mas diferente das suas colegas que de se deitavam com um homem diferente há cada noite, Angélica atendia apenas um cliente. O rapaz era mudo e possuía uma beleza rústica e selvagem, seu apelido era Mecânico e mesmo a primeira sessão ter sido um fiasco, ele exigira ao cafetão do estabelecimento, a exclusividade da moça. Se comunicando através de mensagens com ordens e pedidos e sendo um amante incrível, Angélica rapidamente começa a se apaixonar pelo seu cliente.

25/10/2017

25 [RESENHA] A Cor das Almas

Título: A Cor das Almas
Autora: Neide Barth Rosencheg
Páginas: 345
Editora: Autografia
Estrelas: 3,5/5
Livro: Cortesia da Editora
A Cor das Almas narra a história ao longo de décadas de uma família descendente de alemães e Guiomar, garota negra que chega junto a sua família para trabalhar em terras do Sul. Em uma época cheia de preconceitos, Guiomar e Osvaldo se apaixonam e desenvolvem um romance que nem o tempo, a distância ou obstáculos sociais e familiares vão impedir de florescer.

A história inicia remontando à chegada do Grossvater (avô) e construção da sua fazenda numa vila em Santa Catarina. Já idoso, ele vive com o filho Eugênio, retratado como "homem frouxo, débil, grácil. Sem alegria". Na casa também vive Helga, a mulher de Eugênio, considerada bruta, forte e dominadora; que manda e desmanda nos filhos e no marido. Eles possuem 5 filhos: Hilda, Oscar, Osvaldo, Wilma e Emma. Hilda, a mais velha, trabalhava em casa, enquanto os irmãos trabalhavam com o pai nas plantações. As crianças, exceto a mais velha, veem suas rotinas mudarem com a chegada da família de Maria Antônia e José Loreno. 

Diferente do que eram acostumados, as crianças passavam o dia brincando no terreno, vivendo a infância que os outros não conseguiam ter. Entretanto os pais proíbem qualquer ligação deles a nova família pela cor escura que habita a pele deles. Em idade de inocência, eles não entendem a distinção e consequência do envolvimento com aquela gente tão diferente. Assim, as crianças logo formam amizade e aproveitam o tempo livre para brincarem juntos no rio. Eles passam um tempo assim, até Helga descobrir e demonstrar as faces do racismo que impregnava - e ainda há - na sociedade. Ela os proíbe e corta de vez qualquer laço estabelecido entre eles.

" O preconceito que ela arrastava parecia mais pesado que o próprio corpo que trazia a alma escura, mais que a pele daquelas crianças."

23/10/2017

22 [ RESENHA ] O Bracelete Misterioso de Arthur Pepper

Título: O Bracelete Misterioso de Arthur Pepper
Autora: Phaedra Patrick
Editora: Fábrica 231
Páginas: 304
Estrelas: 5/5
Livro: Cedido pela Rocco
Quanto tempo é necessário para conhecer verdadeiramente uma pessoa? Um ano após a morte de Miriam, com quem foi casado por 40 anos, Arthur Pepper finalmente toma coragem para arrumar o armário da esposa. O viúvo de 69 anos e hábitos modestos, cada vez mais fechado em sua vida solitária, fica surpreso ao encontrar, nas coisas de Miriam, um extravagante bracelete de ouro que ele não conhecia, enfeitado com oito diferentes pingentes. Determinado a descobrir a história por trás da joia, ele percebe que sabia muito pouco do passado da mulher com quem viveu por quatro décadas. E embarca numa viagem que o levará da Índia a Paris, na companhia da vizinha Bernadette, uma viúva que dedica seu tempo a cuidar de pessoas que perderam entes queridos. Uma jornada que mudará para sempre não só a maneira como Arthur conhecia a esposa, mas a sua própria vida, levando-o a fazer as pazes consigo mesmo e com o mundo.
 


O que você faria se descobrisse que a pessoa com quem você vivera por tantos anos e achava que conhecia, tivesse escondido coisas muito importantes sobre o passado dela? Você iria fundo nessa descoberta ou esqueceria e nunca mais pensaria no assunto? Esse fora o dilema de Arthur Pepper ao descobrir o belo e misterioso bracelete de sua falecida esposa, Miriam!

Arthur Pepper sempre vivera uma vida simples e tranquila ao lado de Miriam, e de seus dois filhos Dan e Lucy. E apesar do exaustivo trabalho como serralheiro, viajando para vender fechaduras aos seus clientes, Miriam nunca reclamara dos momentos em que ele não estava presente, pois sempre que podia, ele os compensava passando um bom tempo junto com a sua família. 

Contudo, na velhice, Miriam, que sempre usava roupas coloridas e que expunham o quão alegre e amável ela era, passou a usar cinza quando a doença se apossou do seu corpo frágil. No começo, eram apenas infecções no peito, mas que se agravaram, tornando um problema anual que a deixava de cama por duas semanas, tomando antibióticos até que virara pneumonia e levando-a a morte na manhã seguinte, deixando toda a família devastada e sem rumo, principalmente Arthur.

Fazia um ano que Miriam falecera e todos os dias, Arthur fazia a sua rotina metodicamente, do mesmo modo que fazia quando sua esposa ainda era viva. Seus filhos haviam seguido com suas próprias vidas, Lucy, aos 36 anos, se casara e era professora numa escola próxima do Vilarejo em Thornapple (Michigan), enquanto Dan, aos 40 anos, morava na Austrália com sua esposa e dois filhos. Havia um distanciamento entre Arthur e seus filhos, ele sentia que assim como Miriam, era como se seus filhos o tivessem deixado.

21/10/2017

0 [ LANÇAMENTOS ] Editora Rocco - Outubro 2017


Capa do livro Eleanor Oliphant está muito bem
Livro de estreia da escocesa Gail Honeyman, Eleanor Oliphant está muito bem foi revelado através de um concurso literário e, desde então, vem conquistando excelentes críticas e uma bela carreira internacional. Aos 30 anos, Eleanor Oliphant trabalha na área administrativa de uma empresa de design e leva uma vida solitária, mas feliz. Apesar de ser alvo de bullying no ambiente de trabalho por sua aparência e hábitos peculiares, ela não sente falta de nada e parece perfeitamente à vontade com sua falta de habilidades sociais. Mas tudo muda quando ela conhece Raymond, novo funcionário da área de TI da empresa, e os dois, por acaso, salvam a vida de um senhor que desmaia no meio da rua. Com sensibilidade e muito bom humor, a autora conta a história de uma amizade que muda para sempre a vida de três pessoas muito diferentes, que descobrem que a melhor maneira de sobreviver é abrindo o coração.

Capa do livro Os crimes da rua Morgue
Com “Os crimes da rua Morgue”, Edgar Allan Poe inaugurou, em 1841, a moderna literatura policial e criou um de seus mais célebres detetives, o até hoje leverenciado Auguste Dupin. O conto, que narra a memorável investigação do assassinato de duas mulheres em um quarto fechado, é o carro-chefe desta reunião de histórias de terror e mistério traduzida por ninguém menos que Clarice Lispector. Grande leitora e fã da literatura policial, a escritora, que também verteu para o português os livros de Agatha Christie sob o pseudônimo de Mary Westmacott, empresta seu talento invulgar ao gênio de Poe, trazendo para o leitor brasileiro histórias como “A máscara da morte rubra”, “O gato preto”, “Ligeia” e outras. Lançamento do selo Fantástica Rocco, esta edição de Os crimes da rua Morgue e outras histórias extraordinárias recupera este encontro, literalmente, fantástico.

19/10/2017

19 [ RESENHA] Melhores Amigas

Título: Melhores Amigas
Autora: Emily Gould
Editora: Rocco
Páginas: 256
Estrelas: 2,5/5
Livro: Cortesia da Editora 
Bem-sucedido romance de estreia de Emily Gould, Melhores amigas pinta um retrato honesto e bem-humorado da mulher na faixa dos 20 e tantos aos 30 e poucos anos hoje, com suas expectativas e seus questionamentos. Segundo da coleção Geração Ha, o livro acompanha as trajetórias de Bev e Amy, amigas de longa data que chegaram aos 30, mas ainda não encontraram seu rumo na vida, entre escolhas pessoais e profissionais duvidosas. Ao longo da trama, entre sushis, taças de vinho e cigarros ocasionais, elas dividem seus planos e suas incertezas uma com a outra. Mas a amizade é posta à prova quando o plano de Amy de morar com o namorado naufraga, ao mesmo tempo em que Bev engravida de um desconhecido. Juntas, elas terão que descobrir se a amizade é capaz de resistir à força do tempo e às reviravoltas da vida, nesta deliciosa crônica da vida da mulher moderna.

Estava muito empolgada com esse livro, muito mesmo, mas infelizmente foi decepcionante. Desde já deixo claro que não consegui ir ao final da leitura e explicarei melhor o motivo. (Calma!)

Amy foi no passado uma blogueira famosinha, mas seu trabalho atual é algo que não a faz feliz, ela passa a maior parte do tempo conversando com Bev pelo computador para se distrair. Seu salário mal dá para pagar o aluguel de seu apartamento... Aluguel esse que sempre aumenta, chegando ao ponto de Amy cogitar morar com seu namorado Sam, o problema é que ela não esperava que Sam estava planejando ir para Espanha, o que a deixa desesperada sem saber o que fazer.

Bev acaba voltando para sua cidade depois de seu relacionamento não dar certo. Com um mestrado não acabado, aluguel vencendo... a vida fora do eixo. Ela vai então em busca de um emprego temporário em uma corretora de imóveis. Como se tudo já não estivesse bastante difícil ela acaba aceitando jantar com um cara, por causa da comida grátis (para vocês verem como a coisa estava feia) e depois de exagerarem um pouco na bebida, ela vai para o apartamento dele e meses depois vem a grande noticia - Um bebê estava a caminho.

“Bem, ainda somos relativamente novas, sabe? Estou certa de que todos os tipos de coisas inimagináveis acontecerão."

18/10/2017

32 [ RESENHA ] Acaso

Título: Acaso (Os Albuquerques #1)
Autora: Ane Pimentel
Editora: Angel
Páginas: 354
Estrelas: 4/5
Livro: Cortesia da Editora - pdf

Thalita Mendonça estava de malas prontas para encontrar seu noivo João Pedro, mas o acaso alterou seus planos. Quando foi chamada até a sala do diretor da Albuquerque's descobriu que teria que acompanhar o presidente, Fernando Albuquerque, em uma viagem de negócios. Thalita nunca imaginou perder o controle da sua vida. Quais as consequências desse encontro?

Acaso é uma história que promete diversão, sorrisos e até palavrões. Ame e odeie com o texto que tirou milhares de leitores do sério no Wattpad. Este é o livro de estreia d’Os Albuquerque’s, série que fará você querer entrar para essa família.
 


Antes de falar sobre esse romance envolvente e divertido, vamos conhecer um pouco sobre essa família linda e poderosa que são os Albuquerque’s. Francisco e Marta tiveram três filhos, Fernando e Fernanda, os gêmeos, e Felipe, o caçula. Francisco criou a empresa Albuquerque’s para ser um império e por ser muito famosa, possuem filiais em muitos lugares no Brasil, inclusive nos Estados Unidos. Porém, Francisco sempre preservou os laços da união familiar e para que não houvesse disputa entre os filhos, ele propôs que cada um assumisse a presidência por um ano para que eles aprendessem a ter responsabilidade e liderança. E o primeiro a assumir, é claro, é o lindo, sedutor e irresistível Fernando Albuquerque.

Fernando é formado em Publicidade especializado em Marketing empresarial e mesmo sendo o presidente de uma filial em Nova York, ele tinha o compromisso de visitar a filial no Rio de Janeiro e escolher um advogado experiente que pudesse acompanhá-lo numa viagem importante, e como grande parte dos advogados de sua confiança estavam em outros projetos fora do país, ele pede que Paulo, o chefe da Albuquerques no Rio, indicasse o melhor. E quem seria melhor do que a linda e ousada advogada Thalita Mendonça? Contudo, ela tinha outros planos.


Thalita trabalhou duro durante longos anos na empresa e agora havia recebido a oportunidade dos seus sonhos, porém, não podia desmarcar o seu compromisso de visitar o seu noivo, João Pedro, em São Paulo. Juntos há seis anos, a mudança de cidade só serviu para que ele apressasse o inevitável: o pedido de casamento. Conheciam-se desde a adolescência, e mesmo sendo três anos mais velho do que ela, João era o homem ideal e praticamente perfeito! Isso mesmo, gente! Não estou brincando! Pois além de ser lindo, o cara também é gentil, atencioso e muito romântico. E o namoro a distância só fazia com que ela não visse a hora de encontrá-lo.

16/10/2017

17 [ RESENHA ] Louca

Título: Louca
Autora: Chloé Esposito
Editora: Globo Livros
Páginas: 360
Estrelas: 3,5/5
A vida de Alvie Knightly está um caos: odeia o seu emprego, sua vida amorosa não lhe empolga mais e ela passa a maior parte do dia bêbada. A existência de Alvie parece exatamente o oposto da de sua gêmea idêntica, a perfeita, Beth. Enquanto ela passa a maior parte do tempo stalkeando os outros nas mídias sociais, come kebabs no café da manhã e sua companhia mais constante é o seu vibrador, Beth casou-se com um italiano atraente e podre de rico, tem um belo bebê e sempre foi a favorita da família.Depois de ser demitida e jogada na rua pelos colegas de apartamento, Alvie viaja à Sicília e, assim que chega, Beth pede para trocar de lugar com ela por apenas algumas horas para que ter algumas horas só para si, sem as cobranças do marido e a responsabilidade com o bebê. Alvie se anima com a chance de assumir a existência magnífica da irmã, mesmo que só por pouco tempo. Mas quando a noite termina com Beth morta no fundo da piscina, Alvie percebe que esta é a chance de mudar sua vida. Ela é louca, má, perigosa — e irresistível. 

Olá Leitores,

Vocês leram a resenha de A (R)evolução das Mulheres? Pois é, foi a leitura que antecedeu Louca, eu não consigo ler dois livros físicos ao mesmo tempo, sempre que estou com um livro físico minhas outras leituras são nos aplicativos Wattpad, Sweek ou Kindle.

Depois dessas leituras até fico aliviada por minha “deficiência” em não conseguir realizar esses dois tipo de leituras juntas. São contrastes e ao mesmo tempo não são. Deixa eu explicar, A (R)evolução e Louca contam a histórias de mulheres que sabem o que querem e o que é preciso para alcançar, apesar de a primeira ser jovem demais e parecer bem confusa quanto a quem é de verdade. Em contrapartida temos Alvina Knightly que embora queira nos fazer acreditar que a culpa de suas ações é da irmã perfeita e da mãe negligente, o “buraco” é bem mais embaixo porque Alvie é má. Apenas. 

"Os dois dias mais importantes da sua vida são o dia em que você nasce e o dia em que descobre o por quê".

É aí que chegamos na dificuldade que tive em aceitar a narrativa da protagonista: Temos Alex Craft de um lado que apesar de ser violenta, tem um histórico do qual poderia ser tratado se ela tivesse alguém para intervir e ajudá-la, é uma garota que está confusa e começando a aprender motivos pelos quais mudar seus atos e do outro lado temos uma Alvina Knightly que sente prazer e se diverte com cada tragédia que causa. Ela. Sente. Prazer. E é a protagonista! Não estou acostumada com uma pessoa destemperada justificando sua loucura.

13/10/2017

0 [ LANÇAMENTOS ] Grupo Editorial Pensamento - Outubro

Olá amados leitores!


Hoje o post é sobre os lançamentos de outubro do grupo editorial pensamentos, só posso dizer que está imperdível. Estou babando aqui!



10/10/2017

19 [ RESENHA ] Mistério em Chalk Hill

Título: Mistério em Chalk Hill
Autora: Susanne Goga
Páginas: 424
Editora: Jangada
Estrelas: 4/5
Livro: Cortesia da Editora
Em 1890, depois de um escândalo que afetou sua reputação, Charlotte Pauly deixa Berlim e vai lecionar para a pequena Emily, em Chalk Hill, uma mansão vitoriana nos arredores de Londres. Charlotte logo percebe uma estranha atmosfera na antiga casa. A menina de 8 anos é sempre atormentada por pesadelos e visões fantasmagóricas da mãe, que se afogou no rio da propriedade em circunstâncias misteriosas. Quando Charlotte tenta saber a respeito da morte de Lady Ellen, o pai de Emily, Sir Andrew, reage com hostilidade. Com tudo envolto em um grande mistério, somente com a ajuda de Tom Ashdown, um jornalista londrino designado para investigar o caso, é que Charlotte poderá verificar o que há por trás dos fenômenos sobrenaturais que assolam a mansão e descobrir uma trágica verdade escondida nas paredes de Chalk Hill...
 


Charlotte Pauly é uma jovem alemã, que após um ocorrido em seu trabalho anterior como Preceptora, decide que não poderia mais viver em Berlim onde todos que ela conhecia saberiam e a julgariam. Os últimos meses haviam deixado feridas que não cicatrizavam e a fim de evitar o sofrimento em sua terra natal, e mesmo que sua mãe não aprovasse suas escolhas, ela decide se mudar para a Inglaterra por conta do seu novo emprego como Preceptora para a filha de Sir Andrew Clayworth, um homem muito poderoso e influente em Londres por ser o Deputado do Parlamento.

Seria uma oportunidade para melhorar o seu inglês e, principalmente, para uma grande aventura. Próxima de um vilarejo chamado Westhumble, sua nova casa seria a Mansão Chalk Hill, Charlotte fica encantada e completamente fascinada pela beleza do local e não via a hora de conhecer sua pupila, Emily Clayworth, uma menina de oito anos, doce, gentil, porém ao mesmo tempo era incrivelmente tímida, fechada e até mesmo um pouco amedrontada, mas havia um motivo para esse comportamento. Pois sua mãe, Ellen, havia falecido em Julho de 1890, desde a última primavera e deixado uma sombra sobre a casa em Chalk Hill. Charlotte teria não apenas que lhe transmitir conhecimento escolar e ensinar a ter um comportamento discreto, mas também deveria ajudar a menina a superar o período difícil.


“Era feita de tijolo e muito vistosa. O frontão largo e voltado para frente era decorado com enxaimel branco e preto, e as generosas janelas permitiam imaginar cômodos iluminados. Contudo, o mais fascinante era a torre redonda, que flanqueava uma extremidade da construção, assemelhando-a a um castelo.”

Em sua estadia na Mansão, Charlotte conhece a Mrs. Evans, uma governanta séria e rigorosa, uma gentil empregada chamada Susan; Wilkins, o cocheiro falante, e Nora, a babá que cuida de Emily desde o seu nascimento e por estar muito apegada a menina, começa a tratar a preceptora com arrogância, o que dificulta bastante a vida de Charlotte. Contudo, o comportamento de Nora era simples em comparação as regras rígidas ditadas por Sir Andrew, que além de ser um homem surpreendentemente belo, também se mostrava frio e distante com sua única filha. Suas regras diziam que ninguém da Mansão, inclusive Emily, deveria mencionar a falecida Ellen Clayworth.

09/10/2017

0 [ LANÇAMENTOS ] Grupo Editorial Pensamentos - Setembro

Olá, amados colecionadores!

Hoje vamos conhecer os lançamentos de setembro da editora Gupo editorial pensamentos. O post está atrasado, mas ainda está valendo.



Contem aí nos comentários, quais livros vocês mais gostaram.... Eu fiquei louca pelo livro OS CONFLITOS DE GRACE e vocês? 

06/10/2017

20 [ TAG ] Amizade Literária

Olá pessoinhas!
Quanto tempo que essa coluna não aparece aqui não é mesmo. Mas estamos de volta e
hoje vou responder uma tag bem divertida criada pelo blog Recanto da Mi. Vamos lá?




1. UMA AMIZADE QUE COMEÇOU NA INFÂNCIA:
Imagem relacionadaConfissões de um amigo imaginário

Um livro muito, muito, muuuito fofo. Onde conhecemos Jacques Papier, o amigo imaginário da garotinha Fleur. Ele tem certeza que eles são irmãos, irmãos gêmeos, mas tem notado que as pessoas, até mesmo sua família (familia de Fleur) parece não notá-lo e isso começa entristece-lo, e muitas perguntas surgem em sua cabecinha... Será que ninguém o ama? Por que agem como se ele não existisse?
Leiam esse livro fofo. Tem resenha no blog: Resenha



2. UMA AMIZADE DOS TEMPOS DE ESCOLA:
Resultado de imagem para livro anna e o beijo francesAnna e o Beijo Frances
Nenhum outro livro veio a minha mente além desse. Acho que todos conhecem a história de Anna que se vê obrigada a terminar o ensino médio em Paris... Onde conhece St. Clair, o personagem mais maravilhoso que já conheci... Eu te desafio ler esse livro e não se apaixonar por esse garoto.


05/10/2017

13 [ RESENHA ] Coroa Cruel

Título: Coroa Cruel
Autor: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 232
Estrelas: 2/5
Duas mulheres - Coriane Jacos e Diana Farley - contam um pouco de sua história e alguns segredos.
Em "Canção da rainha", temos um pouco da história de Coriane Jacos, que se torna a primeira esposa do rei Tiberias VI e dá à luz o príncipe herdeiro, Cal .
Conheceremos sua vida antes de conhecer o rei, um pouco de sua personalidade, o momento que ela conhece o rei e como eles se apaixonam.
Já em "Cicatrizes de aço", temos uma visão de dentro da Guarda Escarlate a partir da perspectiva de Diana Farley, uma das líderes da rebelião vermelha, que tenta expandir o movimento para Norta e acaba encontrando Mare Barrow pelo caminho.
Esse livro também relata o momento que Shade Barrow, irmão de Mare, ingressa na Guarda Escarlate, e conta uma pouco sobre sua "morte".

Senta que lá vem a resenha...

Coriane é uma personagem que é citada algumas vezes no primeiro livro.

Nas vezes que é citada, a história é sempre cheia de “pontas soltas”. Ninguém nunca diz exatamente o que aconteceu com ela; e isso faz você criar uma certo interesse em conhece-la melhor.

Eu particularmente fiquei bem intrigada ao saber que o relacionamento dela e do rei não começou através da tradicional prova real.

Queria saber o que tinha acontecido pra quebrar essa tradição real.

Durante todo livro I, você lê Julian dizendo que a irmã não se suicidou, como os prateados dizem, mas que ela foi assassinada.

04/10/2017

22 [ RESENHA ] Da Poesia, Fez-se Flor

Título: Da Poesia Fez-se Flor
Autor: Juliane Rodrigues
Editora: Penalux (prosa)
Páginas: 102
Estrelas: 5/5
Livro: Cortesia da Editora Penalux

Para nos desacorrentar da árdua tarefa da rotina é preciso, primeiro, conceder liberdade ao nosso próprio interior. Quando estamos livres, podemos nos preencher com o que a vida nos oferece de mais bonito: o amor, a paz, a fé e os detalhes. Então, nosso caminho floresce e os nossos passos são perfumados, enchendo nosso íntimo de sossego.
Carregada dessa leveza e com a alma enfeitada com o verbo amar, Juliane Rodrigues, em “Da poesia fez-se Flor”, nos convida a ver o outro lado da moeda, a refletir sobre nós mesmos e a ouvir,
calmamente, o que o nosso coração tem a dizer. Com textos breves, delicados e recheados de sentimentos, a autora nos leva a acreditar em amanhãs melhores e faz com que resgatemos o que deixamos escapar, aos poucos, pelo sufoco dos dias. Ela nos oferece um jardim inteiro
porque sabe, exatamente, que as nossas borboletas precisam de pouso.


Quando o livro chegou aqui em casa, bateu aquele mini desespero, eu já sabia que seria um desafio resenhá-lo.  E ao terminar a leitura tive certeza, então saibam que dei o meu melhor.   
Da poesia, fez-se flor é um livro lindo que fala de amor de uma maneira delicada. Sabe quando você precisa sair de uma ressaca literária terrível? Esse é o livro perfeito para isso.
Todas poesias tem uma vibe bem positiva, otimista, cheia de amor, alegre que te faz se sentir em paz... Foi justamente esses sentimentos que senti ao fechar o livro. 


De certa maneira as poesias são um tipo de autoajuda, cheio de conselhos, tipo aqueles de amigo... mãe. Ler esse livro foi como se estivesse lendo uma carta de uma pessoa muito, muito próxima a mim... Uma pessoa amada, conselheira, que se preocupa com meu bem estar. Me senti amiga da autora, uma amiga importante. 

Li algumas das poesias para meu filhote enquanto a chuva caída lá fora e foi uma sensação de paz, tranquilidade... ele dormiu ouvindo aquelas palavras positivas cheias de amor.
Nesse livro encontramos promessas daquelas que fazemos no altar para a pessoa amada, promessas de amor... cuidado. Uma das poesias que mais amei.

“Eu prometo cuidar do nosso amor,
Te dar o melhor de mim,
Te dar o que eu tenho de mais bonito!
Prometo
Cuidar de você,
Sorrir com você,
Chorar com você,
Te fazer feliz.
...Todos os dias das nossas vidas.”

Também encontramos orações, lindas por sinal... tocantes.

“Livrai-me, Senhor,
De tudo que for vazio de bom humor,
Otimismo e amor.
Livrai-me também
Da maldade dessa gente
Disfarçada de sorrisos.”

03/10/2017

52 [ SORTEIO NIVER ] 3° Aniversário do Coleções Literárias

Oiiiiiiiiii meus queridos e amados colecionadores....
Quanto tempo faz que não faço um post conversando com vocês, não é mesmo? Pretendo voltar aos velhos hábitos, tags, top5, filmes e tal... Mas hoje é dia de comemoração, dia de alegria, dia de SORTEIOOO.
Quero agradecer aos blogs, canal e editoras: Cá Entre Nós, Borogodó, Leituras Diárias, Conduta Literária, Editora Rocco e Editora Autografia. Obrigada pelo carinho e por estarem doando esses livros maraaaa para comemorarmos o terceiro niver do blog. 


Dia 29 de setembro o Coleções Literárias completou 3 anos de existência. O sorteio está saindo atrasado esse ano por motivos pessoais, mas o importante é que não vai passar em branco. Desejo muita boa sorte a todos vocês e continuem acompanhando nosso trabalho de pertinho, ter vocês conosco é nosso maior presente... 
E vem novidades por aí... O blog estará recebendo o layout novo em breve... Fiquem de olho.
PARTICIPE ---  CONCORRA A 8 LIVROS MARAVILHOSOS

Você terá a chance de levar sozinho para casa 8 livros + kit de marcadores. E para participar é simples basta seguir as regras obrigatórias e automaticamente estará destravando as chances extras (não obrigatórias, mas que te ajudará a ter mais chances de ser sorteado).


02/10/2017

16 [ RESENHA ] Fica Comigo

Título: Fica Comigo
Autora: Tessa Bailey
Páginas: 250
Editora: Record
Estrelas: 4/5
Uma história de amor sexy, divertida e inteligente 

Roxy Cumberland largou a faculdade e se mudou para Nova York com o sonho de se tornar atriz, mas, com o dinheiro na conta bancária acabando rapidamente, esse sonho ficava cada vez mais difícil de realizar. Para conseguir uma grana rápida, ela aceita trabalhar com telegramas cantados. Seu primeiro cliente é um lindo e arrogante riquinho de Manhattan. E o que poderia ser mais humilhante do que cantar uma ode à genitália dele, a mando da mulher que havia transado com o cara na noite anterior? Talvez o fato de Roxy estar usando uma fantasia de coelho cor-de-rosa gigante...

Depois de passar a noite fora comemorando a vitória do seu último caso, o advogado Louis McNally II, não estava preparado para a ressaca nem para o coelho fazendo uma serenata à sua porta. Mas a sagacidade atrevida e a voz sexy da garota por trás da máscara o deixam intrigado. E, depois de ver o seu rosto deslumbrante — seguido de um beijo arrebatador encostado no batente da porta —, Louis quer mais.

Roxy não precisa de um rapaz rico e mimado que teve tudo na vida entregue para ele numa bandeja da Tiffany. Mas há mais em Louis do que a sua superfície sexy e ele está determinado a fazer Roxy perceber isso... mesmo que tenha de correr atrás dela por toda a cidade de Nova York.

Para Roxy a situação financeira fica a cada dia mais precária, ninguém disse que a vida de atriz era fácil, mas ela esperava emplacar em algum papel logo e em meio ao caos que sua vida está um boy diferentão cruzará o seu caminho.

Há tempos ela pula de teste em teste mas não consegue o papel esperado. Para manter as contas na linha ela oferece telegramas cantados para clientes interessados com fantasias diversas. E em um desses seus atendimentos peculiares ela baterá à porta de Louis, vestida de coelhinha para fazer um ode a uma parte bem importante do corpo dele. Em “Fica Comigo” a autora Tessa Bailey lançado pela Record nos joga em um romance bem humorado, quente e ácido que vai agradar os adoradores de um hot literário.

"Primeiro de tudo. Se ele tinha alguma esperança de alimentar esse vício chamado Roxy, precisava fazer com que ela se sentisse à vontade com as diferenças que existiam entre os dois."

Ao colocar os olhos em Roxy pela primeira vez Louis percebe o quanto essa mulher poderosa e audaciosa irá virar seu mundinho de galinha para caindo de quatro só por uma coelhinha. Desafiando a ele e a si mesma, Roxy tasca um beijo quente nele e sai na noite, pensando que ainda precisa de dinheiro e encontrar um lugar para morar.


© Coleções Literárias ♥ 2018 - Todos os direitos reservados ♥ imagem-logo